Connect with us

Entrevistas

[Exclusivo] Carlos Marin, do Il Divo, fala sobre novo disco do grupo e rumores de separação

Published

on

Carlos Marin, o espanhol do Il Divo, vem ao Brasil para show em agosto

Não. O Il Divo não vai acabar.

E quem deixa isso muito claro é Carlos Marin, o espanhol (nascido na Alemanha) do grupo. O cantor, que cumpre 50 anos no próximo mês de outubro, esteve no Brasil na semana passada para divulgar o seu primeiro show solo no país. Em entrevista exclusiva para o LatinPop Brasil, ele fez questão de esclarecer que o crescimento das carreiras individuais de todos eles não impede a continuidade do Il Divo.

“Depois de estar 15 anos juntos, nós chegamos a um acordo que, quando a gente tem tempo livre, podemos seguir nossas coisas solo. Tudo isso eu estou combinando com o Il Divo. (…) Sempre que eu estou descansando, ao invés de descansar eu invento de fazer shows.”

Prova de que o Il Divo segue firme e forte é Timelesso novo disco que o grupo publica nas próximas semanas. Com direito a um spoiler em primeira mão da tracklist.

“Ele leva esse nome, Timeless, porque ele tem canções desde os Anos 30 até os tempos atuais, como Hello, da Adele, ou All Of Me, do John Legend. Das canções mais antigas, por exemplo, terá SmileUnforgettable, por exemplo. São músicas para todos os gostos.”

E depois do disco, vem mais uma turnê mundial. E como o LatinPop Brasil revelou em primeira mão na semana passada, o show vai desembarcar por aqui sim, mas somente em 2019.

“Em abril deste ano estaremos em turnê com o grupo e em agosto eu retomo meus shows solo (…). O ano que vem nós seguimos com o Il Divo. E viremos o ano que vem (ao Brasil). Creio que será em abril.”

Ouça completa a entrevista com Carlos Marin, do Il Divo

Carlos Marin (Il Divo) Brasil

São Paulo

Local: Tom Brasil (Rua Bragança Paulista, 1281 – Vila Cruzeiro – São Paulo – SP)
Data: 11 de agosto
Horário: 22h (Abertura da Casa: 20h)
Preços: De R$100 a R$360
Ingressos: Ingresso Rápido

Entrevistas

Piso 21: “Queremos gravar com a Iza no Brasil”

Published

on

Piso 21 fala sobre Brasil e o novo single, Te Vi

Dia de estreia de Te Vi, dia de promoção para o Piso 21. Foi um empolgado El Profe, apelido de Juan David Huertas, de 34 anos, que teve a missão de falar para o Brasil sobre o novo single.

Ele confirmou que se trata do início de uma nova etapa para a banda. 

“Ubuntu encerrou um capítulo muito bonito na nossa história, com vários singles de sucesso como Me Llamas, Te Amo, Besándote. Agora começamos uma nova história, com um som diferente do que fizemos antes. Neste single, quisemos mostrar algo bem típico da Colômbia, a champeta (…) com um vídeo que mostra o que somos, simples, com muita dança”, disse o músico.

A conversa logo enveredou para o Brasil. Amigos de Anitta, o quarteto acha a brasileira uma grande embaixadora da nossa cultura contemporânea, mas o sonho de um dueto está nas conversas com a gravadora:

“Iza. Vimos a performance incrível dela no Grammy Latino e conversamos com a nossa gravadora, a Warner Music, sobre ela. Queremos muito gravar com ela aí. Também gostamos muito do Luan Santana”.

El Profe se disse impressionado com a quantidade de mensagens que chegam dos fãs brasileiros e ressaltou que, antes de vir promover seu trabalho, o grupo precisava de uma base sólida musical.

