Televisa “censura” Christopher Uckermann e revolta Anahi e Christian Chávez

A performance de Inalcanzable feita por Christopher Uckermann na live do RBD, em 26 de dezembro, foi um dos pontos altos do show. Contudo, a Televisa decidiu não exibir essa parte do show no especial que foi ao ar no último domingo, revoltando Anahi.

Destaque: Vaza teste de Maite Perroni para personagem da Marvel

A mãe de Manuel e Emiliano chegou a postar um link pirata para a atuação do colega no YouTube e disse que foi a melhor interpretação dessa música em toda a história do RBD. Além disso, ela disse que foi ele quem “levou o show”.

A estrela ainda criticou a ausência de Pedro Damián no especial preparado pela emissora. “Uma coisa mais! Faltou o criador de tudo, sem quem nunca nada disso teria acontecido”.

Christian Chávez também usou as redes sociais para expressar sua indignação:  “Não entendo como um musical tão dedicado e especial como o de Christopher fazendo a versão belíssima de ‘Inalcanzable’ não apareceu. Te amo e admiro, amigo”, escreveu.

Veja a atuação de Christopher Uckermann em Inalcanzable, elogiada por Anahi e Christian Chávez

+ Leia Mais: RBD voltará a fazer shows no Brasil após a pandemia, confirma ator de Rebelde

Na semana passada, Anahi e Christian Chávez estiveram no centro de outra polêmica com a Televisa. Um vídeo de Anahí falando sobre o assédio moral que sofreu durante os tempos de Televisa viralizou durante a semana. O desabafo é antigo, do ano passado, mas ganhou força nas redes sociais nos últimos dias.

 A ex-RBD teve anorexia no início da adolescência, quando estava no elenco de Primero Amor, A Mil Por Hora, segundo revelou ao jornalista Daniel Habif.

+ Leia Mais: Eurovision terá público, mas com restrições, diz jornal holandês

No bate-papo, ela contou que o transtorno começou após comentários negativos sobre seu físico por parte de um produtor da Televisa que “a viu crescer”.

“Quando eu era muito pequena, adolescente, aos 13, 14 anos, um produtor da Televisa que seria o produtor de A Mil Por Hora, depois substituído por Pedro Damián, me disse: Anahí, você quer ser a protagonista dessa novela, mas a protagonista precisa estar magrinha, não pode ser gordinha”, recordou a mexicana.

“Não que eu fosse gordinha, mas tinha 13 anos, era uma menina. Obviamente, era vulnerável, é uma idade difícil. E posso dizer que uma das coisas que detonaram (a anorexia) foi esse comentário”, disse a mãe de Manuel e Emiliano, sem citar o nome do tal produtor.

“Nos mesmos programas debochavam de mim e do meu problema, nos mesmos problemas nos que, se supunha, eu era da casa, isso também não foi legal. Muita crueldade para uma menina de 13/14 anos. Foi duro. Na verdade, foram anos difíceis por me lembro que chegava aos programas e colocavam comida para ver o que eu fazia”.

Com o tema em alta, Christian Chávez saiu em defesa da amiga. “Isso se chama violência contra a mulher”.

Comentários do Facebook
Comentários do Facebook
X