Connect with us

Notícias

Veja a abertura de Tempo de Amar, com a música de Salvador Sobral

Published

on

Salvador Sobral canta Amar Pelos Dois, tema de abertura da nova novela da Globo, Tempo de Amar

O Brasil já está um pouquinho mais português. Estreou ontem (26) Tempo de Amar, a nova novela das 6 da Globo. E quem acompanha o LatinPop Brasil já conhece o tema de abertura. É Amar Pelos Dois, do Salvador Sobral. A música deu a Portugal sua primeira vitória na história do Eurovision, em maio.

+ Leia Mais: Cantor se afastou da música para cuidar da saúde

O Diretor de Arte Alexandre Romano explicou o significado da abertura.

“A gente pensou em representar o amor através dos tempos. A ideia foi explorar todas as grandes histórias de amor, as mais conhecidas”, explicou. “Tem Adão e Eva, Lampião e Maria Bonita, Cleópatra e Marco Antônio, Helena e Páris, Zumbi e Dandara e Romeu e Julieta. E a trilha une um pouco disso todo”.

Amar Pelos Dois foi escrita por Luísa Sobral, irmã de Salvador. Os dois foram finalistas, em anos diferentes, da versão portuguesa do Ídolos.

Veja a abertura de Tempo de Amar, cantada por Salvador Sobral

Escrita por Alcides Nogueira, Tempo de Amar conta a história de dois jovens portugueses: a mente aberta Maria Vitória (Vitória Strada) e o simples Inácio (Bruno Cabrerizo). Após o amor à primeira vista, eles são obrigados a se separar, já que Inácio tem viagem marcada ao Brasil. Maria Vitória fica em Portugal, grávida. Além da distância, eles vão ter que enfrentar os obstáculos armados por Fernão (Jayme Matarazzo), médico recém-formado em Coimbra. Ele tem um ciúme doentio por Maria Vitória, pois deseja a jovem e acredita que ela é sua prometida.

Letra de Amar Pelos Dois – Salvador Sobral

Se um dia alguém perguntar por mim
Diz que vivi para te amar
Antes de ti, só existi
Cansado e sem nada para dar

Meu bem, ouve as minhas preces
Peço que regresses, que me voltes a querer
Eu sei que não se ama sozinho
Talvez, devagarinho, possas voltar a aprender

Meu bem, ouve as minhas preces
Peço que regresses, que me voltes a querer
Eu sei que não se ama sozinho
Talvez, devagarinho, possas voltar a aprender

Se o teu coração não quiser ceder
Não sentir paixão, não quiser sofrer
Sem fazer planos do que virá depois
O meu coração pode amar pelos dois

X