Connect with us

Notícias

Com a bênção de Gaby Spanic, Belinda pode ser A Usurpadora e prepara single

Published

on

Belinda promete bombar em 2019

Se 2018 foi um ano de pouquíssimas novidades da Belinda, o próximo ano promete ser diferente. A princesinha do pop latino está cotada para assumir os papéis de Paola e Paolina, interpretadas por Gabriela Spanic na versão original de A Usurpadora.

A novela ganhará um remake produzido pela Televisa para sua plataforma de streaming. A estreia e mais detalhes da trama ainda não foram divulgados.

A escolha da atriz e cantora nascida na Espanha já tem, inclusive, a bênção de Gaby, cuja interpretação icônica da vilã Paola Bracho ainda é reverenciada mundo afora.

“É uma menina muito talentosa, lembro que ela apareceu um dia no estúdio e cantou a faixa título. Eu a adoro muito, desejo toda a sorte do mundo. É uma atriz muito boa, se quiser algum conselho, claro que posso dar!”

Não bastasse ter seu nome cotado para encabeçar o elenco da produção, Belinda está prestes a lançar um single escrito por Horacio Palencia. Amor A Primera Vista é o nome da música, ainda sem data de estreia definida.

“Originalmente, o tema era para o meu disco, mas Belinda me pediu que fosse para ela e para mim não há problema. Além disso, Belinda tem muitos fãs que querem que ela lance música nova e me sinto bem em ajudá-la a regressar”, disse o autor da cumbia, isso mesmo, a cumbia que marcará a volta da jovem ao mercado no ano que vem.

Susto com governo mexicano marcou ano de Belinda

No fim tudo não passou de um susto: Belindanão será expulsa do México. Quem afirma isso é o Ministro da Governação (Interior) do país, Alfonso Navarrete. Em uma publicação no Twitter, o político afirmou que no seu caso o Artigo 33 da Constituição Mexicana, que a cantora teria ferido, não se aplica a seu caso.

“Eu a informei de que para ela não é aplicável o Artigo 33 da Constituição, cuja finalidade atende outros tipos de condutas e circunstâncias”. 

Em suas redes sociais, Belinda disse que ela mesma procurou o Ministério para esclarecer o que ela chamou de “assunto”. Ela ainda afirmou que continua perseguindo a cidadania mexicana.

“Continuarei com os trâmites de naturalização como outros membros da minha família, que já o concluíram. Amamos o México e, como todos os mexicanos, queremos um Méxicomelhor”.

Entenda o caso

No começo da semana, Belinda foi denunciada pelo Partido de la Revolución Democrática por participar da campanha e entregar objetos de divulgação do então candidato e agora presidente eleito Andrés Manuel López Obrador.

De acordo com o Tribunal Eleitoral do México, suas ações violariam o artigo 33 da Constituição nacional, que afirma textualmente que “estrangeiros não podem de nenhuma maneira se envolver nos assuntos políticos do país” e podem até mesmo ser expulsos dali. Belinda tem nacionalidade espanhola.

X