Ouça Un Dia, a incrível parceria de J Balvin, Bad Bunny, Dua Lipa e Tainy

Seguindo o grande sucesso de seu álbum lançado em março, “Colores”, que recebeu duas vezes o Certificado de Platina, J Balvin embarca em uma nova jornada musical com o lançamento de “Un Día (One Day)”, uma colaboração com os superastros globais Dua Lipa, Bad Bunny e Tainy. A canção bilíngue fala sobre nostalgia e promove a colisão entre dois universos: a house music e o melhor dos ritmos latinos, tudo isso combinado a uma coleção de rimas e batidas envolventes, capazes de quase camuflar o fato de que se trata de uma música sobre corações partidos.

Destaque: Pedro Capó estreia o single La Sábana y Los Pies

Com produção executiva de NEON16, “Un Día (One Day)” chega junto com o videoclipe, dirigido por Stillz, e tem como protagonista a atriz espanhola Úrsula Corberó, famosa por seu papel de destaque na série “La Casa de Papel”, da Netflix.

Veja o clipe de Un Día (One Day), a parceria de J Balvin, Dua Lipa, Bad Bunny e Tainy

single é a colaboração mais recente entre Balvin, Bad Bunny e Tainy, na sequência do EP “OASIS”, lançado em 2019 por Balvin e Bad Bunny e aclamado pela mídia, e da parceria mais recente de Balvin e Tainy “Água”, da trilha sonora do filme “Bob Esponja: O Incrível Resgate”. Esse lançamento marca o primeiro encontro dos três artistas com Dua Lipa, que lançou em março o álbum “Future Nostalgia”.

+ Leia Mais: Ricky Martin publica clipe de Recuerdo, sua parceria com Carla Morrison

Sobre J Balvin

“Embaixador Global do Reggaeton” – J Balvin é atualmente um dos artistas mais ouvidos do mundo todo, tendo conquistado uma legião de fãs representados por mais de 104 milhões de seguidores nas redes sociais. Aclamado pela Billboard como “o maior fenômeno que música latina viu nos últimos anos” e pela Pitchfork como “a face do reggaeton moderno”, Balvin lidera uma segunda geração de astros que impulsionaram a música latino-americana a um nível global sem precedentes. Simultaneamente, o cantor se tornou o principal símbolo da cultura latina para as comunidades ligadas à moda e à cultura pop. Balvin se tornou um dos feats mais cobiçados da indústria da música.

+ Leia Mais: Série protagonizada por Maite Perroni bate recorde na Netflix

Em 2019, Balvin se apresentou no show de abertura do Grammy, recebeu pela terceira vez consecutiva o título de “Artista do Ano” no Premio Lo Nuestro, conquistou seu quarto Grammy Latino, foi nomeado o Artista Latino Favorito pelo American Music Awards e se tornou o primeiro artista latino a se apresentar no programa de TV Saturday Night Live. Em junho do ano passado, ao lado de Bad Bunny, Balvin apresentou “OASIS”, a maior surpresa da música Latina, considerado pela crítica o “álbum do ano”. O disco, que se manteve por oito semanas na primeira posição na lista de álbuns latinos mais ouvidos dos Estados Unidos, figurou em inúmeras listas de “Melhores Álbuns do Ano” e rendeu ao artista a sua segunda indicação ao Grammy. Ao longo  do ano, J Balvin se conectou com milhões de fãs ao vivo através de sua turnê “ARCOIRIS”, que percorreu vários países, além de ter feito história na música latina ao ser o primeiro artista de reggaeton a se apresentar  no palco principal do Coachella, no festival de EDM Tomorrowland, e o primeiro artista latino da história a ser headliner no Lollapalooza. Mais recentemente, J Balvin se tornou o artista latino mais seguido do TikTok, se apresentou no intervalo do Super Bowl ao lado de Jennifer Lopez, emplacou mais dois hits na primeira posição das paradas e apareceu na capa da Billboard.

Após ter passado 14 semanas consecutivas na primeira posição do chart global do YouTube Music e ter tido mais de um bilhão de views em seu oitavo vídeo no YouTube, J Balvin concluiu o ano de 2019 como um dos dois únicos artistas no mundo a acumular mais de 10 bilhões de visualizações na plataforma ao longo do ano. Sua dominância também foi perceptível em outras plataformas; ele passou a maior parte do ano sendo o único artista latino a figurar no Top 5 do Spotify, foi nomeado o “artista #1 do ano” na Deezer e no Shazam e foi nomeado como “Artista Latino da Década” pela Music Choice.

Este ano é a prova de que J Balvin não pretende parar tão cedo. Ele lançou “Colores”, seu álbum mais novo, que recentemente foi citado pela Billboard como um dos melhores álbuns do ano. O disco já acumulou mais de 2,6 milhões de streams combinados nas plataformas digitais, soma quase um bilhão de visualizações ao todo no YouTube, contribuiu para que ele se tornasse o artista #1 na Vevo e estreou na primeira posição dos rankings de 102 países no chart de artistas latinos da Apple Music. Tudo isso depois que Balvin fez história  ao se tornar o artista latino com mais singles na primeira posição nos charts Latin Airplay depois que “Blanco” assumiu o #1 em março e “Rojo” chegou ao topo mais recentemente, marcando sua 23ª canção a alcançar essa marca.

J Balvin também criou uma experiência de realidade aumentada, “Behind The Colores: The Live Experience”, que se tornou o capítulo final do álbum, quando ele se apresentou ao vivo em um espaço virtual dentro de sua casa, em Medelin, na Colômbia. Ele performou no evento “Global Goal: Unite For Our Future”, junto de Shakira, Justin Bieber, Miley Cyrus e outros. Ele também apresentou e fez a curadoria do bloco dedicado a artistas latinos no LiveXLive, festival online em suporte à MusiCares. Ele ainda marcou presença no festival “One World: Together At Home”, além de outras lives e eventos beneficentes. J Balvin se tornou o primeiro troll do reggaeton, Tresillo, no filme “Trolls 2”, ao lado de nomes como George Clinton, Ozzy Osbourne, Mary J Blige, Kelly Clarkson e outros. Todos esses títulos, junto com o “Colores”, consolidam seu status como líder do reggaeton. Balvin segue expandindo os limites do gênero e pavimentando o caminho para “la nueva escuela”.

X