Conecte com a gente

Notícias

CNCO deixa Ricky Martin, assina com empresário de Maluma e volta ao Brasil para shows

Publicado

em

CNCO muda de empresário e volta ao Brasil em 2018

Não foi uma ruptura, apenas um distanciamento. A CNCO, a partir de agora, não é mais gerenciada pela equipe de Ricky Martin. Em sua visita ao Brasil, a banda anunciou um novo contrato de management com Walter Kolm, da WK Entertainment, que tem em seu portfólio nomes como Maluma e Carlos Vives, entre outros artistas latinos.

O ex-Menudo continuará sendo uma espécie de mentor do grupo, mas não participará mais das decisões ou da rotina de Joel, Christopher, Richard, Erick e Zabdiel.

No Instagram Stories, eles postaram um comunicado sobre a separação em que dizem que “Ricky foi um grande manager, conselheiro e amigo. Seus conselhos e exemplos foram vitais para poder chegar onde agora estamos e sempre será uma figura importante para nós.

Agora, com Walter ao nosso lado, sabemos que nossa carreira continuará pelo melhor caminho e com seu apoio e conhecimento seguiremos com esse crescimento tanto profissional, quanto pessoal. Estamos super emocionados.

+ Leia Mais: Novo disco será reeditado em formato físico no Brasil

“A CNCO é uma prioridade para a Sony Music e o cantor Ricky MArtin tem sido nosso grande parceiro em todas nossas decisões”, diz o CEO da Sony Music na América Latina, Espanha e Portugal, Afo Verde.

“Estamos muito felizes que ele escolheu Walter Kolm como líder do projeto de agenciamento. Sem dúvidas, Walter e sua equipe brilhante guiarão o CNCO para outro nível em sua carreira extraordinária”.

Volta ao Brasil ainda em 2018

Os rapazes se despedem do Brasil nesta quinta-feira, 17 de maio, mas não ficarão muito longe daqui não. Em entrevista à Rádio Disney, eles sinalizaram uma possibilidade de retorno ainda neste ano, provavelmente em agosto, para shows.

A informação foi confirmada à reportagem do LatinPop Brasil na manhã de ontem. Enquanto se despediam, eles ouviram “Esperamos que voltem logo ao Brasil para shows!” e responderam: “Já estamos vendo isso, vamos voltar”.

Além do sucesso de Reggaetón Lento, tanto na versão original, quando no remix com as Little Mix, a CNCO tem duas músicas gravadas para o mercado brasileiro: Tan Fácil, em parceria com Zé Felipe, e Mamita, lançada neste ano ao lado de Luan Santana.

O segundo disco da CNCO, homônimo, foi lançado no dia 6 de abril.

Ouça CNCO, o segundo disco da boyband latina

Notícias

Alfonso Herrera enlouquece a internet ao cantar Rebelde

Publicado

em

Alfonso Herrera arrasa em performance de Rebelde

Ele assumiu a culpa pelo fim do RBD e nunca se sentiu confortável com o lado cantor. Mas, na hora da brincadeira, Alfonso Herrera deixou seu “ranço” particular de lado e arrasou ao relembrar seus tempos como Miguel em seu país natal.

Além de cantar sua parte em Rebelde, o ator ainda soltou um “venga Mia (Anahi)”, pedindo a ajuda do companheiro de brincadeira e levantando o público que estava nas ruas.

Atualmente, Poncho protagoniza a peça Sociedade dos Poetas Mortos, no México, e espera a exibição do capítulo final de Sense8, que vai ao ar em junho na Netflix.

A outra produção em que estava envolvido, O Exorcista, foi cancelada recentemente pela Fox em função da baixa audiência.

“Foi minha culpa”, disse Alfonso Herrera

Já se vão 10 anos desde o fim do RBD e os fãs do sexteto nunca tiveram uma resposta clara: afinal, porque o grupo acabou? Bem, não tinham até agora. Uma década após o fim do RBD, Alfonso Herrera confessou em uma entrevista que o “culpado” foi ele. Nada de Anahi, Dulce Maria, Maite Perroni, Christopher Uckermann ou Christian Chávez.

