Alfonso Herrera crítica postura de países ricos em relação à vacina contra Covid-19

Alfonso Herrera segue em sua militância contra a Covid-19. O mexicano criticou a postura dos países ricos em relação às vacinas, única maneira de acabar com a crise sanitária que assola o mundo desde o ano passado.

Destaque: Christian Chávez diz que Anahí sofreu violência da Televisa

Primeiro, Poncho compartilhou uma matéria do The New York Times cujo título é “Em seu afã por vacinar suas populações, países ricos de esqueceram do resto do mundo”.

Em seguida, o artista pediu acesso universal ao imunizante e citou Pepe Mujica, ex-presidente do Uruguai.

Natiruts e Pedro Capó falam sobre a buena vibra de Todo Bien. Confira!

Alfonso Herrera cita Pepe Mujica ao pedir vacina para todos

Alfonso tem sido bastante ativo nas redes sociais para conscientizar a respeito do uso de máscaras, da prática do distanciamento social e da importância das vacinas no atual momento da pandemia.

Em fevereiro, após Christopher Uckermann revelar que não tomará o imunizante, assim como seus demais familiares, Poncho intensificou sua campanha.

Wisin: Mulheres são o presente e o futuro da música latina! Veja a entrevista exclusiva!

Negacionista convicto, Ucker disse que a imunização “poderia ser pior do que a doença”. Poncho, por sua vez, retuitou dados sobre os resultados positivos da vacinação em Israel.

Veja os dados compartilhados por Alfonso Herrera

Não satisfeito, Alfonso Herrera deu aquela cutucada em outro post: “Assim ou mais claro? Confiemos na Ciência”, mais uma vez citando dados sobre a esperança de volta à normalidade da população israelense.

Enquanto comentava sobre o falecimento da avó de Belinda em decorrência de complicações do coronavírus, Uckermann afirmou que tomou vacinas quando era criança, mas hoje em dia não confia nelas e prefere tratamentos naturais.

+ Leia Mais: Karol G estreia o surpreendente KG0516

“Não acredito na vacina, acho que pode ser muito pior do que a doença em si. Ninguém na minha família irá se vacinar”, disse o intérprete de Diego Bustamante, dando um show de desinformação.

+ Leia Mais: Alba Reche lança o excelente disco La Pequeña Semilla

Na quinta-feira (25), as autoridades de saúde do México informaram que o país ultrapassou a triste marca de 200 mil mortos pela Covid-19, ocupando o terceiro lugar na lista de letalidade da doença atrás de Estados Unidos e Brasil.

Até agora, 6,2 milhões de doses da vacina foram aplicadas nos mexicanos, que receberam apenas 10,7 milhões de frascos do imunizante. Ao contrário do Brasil, que vive uma espiral ascendente de contágios e mortes, o México tem visto os números caírem nos últimos dias.

Comentários do Facebook
Comentários do Facebook
X