Conecte com a gente

Entrevistas

[Entrevista Exclusiva] Sofia Reyes fala sobre o hit 1, 2, 3 e o amor pelo Brasil

Publicado

em

Sofia Reyes fala sobre o hit 1 2 3 e o amor pelo Brasil

22 anos de idade e uma carreira de dar inveja a muita gente com o dobro da idade dela. Mas não tem como negar: ela está vivendo a sua melhor fase. Ao lado de Jason Derulo e DeLaGhetto, a jovem mexicana de Monterrey está bombando no mundo inteiro graças ao viciante hit 1, 2, 3.

+ Leia Mais: Shakira perde processo por plágio de Loca

Em entrevista exclusiva ao LatinPop Brasil, Sofia Reyes falou sobre a surpresa que foi ver a música estourando nos quatro continentes.

Eu sempre soube que essa música tinha muito potencial (…), mas eu nunca imaginei que ela chegasse a onde está hoje.”

Ela também falou sobre a parceria com Jason Derulo e DeLaGhetto, que foi o último a entrar no jogo.

“Eu escrevi essa música há dois anos, foi um processo largo”, explicou. “Primeiro em espanhol, depois em inglês, depois encontramos um ponto médio. Nós convidamos o Jason (Derulo) para fazer parte da música e eu mal podia acreditar quando ele topou e disse que adorou a música. Depois veio o DeLaGhetto, porque a gente sentia que faltava ainda um toque urbano.”

Ao saber que falava com o Brasil, Sofia Reyes não conseguiu esconder a alegria. E deixou um recado e uma promessa para os fãs daqui.

“Eu quero muito colaborar com algum artista brasileiro. Eu conheço muito bem a Anitta, porque somos da mesma gravadora. Eu quero muito ir ao Brasil, já falei para a minha equipe.” 

Os próximos passos na carreira? Uma nova música que já está a caminho e, se depender dela, uma nova colaboração. Se não for com a Anitta, com com alguma uma artista feminina.

Becky G, Cardi B ou algo com a Rosalía. Ela é o máximo! Tem tantas mulher tão boas…

A nossa torcida já é para a Anitta!

Ouça a entrevista completa do LatinPop Brasil com a Sofia Reyes

Entrevistas

Com Ricky Martin na mira, Francinne apresenta hoje EP em São Paulo

Publicado

em

Francinne lança o EP La Rubia

Não é preciso ser catedrático em emoções para perceber que Francinne flutua com o reconhecimento de seu trabalho. Está estampado no sorriso e no olhar da gaúcha, que por conta da proximidade com países hermanos acabou se apaixonando pela música latina.

E não é marketing de quem escolheu esse caminho para a trajetória artística: La Rubia, realmente, consome o mercado como pouco se vê no Brasil. Dos consagrados Ricky Martin, Alejandro Sanz e Thalia até às revelações Natti Natasha e Karol G, ela ouve de tudo. E sonha, algum dia, cantar ao lado do borícua:

“Seria um featuring lacrador”, contou Francinne por telefone ao LatinPop Brasil.

Ela acaba de colocar no mercado o EP La Rubia, em que traz toda a sonoridade do reggaetón para o mercado brasileiro. No momento, Perigosa é sua faixa favorita: “Mas amanhã será outra, depois outra, vai do momento”.

O trabalho será apresentado nesta quarta-feira, 9, no badalado Paris 6, em São Paulo. Ao seu lado, a loira terá Wanessa Camargo e Luisa Sonza. Um timaço de mulheres que representam uma inversão de mercado:

“As mulheres conseguiram mostrar sua força com união, o mercado virou. A gente pode tudo, pode falar sobre tudo nas músicas”, disse a cantora que tem como single atual Corpo Caliente.

Francinne terminou o bate-papo falando sobre a perseverança, nunca desistir do sono, em um recado cheio de ternura para os fãs. O sonho dela?

