Netflix anuncia série sobre Selena Quintanilla

Mais de 23 anos após Selena Quintanilla ser assassinada na frente de um hotel no Texas pela presidente de seu fã-clube, Yolanda Saldívar, uma nova série da Netflix promete brindar o público com um lado da história nunca antes contado.

A gigante digital anunciou Selena: La Serie como uma obra de ficção produzida com a ajuda da família Quintanilla.

“Graças a esta série, o público conhecerá pela primeira vez a história completa da Selena, nossa família e o impacto que ela teve em nossas vida. Estamos felizes pela companhia da produtora Campanario e da Netflix para que os fãs possam ver um parte nunca antes vista da nossa história e para destacar porque Selena seguirá sendo uma lenda para as futuras gerações”, disse Suzette Quintanilla, irmã da cantora.

“Selena sempre terá um lugar indelével na história da música e sentimos uma grande responsabilidade de fazer justiça à sua memória”, completou.

Por sua parte, o presidente da Campanario, Jaime Dávila, destacou que Selena e sua família são uma inspiração para muitos.

“A trajetória profissional da Selena é lendária, mas nossa série vai se basear na incrível história de uma família imigrante e em como uma extraordinária jovem transcendeu categorias e fronteiras até se transformar em uma estrela mundial”, disse o profissional.

Ainda não há data de estreia divulgada para a produção.

+ Leia Mais: TNT também produz série sobre a estrela

A latina que mais vendeu discos nos últimos 25 anos

Os números dão a real proporção da tragédia que matou Selena Quintanilla. A rainha do Tex-Mex foi assassinada pela presidente de seu fã-clube em março de 1995 quando estava no auge da carreira. E até hoje, 22 anos depois, a estrela segue como a artista latina com mais discos vendidos em todo o mundo.

Dreaming Of You lidera o ranking com 2,9 milhões de cópias. Em quarto lugar está Amor Prohibido com 1,2 milhões. Buena Vista Social Club e Gipsy Kings ocupam, respectivamente, a terceira e a quarta colocações. Shakira também emplacou duas produções no TOP 10: Fijación Oral (8º) e Donde Están Los Ladrones (9º).

A colombiana ainda aparece no ranking mais uma vez com o mítico Pies Descalzos, no 23º lugar. Maná é quem mais figura na lista com quatro discos: Donde Jugaran Los Ninos (12º), Suenos Liquidos (16º),  Amar Es Combatir (17º),  MTV Unplugged (18º).

Veja o ranking os 25 álbuns latinos mais vendidos em 25 anos

25. Vicente Fernandez, El Hijo Del Pueblo – 568,000

24. Alejandro Fernandez, Me Estoy Enamorando – 576,000

23. Shakira, Pies Descalzos – 580,000

22. Marco Antonio Solis, Trozos De Mi Alma – 598,000

21. Luis Miguel, Segundo Romance – 603,000

20. Wisin & Yandel, Pa’l Mundo – 676,000

19. Luis Miguel, Romances – 687,000

18. Mana, MTV Unplugged – 701,000

17. Mana, Amar Es Combatir – 702,000

16. Mana, Suenos Liquidos – 706,000

15. Juanes, Mi Sangre – 739,000

14. Juanes, Un Dia Normal – 745,000

13. Daddy Yankee, Barrio Fino: En Directo – 809,000

12. Mana, Donde Jugaran Los Ninos – 856,000

11. Elvis Crespo, Suavemente – 879,000

10. Ricky Martin, Vuelve – 888,000

9. Shakira, Donde Estan Los Ladrones – 920,000

8. Shakira, Fijacion Oral: Vol. 1 – 1,019,000

7. Daddy Yankee, Barrio Fino – 1,083,000

6. Gloria Estefan, Mi Tierra – 1,232,000

5. Vicente Fernandez, Historia De Un Idolo Vol. 1 – 1,242,000

4. Selena, Amor Prohibido – 1,246,000

3. Gipsy Kings, The Best of the Gipsy Kings – 1,563,000

2. Buena Vista Social Club, Buena Vista Social Club – 1,925,000

1. Selena, Dreaming Of You – 2,942,000

*Levantamento: Nielsen Music, Set. 7, 1992-Set. 14, 2017

X