É hoje! RBD volta às plataformas digitais e fãs esperam por anúncio de live

Foi uma longa espera. Às 21h desta quinta-feira, 3 de setembro, os fãs do RBD viverão um momento histórico: a discografia do grupo estará de volta às plataformas digitais, incluindo Spotify e YouTube.

Destaque: LatinPopCast 2020 #02 – O que aconteceu com o pop latino?

Foram anos de insistência por parte dos fãs para que a discografia, enfim, pudesse ser ouvida via streaming, mas uma discordância sobre os direitos autorais entre Universal (que fazia parte da antiga EMI, detentora dos direitos autorais) e Televisa fez com que o fenômeno ficasse de fora dos sites de forma oficial.

O acordo entre as duas empresas, anunciado em agosto, proporcionou o retorno. Mas não foram os empresários que levaram os louros da vitória.

“Renovar a licença e agora lançar o catálogo nas plataformas de streaming tem sido um esforço em equipe. Nos últimos dois anos, temos sido realmente persistentes. Mas os fãs são os verdadeiros heróis aqui. Eles continuaram nos cutucando para fazermos nosso trabalho e, bem, nós fizemos”, Guillermo disse à Billboard.

Rosas está à frente da T6H, empresa que lidera as ações da banda nesta nova fase. Ele já foi manager da Anahí em carreira solo.

Além disso, há a expectativa criada em torno da contagem regressiva iniciada por cinco dos integrantes do grupo – menos Alfonso Herrera – que culmina no dia 4 de outubro, Dia Mundial do RBD. Por enquanto, a hipótese mais provável é de que eles se reúnam em uma live beneficente.

+ Leia Mais: Bella é o novo single do RUGGERO

A reunion é um sonho antigo dos fãs. O reencontro virtual, entretanto, vem sendo um pedido constante desde o início da pandemia de coronavírus. Os seguidores acreditam que os artistas serão capazes de mobilizar uma enorme quantidade de espectadores para o evento, gerando boa arrecadação para ajudar no combate à Covid-19, que tem Brasil e México entre os países mais afetados pela doença.

+ Leia Mais: Alejandro Sanz estreia no cinema em El Verano Que Vivimos

A informação ainda não é oficial e não se sabe, portanto, se a presença dos seis membros está confirmada.

Por que o RBD ainda é um fenômeno musical?

RBD subiu ao palco em 4 de outubro de 2004, com o lançamento de seu álbum de estreia, “Rebelde”, que devido às enormes vendas rapidamente chegou a Disco de Diamante e a Disco de Ouro no México, recebendo Disco de Ouro também no Brasil e Equador, além de Triplo Platina na Colômbia e Platina no Chile. “Nuestro Amor”, sua segunda produção, lançada em 2005, quebrou recordes ao alcançar o status de Platina após apenas 7 horas de lançamento. Nos Estados Unidos, recebeu o Disco de Platina, enquanto na Costa Rica obteve o Disco de Ouro. “Celestial”, sua terceira produção, lançada em 2006, impulsionou a banda mundialmente, recebendo um Disco de Ouro na Romênia, Espanha, Chile e Equador, além de Platina e Ouro no México. Como se isso não bastasse, eles conquistaram o público americano, alcançando o primeiro lugar na Billboard Latin Pop Albums. No Brasil, o sucesso foi replicado, ficando em primeiro lugar nas principais paradas e, por isso, “Celestial” também foi registrado em português. Depois de uma turnê mundial de sucesso, na qual conseguiram vender mais de 10 milhões de ingressos e se consolidarem nos Estados Unidos, o RBD lançou em 2006 seu álbum em inglês, “Rebels”.

+ Leia Mais: Ozuna fará companhia a Sia em novo single

Com canções compostas por lendas da música, como Diane Warren [ela já trabalhou com Aerosmith, Toni Braxton, Starshio], em faixas como “Tu Amor” e “I Wanna Be The Rain”, o RBD ganhou Disco de Ouro no México, Espanha e Japão.

Empezar Desde Cero”, seu quinto álbum de estúdio [2007], ganhou quatro Discos de Platina e Ouro no México, Platina Dupla na Venezuela, Platina na Colômbia e Ouro em países como Brasil, Argentina e Espanha. Músicas como “Inalcanzable” e “Empezar Desde Cero” ficaram em segundo lugar na Billboard Latin Pop Songs nos Estados Unidos e em primeiro na Bolívia, respectivamente.

+ Leia Mais: Vanesa Martín vai lançar Y Vuelo em setembro

Seu sexto e último álbum de estúdio, “Para Olvidarte De Mí” [2009], foi sem, dúvida, uma carta agridoce para seus fãs, na qual eles se despediram do palco de uma forma mais do que bem-sucedida, ficando em 3º lugar dos 100 Melhores Álbuns da AMPROFON, bem como no terceiro lugar na Billboard Latin Pop álbuns por seis semanas consecutivas.

Do México, Colômbia, Chile e Brasil, à Itália, Turquia, Reino Unido, Japão, Estados Unidos e Espanha, o RBD conseguiu quebrar a barreira do idioma e bater recordes, sendo o primeiro grupo de língua espanhola a encher totalmente o Estádio do Maracanã, no Brasil, em 2006, como artista principal, além de ser a banda latino-americana de maior bilheteria e venda com mais de 10 milhões de discos em todo o mundo, e os mais de 10 milhões de ingressos em sua turnê pelo mundo. Hoje, o RBD continua seu legado musical através do amor e das lembranças de seus fãs que compõem mais de 150 clubes oficiais em diferentes latitudes. A música está de volta!

Comentários do Facebook
Comentários do Facebook
X