Miracolo, de Clementino, é disco mais vendido da Itália

Miracolo chegou ao mercado no dia 28 de abril e conseguiu uma façanha: tirou Giro Del Mondo, de Ligabue, da liderança entre os discos mais vendidos na Itália na última semana. O novo trabalho de Clementino teve uma intensa promoção antes de seu lançamento, com três vídeos e singles publicados:  Strade Superstar,  Lo Strano Caso Di Iena White e Luna.

A participação especial de Pino Daniele, morto em janeiro, é outro chamariz para o álbum. O artista napolitano, um dos mais aclamados da Itália, já tinha gravado De Che Parte Stai? antes de sofrer um infarte fulminante no início do ano.  Miracolo tem duas versões, com 14 ou 28 músicas: a edição deluxe terá um segundo CD, Miracolo Jam!, com 14 faixas extras cantadas em dueto com os principais nomes do rap italiano.

O rapper Clementino tem em sua discografia Napolimanicomio (2006), I.E.N.A. (2011), Armagedddon (2013) e Mea Culpa (2013).

 

Giro Del Mondo é, agora, o segundo mais vendido em território italiano, seguido por Jovanotti 2015 CC (Jovanotti), Tortuga (Antonello Venditti, Sanremo Grande Amore (Il Volo), Il Padrone Della Festa Live (Fabi Silvestre Gazze), The Magic Whip (Blur), Il Bello D’Esser Brutti (J-Ax), TZN- The Best Of Tiziano Ferro (Tiziano Ferro) e Parole In Circolo (Marco Mengoni) no TOP 10.

Squallor (Fabri Fibra), Domani È Un Altro Film – Seconda Parte (Dear Jack), Pop-Hoolista (Fedez), 9 (Negrita), Hitalia (Gianna Nannini), 1995 (Lorenzo Fragola), Rebel Heart (Madonna), 2004-2014 L’Originale (Modà), Sono Innocente (Vasco Rossi) e Andrà Tutto Bene (Nesli), que subiu 26 posições em relação à semana passada, completam a lista dos 20 álbuns mais vendidos da Itália.