Início Notícias Justiça de Porto Rico arquiva medida protetiva contra Ricky Martin

Justiça de Porto Rico arquiva medida protetiva contra Ricky Martin

0
82
Ricky Martin tem 50 anos
Foto de divulgação

A Justiça de Porto Rico arquivou nesta quinta-feira, 21 de julho, a medida protetiva expedida contra Ricky Martin no início do mês. A decisão foi tomada após o querelante, Dennis Yadiel Sanchez, comparecer à Corte e pedir que a restrição solicitada por ele perdesse efeito.

Ao juiz, o sobrinho do cantor informou ter chegado à decisão de forma livre e voluntária.

O fim da ação foi comemorado pelo artista nas redes sociais. Ricky Martin compartilhou a decisão judicial e escreveu: “A verdade prevalece”. No comunicado, a equipe do intérprete de Ácido Sabor disse ainda que não concordou com a maneira como o caso foi noticiado pela imprensa, com “títulos sensacionalistas” que não correspondiam com a verdade.

Dennis Yadiel Sanchez, de 21 anos, afirmou ter se relacionado de forma íntima com o tio por sete meses. Após o fim do suposto relacionamento, Ricky Martin teria passado a persegui-lo. A ação impetrada no início de julho falava ainda em abuso físico e emocional regado a álcool e drogas.

Em Porto Rico, incesto é crime e pode render até 50 anos de prisão.

Assim que o caso veio à tona, Eric Martin, irmão de Ricky, disse que o sobrinho não tinha contato próximo com a família e que sofria de distúrbios emocionais.

A estafe do artista avisou que as acusações “eram completamente falsas e fabricadas”. O desenrolar dos fatos aconteceu juntamente com o lançamento do EP Play na última quinta-feira (14).