“Enaltecer a música latina no Brasil”.

Ouça La Rubia, o novo EP da Francinne

 

Serviço – Show Francinne – Lançamento do EP ‘La Rubia’

Dia: Quarta-feira – 09/05

Local: Paris 6 Burlesque

Endereço: Rua Augusta, 2809 – Cerqueira César – São Paulo

Abertura da casa: 20h

Horário/ início do show: 21h

Duração do show: 75 minutos

Capacidade da casa: 230 lugares

Valor: R$ 50,00

Formas de pagamento: Dinheiro, Cartões de crédito/débito: American Express / Cabal / Diners / Good Card /Hipercard / Mastercard / Visa / Aura / Elo / Sorocred.

Não aceita cheque.

Classificação etária: 14 anos

Ingressos antecipados: no site do Ingresso Rápido, na bilheteria do teatro Procópio Ferreira (terça a domingo, da

Continuar Lendo

Entrevistas

Entrevista com Elina Nechayeva, uma das favoritas ao Eurovision 2018

Publicado

em

Elina Nechayeva, representante da Estonia

Estamos a pouquíssimos dias do Eurovision Song Contest, um dos maiores festivais da música do mundo, que este ano será realizado em Lisboa, Portugal. O LatinPop Brasil bateu um papo com Elina Nechayeva, representante da Estônia e uma das favoritas nas casas de apostas, com exclusividade.

(Interview in English at the end)

Antes de tudo, gostaria de parabenizá-la pela incrível apresentação e participação no Eurovision. O Brasil é um país de muitas culturas e o festival é seguido por muitos brasileiros, estamos muito animados para ver sua apresentação.

Obrigada!

Eurovision é um grande passo na sua carreira, como você está se sente com tudo isso? Participar de um festival tão grande e com uma audiência tão alta?

Estou muito animada! Muito feliz por poder cantar minha música para quase 200 milhões de pessoas – é uma loucura! Este é o maior público que alguém pode cantar e espero que eu faça o meu melhor e eu possa dar todo amor a tantas pessoas.

O que o festival significa para você?

Eu acho que é um grande concurso e une muitos países e culturas juntos. Não importa qual sua nacionalidade ou suas crenças, a música nos une a todos.

Como você começou na música? Quais são suas influências?

Eu fui cantar em um coral quando eu tinha quatro anos e um dia eu percebi que eu tinha a voz muito alta, a mais alta do coral. Então, eu comecei a cantar alguns solos, e realmente gostei de estar no palco e me apresentar, e foi assim que decidi que queria ser uma cantora.

Como cantora clássica, Maria Callas foi uma enorme inspiração para mim, mas acho que Anna Netrebko é possivelmente a minha maior inspiração. Eu amo a voz dela, como ela age e se mantém. Ela é uma superstar!

Como todos nós sabemos, sua música La Forza tem a letra em italiano. Você tem raízes na Itália? O que esta lingua significa para você?

Eu realmente amo a Itália e já estive lá muitas vezes. Eu amo a moda, a comida e a cultura da ópera – e a Itália é a casa da ópera! Todo o país é lindo e acho a língua tão bonita. Acredito que como cantora de ópera, eu não posso, não sentir uma conexão com a Itália!

Temos que falar um pouco sobre o desempenho, além de sua incrível voz, seu vestido é um dos destaques do festival. Como foi esse processo de definir como será sua apresentação?

Eu tenho uma equipe incrível trabalhando comigo, para o Eesti Laul* e o Eurovision, e juntos criamos essa bela apresentação. Nada disso é possível sem uma grande equipe, por trás de cada performance do Eurovision há muito trabalho em equipe.

(Nota da redação: *festival anual estoniano de música organizado pela televisão parceira da EBU)

Vamos ver seu vestido com projeções no Eurovision?

A equipe inteira tem trabalhado muito para tentar chegar a uma solução*, não tenho certeza do resultado agora. Mas tenho confiança de que, aconteça o que acontecer, darei o melhor desempenho possível.

