Connect with us

Habla, Pri

Laura Pausini – Um acerto e dois erros nos últimos dois anos

Published

on

Turnê da Laura Pausini desagradou fãs

Laura Pausini encerrou na última sexta-feira, em Cagliari, na Itália, sua turnê com Biagio Antonacci. Aquela que ninguém sabe exatamente porquê começou. A amizade dos dois é linda, o talento de ambos é inegável, mas sabe a história de cada um no seu quadrado?

É isso.

Os fãs comemoraram o desfecho da série de shows como um novo single, o anúncio de um disco, quando todo fim de gira é lamentado, quanto mais chances de ver seu artista preferido em ação, melhor, não é mesmo? Se a equação não tem solução dentro dessa fórmula é porque algo deu errado.

+ Leia Mais: 5 músicas para se apaixonar ao som da diva italiana

Ninguém aqui se coloca em um patamar de questionar decisões e, menos ainda, a brilhante trajetória dos italianos. Mas não ornou, simplesmente.

Soa quase uníssono o “ufa” com a dupla findando seus compromissos junta. E é difícil enxergar onde foi que eles erraram. E talvez nem possa ser qualificado como erro, visto o sucesso de público. Numericamente apenas, diga-se de passagem, porque apresentação após apresentação chovia críticas sobre eles.

Mas os shows lotaram. Mercadologicamente foi um bom negócio. Os dois cantaram clássicos, têm vozes e um repertório de deixar qualquer amante de música boquiaberto. Só que no palco não há química. E pronto.

Muitos são os relatos dos fãs que foram vê-los apenas pela oportunidade de vê-los ao vivo, mas que detestaram o resultado. E, como agulha no palheiro, talvez nunca se encontre a razão para esse dissabor.

E entre o morno Simili e o maravilhoso Fatti Sentire, outro equívoco: aquele disco natalino que provoca reações intempestivas até no mais ardoroso seguidor pausiniano.

Toda essa análise para chegar a uma conclusão que normalmente lemos nas nossas caixas de comentários, mas nesse caso é mais real – e não ofensivo – do que nunca. Laura Pausini chegou em um momento da carreira em que se sente no pleno direito de fazer apenas aquilo que lhe apetece. Ou convém.

Não será a minha crítica ou a sua resposta atravessada no Instagram que irá tirá-la desse conforto, que passa longe de ser sua zona de conforto. Ela se arrisca. Erra e acerta, mas está feliz assim, trilhando o que decide para para seu próprio destino.

E isso vai nos trazer trabalhos brilhantes e outros que apenas alimentarão seu desejo de arriscar-se. Mel e fel. As chances de desgostar aumentaram. E a gente precisa aprender a lidar com isso desde já. Agora, ela só quer ser feliz.

 

X