Connect with us

El "paredón"

Toda diva tem que ser um dia uma heroína?

Published

on

Paulina Rubio alimentando um cachorro

Hola a todos, está é minha estréia no Latinpop Brasil com a coluna “El Paredón”. E ja adianto: hoje falamos de diva.

Basicamente é neste espaço que vou expor minhas idéias sobre desastres do mundo latino, que pode variar entre uma notícia, o lançamento de um cd, a performance de algum cantor(a). Sei que não sou nenhum crítico profissional e muitas vezes irei falar de assuntos e pessoas que particularmente sou fã e admiro muito, mas meu perfil é sempre enxergar com bom humor tudo ao meu redor, afinal chorar faz bem, mas rir é melhor ainda.

Nesta semana gostaria de falar sobre o péssimo gosto de uma das minhas divas favoritas, a Kelly Key Paulina Rubio com seus vídeo clips, sempre fui fanático com suas músicas empolgantes, calientes e “pegajosas” (não encontrei um adjetivo melhor para definir musica que gruda no ouvido e me faz decorar mesmo sem querer), antes de comentar gostaria de convidar você a assistir um em particular (só clicar no play abaixo).

Vamos entender uma coisa antes, onde nesta fucking linda letra ela de algo heróico, afinal a letra (na minha mais humilde opinião) conta a história de um casal que provavelmente brigou feio, um sentimento que no passado era bonito mas hoje se enganam demonstrando sentimentos que não são mais tão reais, e se levarmos ao pé da letra podíamos entender até que houve uma separação e ela está querendo voltar ao que era antes, procurando ele em todos os lugares e sendo ignorada. Bonito não? Quem nunca passou por isso?

(Inicio da Dramatização)

Em pressões de produtor e artista ter que lançar um clip nas pressas (eu juro quero acreditar nisso) Paulina recebe um telefonema do seu produtor:

Produtor: Temos que fazer um clip para colocar na mídia amanhã!

Paulina: Mas são 6 da tarde já e eu ainda nem treino de glúteos.

Produtor: Não interessa, te pego de carro e vamos para algum lugar gravar.

Paulina: Qual a música vamos gravar?

Produtor: Ni una sola palabra.

Paulina: Esqueci do que se trata.

Produtor: É sobre pessoas fortes que não superam seus sentimentos.

Paulina: Pessoas Fortes?

Produtor: Sí Sí.

Paulina: Mas não tenho roupa e estou toda suada.

Produtor: A gente passa em algum lugar e compra qualquer coisa.

Paulina: Hoje é feriado, está tudo fechado e ainda quero ver o especial del chavo na TV (Paulina mora no México ainda)

Produtor: Conheço uma loja ótima que está aberta onde você vai realizar suas fantasias, confia em mim.

Paulina: Tudo bem, desde que eu possa mostrar meu corpo e fazer poses sensuais.

Produtor: Mas não é o que você sempre faz?

Paulina desliga

(Término da dramatização)

Infelizmente acabam numa loja de fantasias, ela pega a mais chamativa e vão para o alto de um prédio gravar um clip em 30 minutos, pois foi isso que me pareceu.

O que você não pode perder neste vídeo:

– Tamanho do salto da nossa heroína.

– As demonstrações de alongamento (0:17)

– A música sincronizada com ela discando no celular junto com a cara dela de vaca heroína (0:49)

– Ela procurando no alto do prédio (1:25)

– Ela chupando um pirulito (1:29) enquanto ela busca uma oportunidade (trocadilho?)

– Ela de prostituta boa moça no minuto (1:45)

– O Cachorrinho dela que aparece no minuto (1:47 – 1:49)

– Ela salvando ela mesma no minuto (2:30)

– Ela alimentando o cachorro no minuto (3:39)

– As poses sensuais em todos os minutos

X