A declaração bombástica foi dada ao canal no Youtube En La Luna Con Jesús Guzmán.

“O contrato (do grupo) acabava em 2008. Então nós tínhamos que decidir se continuaríamos ou não. Eu queria fazer outras coisas, queria atuar, que é do que eu gosto. Quando expus meu ponto diante dos executivos da Televisa, do (produtor) Pedro Damián e dos meus colegas de grupo, foi tipo: ‘cri cri’”, contou Poncho. “Porque o projeto não é mexicano: era comprado da Argentina. Se fosse continuar, teriam que comprar os direitos de novo com os argentinos. E eu decidi que: ‘não, obrigado’.”

Alfonso Herrera ainda revelou nunca houve a chance de o RBD continuar como um quinteto.

“Nós tínhamos esse acordo: se um saísse, o grupo acabava, e isso foi respeitado, felizmente. Christopher também queria fazer outro tipo de coisas, Maite já estava fazendo novela enquanto nós estávamos em turnê, então cada um estava começando a fazer suas coisas”, entregou.

Defina climão, hein?

Continuar Lendo

Notícias

Il Volo anuncia parceria com Gente de Zona

Publicado

em

Il Volo vai lançar disco pop em 2018

Até as clássicas vozes dos italianos do Il Volo se renderam ao reggaetón. Os rapazes anunciaram nesta terça-feira (21) uma parceria para lá de inusitada para o mercado latino.

O novo single é Noche Sin Dia e foi gravado ao lado dos cubanos do Gente de Zona, mostrando que eles estão mesmo dispostos a sair da zona de conforto.

O clipe foi gravado há cerca de três meses, em Miami. O novo álbum do trio trará duetos com grandes nomes do panorama latino. E os rumores apontam na direção de Gloria Estefan, mulher de Emilio Estefan, o produtor do trabalho, e nada menos do que Tiziano Ferro e Ermal Meta, atual vencedor do Festival de Sanremo com Fabrizio Moro.

Ainda não há data para a publicação do álbum, mas é certo que a produção virá ainda em 2018.

Il Volo como vocês nunca viram, disse Ignazio Boschetto

A rotina de uma turnê mundial não é nada fácil para um artista. Entra em avião, canta, as vezes não fica nem 24 horas em um lugar, volta pro avião. E Ignazio Boschetto, do Il Volo, sabe bem disso. Há apenas alguns dias, ele foi obrigado a cancelar um show do trio, em Madri, por um problema de saúde. Coisa até simples, mas impossível de encarar antes de um show.

Em meio a especulações e até mesmo fãs dizendo que isso foi uma desculpa para justificar o cancelamento, ele aproveitou um bate-papo com o LatinPop Brasil para esclarecer de uma vez por todas: estava sim mal, mas não está doente. E agora está tudo certo.

“Fui eu que fiquei mal. Tive uma contratura muscular na coluna e foi por isso que não pudemos ir para Madri, uma pena. Essa é uma das nossas cidades favoritas”, lamentou. “Mas já está superado”.

Apesar disso, o Il Volo não tem planos de parar e descansar. Depois de uma turnê nos Estados Unidos e Europa, eles agora fazer alguns shows em casa, na Itália, antes de vir à América Latina. Depois disso, vai ser hora de voltar ao estúdio de novo. E mesmo tentando esconder o jogo, Ignazio revelou alguns detalhes do novo projeto.

“O único que eu posso te contar é que vocês verão o Il Volo como nunca viram. Vocês vão se dar conta que o Il Volo pode fazer muitas coisas.”

E atenção Il Vllovers brasileiros! Para vocês as coisas vão ficar ainda melhor! Será que finalmente veremos Ignazio, Piero e Gianluca cantando em português? Ao que parece, sim!

“Nós temos muitas coisas preparadas e, especialmente para a América Latina, temos ainda mais surpresas, muito grandes. E vocês vão conferir logo”

Durante o bate papo, direto de Sofia, na Bulgária, Ignazio também falou sobre cantar com Maluma, a responsabilidade com a que leva a música clássica e deu ainda mais detalhes sobre o novo disco.

 

Continuar Lendo
Anunciantes

Playlists

Anunciantes
X