“Nós temos muito respeito pelo Brasil, pela cultura e pela música de vocês. É um desafio chegar aí e precisávamos de todo um trabalho antes de ter o país como meta. Já fizemos esse trabalho. Agora é hora de ir. Não sei quando, nem para qual região, mas é nossa vontade levar o novo trabalho ao seu país”.

E se Iza é o dueto brasileiro sonhado, para quem já colaborou com tantos artistas, de gêneros tão diferentes ao longo da carreira, o objetivo mundial é ousado.

“Bruno Mars. Se pudesse escolher alguém, seria ele”, disse El Profe.

Machismo no gênero urbano, as letras românticas do grupo, o tema boyband e como eles se dividem sendo três vocalistas, além de uma carinhosa mensagem ao Brasil, também estiveram na pauta.

A entrevista na íntegra com El Profe, representante do Piso 21, você confere na próxima semana no LatinPop Brasil.

Veja Te Vi, o clipe do novo single do Piso 21

Continue Reading

Entrevistas

Brasil, novo disco e Te Esperé: ouça a entrevista exclusiva de Jesse y Joy!

Published

on

Te Esperé é o single que dá a largada na nova fase de Jesse y Joy




Se ano passado, para promover o lançamento de 3 A.M com Gente de Zona, apenas a parte masculina do dueto estava do outro lado da linha, nesta terça-feira, 4 de dezembro, Jesse y Joy atenderam à reportagem do LatinPop Brasil diretamente do México para falar sobre Te Esperé, o single que chegou às plataformas digitais no último dia 23 de novembro.

Oficialmente, o tema abre a promoção do próximo álbum dos irmãos Huerta, colocando fim às especulações de que eles ainda trabalhariam em uma reedição de Un Besito Más.

“Se tudo sair como planejamos, o novo álbum chega ainda em 2019. (…) Queremos percorrer o mundo com ele, incluindo o Brasil. É um sonho. Eu sei que vai acontecer mais ou mais tarde. Mais cedo do que tarde, diria”, falou uma animada Joy.

A conversa passou pelo novo momento da música latina em nível global e até pela polêmica do reggaetón, misoginia e machismo.

“Não acredito que seja algo específico de um tema. Se a gente parar para ouvir, até alguns boleros, lá no passado, tinham letras misóginas e as pessoas não se davam conta. É algo que devemos lutar contra sempre porque é um problema social”, completou a artista, seguida o coro do irmão:

“Nós sempre temos que estar de acordo antes de lançar uma canção e é possível fazer reggaetón com boas letras, o momento pop do gênero prova isso”, falou Jesse.

Jesse y Joy falaram ainda sobre a inspiração ao compor Te Esperé, qual seriam os duetos de sonho dos dois e se voltariam a se aventuram no reggaetón.

Ouça agora a entrevista na íntegra com Jesse y Joy

Veja Te Esperé, o clipe do novo single de Jesse y Joy

Letra de Te Esperé, novo single de Jesse y Joy

Cuando se apaga el amor
El corazón se queda en llamas
Cuando se acaba, se acabó
No hay refugio en las palabras
Es una herida que no sana

Te esperé, llegué a sentir que me moría
Te esperé como la luna espera el día
Lo intenté, pero continuó la vida
Te esperé, pero el tiempo cerró la herida

Cuando te encuentra el amor
Olvidas todo lo vivido
Ya no te detiene el temor
De pronto nada está perdido
Aunque no tenga sentido

Te esperé, llegué a sentir que me moría
Te esperé como la luna espera el día
Lo intenté, pero continuó la vida
Te esperé, pero el tiempo cerró la herida

Oh-oh-oh
Oh-oh-oh
Oh-oh-oh
Oh, no, no, no, no (Oh-oh-oh)
Oh-oh-oh

Te esperé, llegué a sentir que me moría
Te esperé como la luna espera el día
Lo intenté, pero continuó la vida
Te esperé, pero el tiempo cerró la herida

Te esperé, pero alguien más llegó a mi vida




Continue Reading
Advertisement

Playlists

Advertisement
X