Principal / Festival de Sanremo / Ermal Meta vence os covers do Festival de Sanremo, que elimina os duetos
Ermal Meta vence noite de covers do Festival de Sanremo 2017

Ermal Meta vence os covers do Festival de Sanremo, que elimina os duetos

Ao comentar a seconda serata do Festival de Sanremo ontem, não teve como não comentarmos os problemas técnicos e o descaso do público que marcaram o show. Bem, “Em noite de falhas técnicas, Festival de Sanremo vê duetos serem eliminados” definitivamente poderia ser novamente o nome dessa nota.

Porque foi exatamente isso que aconteceu. A começar pela eliminação das duplas. Alias, a terminar por ela. Uma das grandes novidades do regulamento deste ano, o Girone Eliminatorio foi relegado ao final do show e os seis artistas foram subir ao palco quando já passava da meia-noite na Itália. Azar das únicas duplas da competição: Nesli e Alice Paba (10% dos votos) e Raige e Giulia Luzi (6%). Novamente entre os menos votados e, consequentemente, já eliminados.

Ron (36%), Clementino (23,5%), Giusy Ferreri (15%) e Bianca Atzei (10,5%) estão de volta à competição.

Ermal Meta vence concurso especial de covers

Mas a noite era especial de covers. E daí ninguém brilhou mais do que Ermal MetaSua versão de Amara Terra Mia, do mítico Domenico Modugno, cantada quase toda em falseto, foi espetacular. Sutil, delicada e impactante. Depois de ficar em terceiro lugar entre as Nuove Proposte de 2016, o albanês naturalizado italiano finalmente levantou seu primeiro troféu sanremese.

Resta saber se virão mais. Nos últimos dois anos, vencer o prêmio especial dos covers deu sorte. Nek, em 2015, ficou com o vice-campeonato na competição geral. Em 2016, o Stadio levou tanto a noite de covers quanto o Leão de Ouro. Vamos ver se Ermal Meta cumpre os bons prognósticos.

Paola Turci com Un’emozione da poco (Ana Oxa) e Marco Masini com Signor Tenente (Giorgio Faletti) completaram o pódio.

Destaque merecido também para Lodovica Comello. Mais calma que em sua estreia na terça-feira, ela fez uma das apresentações mais divertidas da noite com o cover de Mille Bole Blu, de Mina. Acompanhada de um grupo de bailarinos, coisa que normalmente não se vê no Festival de Sanremo, ela dançou, se divertiu e divertiu o público. A experiência em Violetta pesou positivamente. E levantou a questão: talvez Il Cielo Non Mi Basta não tenha sido a música ideal para sua estreia no Teatro Ariston. Algo mais dançante e juvenil teria sido a aposta perfeita.

Por outro lado, não dá pra negar que esta foi uma noite de covers bem cansativa. Sem os artistas divididos em pequenos grupos e com o excesso de baladas, foram quatro longas horas. Recompensadas por uma apresentação brilhante de Mika, vale ressaltar.

Ponto negativo também para mais uma falha técnica. A apresentação de Sergio Sylvestre com o Soul System (Vorrei La Pelle Nera) vai ficar na memória pela total falta de sincronia entre os artistas. Culpa de um problema de som que dificultou que eles se escutassem. Já no fim da noite, os apresentadores Carlo Conti e Maria de Filippi explicaram o problema e pediram desculpas. Claramente não resolveu o problema, que prejudicou as votações em Sergio.

Maldestro e Lele são finalistas entre as Nuove Proposte

O vencedor da categoria Big só será conhecido amanhã, sábado. Mas entre as Nuove Proposte o prêmio sai ainda hoje! E uma coisa é certa: ele vai para um homem.

Depois de Francesco Guasti e Leonardo Lamacchia na quarta-feira, agora foi a vez de Maldestro (Canzone Per Federica) e Lele (Ora Mai) se classificarem para a grande final.

Tommaso Pini e Valeria Farinacci foram os menos votados e estão eliminados.

Cuarta Serata – Festival de Sanremo 2017

Competição: Cantam todos os 20 artistas que restaram na categoria Big. Votam o público de casa (40%), a Sala Stampa (30%) e a Giuria Demoscopica (30%). Os 16 que acumularem mais votos se classificam para a final de sábado. Os quatro menos votados, estão automaticamente eliminados do Festival de Sanremo.

A noite ainda terá a grande final das Nuove Proposte. Cantam os quatro finalistas e votam o público de casa (40%), a Sala Stampa (30%) e a Giuria Demoscopica (30%).

Comentários

comentários

Ver também

francesco_gabbani_clipe

Francesco Gabbani se consolida entre os clipes mais vistos do mundo

Francesco Gabbani está fazendo história na Itália. Occidentali’s Karma, a música campeã do Festival de …

X