Connect with us

Notícias

Marco Mengoni revela estreia de dois singles: Voglio e Buona Vita

Published

on

Marco Mengoni voltará em dose dupla!

Estava na contagem regressiva para a chegada do novo single do Marco Mengoni no próximo dia 19 de outubro? Então, pode dobrar a expectativa!

O artista de Ronciglione revelou que serão dois temas novos estreando nesta data: Voglio e Buona Vita, ambos antecipando a publicação do álbum, ainda sem titulo divulgado, no dia 30 de novembro.

Achou pouco? Junto com o anúncio, o italiano ainda mostrou a capa de cada um dos singles e uma frase de cada canção. Pode esperar coisa muito boa vindo por aí!

A estratégia lembra a utilizada por Pablo Alborán antes da estreia de Prometo, seu último álbum, antecipado de uma só vez pelos singles Saturno e No Vaya a Ser.

O LatinPop Brasil fará a cobertura completa do lançamento do novo álbum de Marco Mengoni. Fique ligado no site!

Último trabalho foi a parceria com Giorgia em Come Neve

O último disco inédito de Marco Mengoni foi Le Cose Che Non Ho, de 2015, seguido por um live que leva o nome do cantor. O trabalho foi considerado um segundo capítulo do sucesso Parole In Circolo, lançado no mesmo ano.

Mas a última vez que vimos o artista de Ronciglione em ação foi no ano passado, em um dueto com Giorgia que mereceu o Prêmio LatinPop 2017 de Melhor Colaboração do Ano na Itália: Come Neve. Relembre:

Letra de Come Neve – Giorgia feat. Marco Mengoni

Neve, insegnami tu come cadere
Nelle notti che bruciano
A nascondere ogni mio passo sbagliato.
E come sparire senza rumore
Scivolare nel corso degli anni
E non pesare sul cuore degli altri.

Ma non è semplice
Non sentire il silenzio che c’è
Non è facile
Guardare il cielo stanotte.

Perché quello che sono l’ho imparato da te,
Tu che sei la risposta senza chiedere niente,
Per le luci che hai acceso,
A incendiare l’inverno,
Per avermi insegnato a cadere
Come neve
Come neve.

Neve, imparo da te che sai come fare
A coprire le nostre distanze
A cancellarne anche solo un momento le tracce.
Non è semplice
Non sentire il silenzio che c’è.
Qui non è facile
Guardare il cielo stanotte.

Perché quello che sono l’ho imparato da te
Tu che sei la risposta senza chiedere niente,
Per le luci che hai acceso
A incendiare l’inverno
Per avermi insegnato a cadere
Come neve
Come neve.

Come neve,
Come neve.

Neve, insegnami tu come cadere.

X