Connect with us

Notícias

1016 chegou! Ouça completo o primeiro disco do Alfred García

Published

on

1016 é o disco de estreia do Alfred García, finalista do Operación Triunfo 2017

Na Espanha (em realidade em quase todo o mundo) sempre existiu um certo preconceito contra cantores que saíram de talent shows. “Vendidos” e “não são artistas” são as coisas mais suaves que alguns deles ouviram ao longo da carreira, mesmo aqueles que hoje tem uma trajetória consolidada, como David Bisbal, Manuel Carrasco ou Pablo López. Mas a geração que saiu do OT 2017, no geral, tem provado o contrário. Eles são sim artistas, capazes de produzir discos de primeira linha. E acaba de chegar mais um: o aguardado 1016, do Alfred García.

Ao todo, 16 canções em três idiomas (espanhol, inglês e catalão) compõe o disco, produzido pessoalmente por Alfred García, que se implicou em cada detalhe da criação de 1016.

Entre as canções está Londres, composta ainda dentro da academia do OT 2017. Terminada e instrumentada, ela ganhou nova melodia. Uma mudança e tanto para quem estava acostumado à primeira versão, somente ao piano. Coisas que acontecem quando se conhece uma música desde os seus inícios.

O exercício de produzir seu próprio disco traz uma personalidade toda especial para 1016. Em algumas canções, a produção chega a chocar com tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo. Em outras, é aí que reside o encanto. É o caso de Let Me Go, a colaboração com Santi Balmes (Love Of Lesbian). São mais de sete minutos (!!) de puro exercício estilístico, quase um disco inteiro dentro de uma única faixa.

A estreia de Alfred García ainda tem outras participações especiais: Carlos Sadness, em No Cuentes Conmigo; e Pavvla, em Wonder, uma das melhores e mais bem produzidas canções de 1016.

Amaia Romero, companheira de Alfred no OT e no Eurovision e sua (aparentemente) ex-namorada, também está no disco. Ela divide os vocais em Et Vull Veure, escrita em sua homenagem, como presente de aniversário. O relacionamento pode ter acabado, mas resta uma música linda.

Mais do que a fofoca, o que importa em 1016 é a música. Talvez não seja um disco que vá agradar todo mundo. Mas é um disco que, definitivamente, leva a sonoridade indie para o mainstream de quem acaba de sair de um talent show. Um feito e tanto. 

Ouça 1016, o primeiro disco do Alfred García

X