Cabrera fala sobre a parceira com Abraham Mateo e projeto para abrir as portas do Brasil ao mercado latino

Desde o ano passado, um nome vem chamando a atenção dos fãs de música latina no Brasil: o uruguaio Cabrera, reconhecido produtor e ganhador de Grammy, passou a trazer vários nomes conhecidos dentro do nicho para trabalharem com artistas nacionais.

Destaque: Feminismo, empoderamento e objetificação – o legado de Anitta em Loco

Em um bate-papo exclusivo com o LatinPop Brasil nesta segunda-feira, 1º de fevereiro, ele conta que o processo de ir para a frente dos holofotes não foi fácil, mas entende que é fundamental para conseguir realizar o Conexión Cabrera e promover de maneira definitiva a fusão da música latina com a brasileira.

+ Leia Mais: Turnê do Il Divo no Brasil é adiada para setembro

Com ele, tocaram nas rádios nomes como Jowell & Randy, Joey Montana, Emilia e, agora, Abraham Mateo, de volta ao país desde sua incursão pelo mundo urbano. “Eu o vejo com esse lado mais romântico, mais próximo do Brasil. Foi ele, inclusive, quem decidiu cantar o refrão de Só Sei Dizer em português”, disse Cabrera.

+ Leia Mais: Cami é presa no Chile após promover festa com aglomeração

E vem muito mais por aí: até o fim do ano, ele promete mais sete lançamentos “com nomes muito grandes”.

“Infelizmente, a burocracia não me deixar contar tudo, mas é gente muito muito grande que vem por aí”, contou o produtor e músico em um português fluente de quem está radicado no Brasil há mais de uma década.

Nascido em Montevidéu, o artista indicou o compatriota Fer Vásquez, do Rombai, como destaque da música de seu país para o futuro. “Vou gravar com ele. Ele ama o Brasil, a cultura, a música brasileira”.

Confira a entrevista de Cabrera ao LatinPop Brasil na íntegra

Comentários do Facebook
Comentários do Facebook
X