(NR: Já está confirmada a projeção do vestido da Elina no Eurovision)

O que podemos esperar de Elina depois do festival?

Eu tenho muitos projetos interessantes pela frente! Eu tenho um show solo, meu primeiro grande show solo em Tallinn, onde eu vou apresentar La Forza com uma orquestra de verdade, que será um evento incrível! Este show vai falar sobre amor, paixão, raiva, todas essas emoções fortes que talvez não sentimos todos os dias. Também vou à Geórgia com a Orquestra Nacional da Estônia para um projeto de intercâmbio cultural ligado ao jubileu de 100 anos da Estônia. Claro que haverá muitos shows e apresentações também, como de costume.

Finalmente, você poderia deixar uma mensagem para seus fãs e seguidores?

Minha mensagem é que, em nossa sociedade, devemos falar mais sobre amor real e sentimentos reais. Precisamos estar aqui e agora – não em nossos smartphones, mas realmente aqui, conectando uns com os outros e dando amor. O amor é o maior poder de todos. Isso é o que La Forza representa, e espero que você goste da minha música.

 

Interview in English

First of all, I would like to congratulate you for your incredible presentation and participation in the Eurovision festival. Brazil is a country of many cultures and the festival is followed by many Brazilians and we are very excited to see your performance.
Obrigada!

Eurovision is a big step in your career, how are you feeling with all this? In attending a festival so big and with so high audience?
I’m very excited! I’m really thrilled that I will be able to sing my song for almost 200 million people – it’s crazy! This is the biggest audience you can sing to and I hope I will do my best and I can give so much love to so many people.

What does the festival mean to you?
I think it’s a great contest and it unites so many countries and cultures together. It doesn’t matter what nationality you have or what your beliefs are – music unites us all.

How did you get started in music? What are your influences?
I went to sing in a choir when I was four and one day I understood that I had the loudest and highest voice in the choir. Then I got to sing some solos and I really enjoyed being on the stage and performing, and that’s how I decided I wanted to be a singer.
As a classical singer, Maria Callas was a huge inspiration to me but I think Anna Netrebko is possibly my biggest inspiration. I love her voice and how she acts and holds herself. She is a superstar!

As we all know your song La Forza has Italian lyrics, do you have roots in Italy? What does this language mean to you?
I really love Italy and I’ve been there many times. I love the fashion, the food, and the opera culture – as it’s the home of opera! The whole country is so gorgeous and I think the language is so beautiful. I think as an opera singer, I “can’t not” feel a connection to Italy!

We have to talk a little about the performance, besides your incredible voice, your dress is one of the highlights of the festival. How was this process of defining how your performance will be?
I have an amazing team working with me for Eesti Laul and Eurovision and together we came up with this beautiful performance. None of this is possible without a great team – behind every Eurovision performance is a lot of teamwork.

Are we going to see your dress with projections on Eurovision?
The whole team has been working very hard to try to come to a solution, but I am not sure of the final result right now. But I have confidence that whatever happens, I will give the best performance I can.

What can we expect from Elina after the festival?
I have a lot of interesting projects ahead! I have a solo concert, my first big solo concert in Tallinn where I am going to perform La Forza with a real orchestra, which will be an amazing event! This concert is going to tell about love, passion, anger – all these strong emotions that maybe we don’t feel every day. I am also going to Georgia with the Estonian National Orchestra to perform in a cultural exchange project connected with the Estonian 100-year jubilee. Of course, there will be lots of concerts and performances too as usual.

Finally, could you leave a message for your fans and followers?
My message is that in our society we should talk more about real love and real feelings. We need to be here and now – not in our smartphones but really here, connecting with each other and giving love. Love is the greatest power of all. This is what La Forza is all about and I hope you enjoy my song.

Continuar Lendo
Anunciantes

Playlists

Anunciantes
X