Connect with us

Habla, Pri

Em estreia solo no Brasil, Tini mostra ao público que cresceu

Published

on

Tini no Citibank Hall

A doçura de Violetta só foi notada quando sua intérprete, Tini, relembrou os clássicos da série da Disney no palco do Citibank Hall, em São Paulo, na noite do último sábado (15). Ou quando a jovem argentina interagiu com seu público, exalando gratidão por aqueles que ainda seguem sua carreira, pese o fim da produção há mais de dois anos.

Quem esteve na casa de shows viu um furacão no palco. Uma artista aplicada, ousada, um show dinâmico do setlist às trocas de roupas.

Tini mostrou ao público que cresceu. Na plateia era possível ver uma parcela das pessoas estupefata com as performances da garota, que arrasou na dança, arriscou dois covers com Sorry, de Justin Bieber, e Crazy In Love, da Beyoncé, e passeou com segurança entre o pop, o eletrônico e as baladas.

Como só tem um álbum lançado, a artista lançou mão de seus clássicos da adolescência e apresentou quase todo o disco. Levantou os fãs com as interpretações de Great Escape, No Hay Nadie Que Nos Pare, Yo Te Amo A Ti, Siempre Brillarás, Libre Estoy, entre outros hits de sua carreira solo.

Dos velhos tempos, ela relembrou Ser Mejor, Te Creo, Crecimos Juntos. Se não colocou o cartaz de sold out em sua primeira apresentação no Brasil nesta nova etapa, Tini mostrou que tem público suficiente e potencial para que sua trajetória por aqui não fique restrita ao rastro deixado por Violetta.

Precisa, sim, de muito mais promoção do que teve seu álbum de estreia. Porque o status de popstar latina, a bela morena de 21 anos, requisitada nos últimos meses por nomes como David Bisbal e The Vamps, já tem.

Veja um trecho da performance de Tini em São Paulo

X