“Passei dias com muito medo”, disse Jorge Drexler após superar coronavírus

Jorge Drexler é mais uma vítima da pandemia de coronavírus que assola o mundo desde janeiro. O uruguaio reside em Madri e revelou que ele e sua mulher, a atriz Leonor Watlin, testaram positivo para o Covid-19, mas já estão recuperados.

O cantor falou sobre a angústia de passar pela doença sem ir ao hospital. Jorge é medico e considerou que seus sintomas eram leves e cumpriu todo o isolamento em casa.

“Passei dias muito estranhos, com muito medo, ainda que tenha contraído a versão leve da doença. Mas temos outro familiar positivo que esteve com a gente uns dias e nos assustamos muito”, disse Drexler ao El Domingo, via Skype, comandado por Ana Pastor.

O músico relatou um forte mal estar e sequer conseguiu segurar o violão durante o período em que esteve doente. “Finalmente pego meu violão depois de duas semanas”.

Ele estava na Costa Rica quando a pandemia começou a evoluir. O concerto foi cancelado e, então, o músico compôs Codo Con Codo, um dos primeiros temas sobre a importância de manter o distanciamento social neste momento.

Com o agravamento da situação, ele voltou para a Espanha, mas seu filho mais velho, Pablo, fruto da relação com a cantora Ana Laan, estava no exterior estudando e teve de providenciar seu pronto retorno para casa.

“No dia seguinte à minha chegada, as medidas especiais me pegaram de surpresa e tive de tratar da volta do meu filho desde Londres (…) É preciso ter serenidade neste momento. Da mesma maneira que não se deve comprar como loucos, é preciso deixar os hospitais livres para as pessoas que realmente necessitam. Os hospitais estão saturados, sequer fomos a uma consulta, o fizemos em casa”.

Drexler e Leonor, integrante do grupo Marlango, agora cumprem o período de quarentena com os filhos Luca e Leah. A Espanha é um dos epicentros do coronavírus e contabiliza 7,2 mil mortos, sendo 812 apenas nas últimas 24 horas.