Conecte com a gente

Listas

Sete nomes do reggaetón feminino para conhecer!

Publicado

em

Ivy Queen é uma das mulheres mais importantes do reggaeton

Hola, amigos de LatinPop Brasil!

O mundo se rendeu ao reggaeton, não tem pra onde correr! Depois do estouro de canções como Mi Gente, do J Balvin, Felices Los 4 do Maluma e Me Rehúso, do Danny Ocean, muitos artistas estão se enveredando no ritmo que já era mais do que obrigatório na música latina. Inclusive, as mulheres perderam o medo e se empoderaram o suficiente para cantar reggaeton.

Temos exemplos claríssimos de estrelas pop que já gravaram músicas do gênero: Becky G, Tini, Paty Cantú, Maite Perroni, até mesmo a americana Fergie, em parceria com Daddy Yankee! Porém, se não fossem algumas dessas cantoras que iremos apresentar nessa lista, talvez as outras não tivessem a mesma coragem de participar de um ritmo tão tipicamente masculino.

As mulheres do reggaeton

Mara Prada

Original da Colômbia, terra abençoada pelos deuses do Reggaeton, Mara Prada foi descoberta em 2001 graças ao reality show Popstars, e estourou com seu primeiro single, Oye. A cantora vive nos Estados Unidos desde 2011 e por lá, segue sua carreira como cantora de várias canções latinas direcionadas para as aulas de Zumba Fitness, super populares pelo mundo inteiro.

Farina

Outra colombiana que arrasa no reggaeton é Farina, cantora revelada pelo XvFactor colombiano. Original de Medelim, a moça não fica apenas no ritmo do momento, ela também já lançou músicas de dancehall (ritmo tipicamente caribenho, como as músicas do inicio de carreira da Rihanna) e r&b, estourando na música latina com o hit viral Pum Pum. Ela também faz algumas pontas de atriz e está seguindo sua carreira internacional, pelo selo da Roc Nation (a gravadora de Jay-Z, apenas).

Natti Natasha

Diretamente da República Dominicana temos Natti Natasha, que surgiu para o mundo graças a Dutty Love, parceria com Don Omar que lhe rendeu status de estrela do reggaeton. A cantora também já fez parcerias com Ozuna, Daddy Yankee e até mesmo uma parceria póstuma, com Selena (em Fotos Y Recuerdos).

Glory

A cantora porto-riquenha é uma das primeiras cantoras a se aventurar no reggaeton, lá em 1997. Sua carreira decolou com suas frases de impacto nas músicas, vide Suelta El Gabete e a sua parceria mais popular, com Daddy Yankee em Gasolina (sim, é ela quem grita o “DÁME MAS GASOLINAAAA”). Ela é uma das musas inspiradoras de várias das cantoras aqui citadas.

La Sista

A portoriquenha é original da cidade de Loiza, ao norte do estado, local muito conhecido por suas raízes africanas e pela larga quantidade de população negra. Dito isso, a cantora também conhecida como La Mussa del Reggaeton lançou seu primeiro disco em 2006, Majestad Negroide, e trabalhou com diversos artistas latinos (Jerry Garcia e Domingos Quiñones) durante sua passagem pelo reality show La Casa.

K-Narias

As irmãs gêmeas Gara e Loida, originais das Ilhas Canárias, na Espanha, formam a dupla reggaetoneira K-Narias, que surgiu em 2004. As moças tem o selo de aprovação dos Luny Tunes e já trabalharam com nomes como Nicky Jam, Jose Feliciano e Noriega.

Ivy Queen

Se Mara, Farina, K-Narias e diversas outras artistas se aventuraram no reggaetón, tudo foi graças a essa moça, que abriu espaço para o sexo feminino no gênero. Ivy Queen é “La Reina Del Reggaetón”, e não é a toa. Desde 1993 na ativa, a cantora e atriz possui mais de 10 discos e duas compilações de seus melhores sucessos. Um dos seus hits mais conhecidos é Que Lloren, que se popularizou como trilha sonora do game FIFA 2007.

EXTRA: Jofrancis

E quem disse que não tem brasileira se jogando no reggaeton? A paranaense Jofrancis Martins traz pra gente Trato, o seu novo single que aposta no ritmo do momento.

Faltou alguma artista que você gosta? Manda aqui pra gente nos comentários!

Listas

Dia Internacional Contra a Homofobia: 5 latinos fora do armário

Publicado

em

Ricky Martin faz aniversário em 24 de dezembro

17 de maio é o Dia Internacional Contra a Homofobia. Poderia ser o dia da celebração do amor, simplesmente, sem distinção de gênero. Para comemorar a data, o LatinPop Brasil vai lembrar cinco cantores latinos que assumiram sua homossexualidade e empunham a bandeira contra o preconceito.

5 artistas latinos que saíram do armário

Ricky Martin

É, certamente, o caso mais icônico. Em 2010, Ricky Martin assumiu em sua biografia o que todo mundo já especulava: apesar de já ter se relacionado com mulheres, ele viveu uma luta interna durante anos até definir sua preferência sexual. Atualmente, é um dos principais militantes da causa no mundo artístico.

Vanesa Martin

Seria uma questão de sobrenome? Brincadeiras a parte, a cantora espanhola assumiu sua homossexualidade no ano passado, em uma entrevista sincera a Risto Mejide. Os rumores de um romance com Malú, essa não assumida, nunca foram confirmados.

Christian Chávez

Christian Chávez assumiu sua homossexualidade em 2007, logo depois de se despedir do fenômeno RBD. À época, vazaram fotos dele ao lado do então marido, o canadense BJ Murphy, e desde então ele é um dos representantes da causa na América Latina: “A vida me deu um microfone não só para cantar, mas também para falar desse assunto”, disse anos depois em entrevista ao Extra.

Kany Garcia

Foi no início deste ano, precisamente no Dia de San Valentin, que Kany Garcia decidiu mostrar publicamente a quem dedicava suas canções de amor: Jocelyn Troche, e recebeu uma chuva de apoio de amigos, entre eles seu conterrâneo Ricky Martin, e fãs. “A verdade é que a resposta das pessoas foi linda. Sou abençoada”, disse recentemente à People.

Tiziano Ferro

A Itália também tem seu representante na lutra contra a homofobia. No mesmo ano da revelação de Ricky Martin, o intérprete de Incanto contou tudo no livro Trent’Anni e una Chiacchierata con Papà. Nas páginas autobiográficas, ele falou sobre bulimia, isolamento paranóico e a dificuldade de se aceitar homossexual com uma sinceridade alarmante.

 

Continuar Lendo

Listas

Tanti auguri a te, Laura Pausini! Buon compleanno!

Publicado

em

Laura Pausini volta ao Brasil ainda este mês

Hoje é dia de festa para Laura Pausini! A cantora mais internacional da Itália completa 44 anos mais linda e famosa do que nunca e vivendo um ano glorioso com o lançamento de Fatti Sentire, com direito a tour mundial e singles bombando mundo afora.

Desde que surgiu no Festival de Sanremo, em 1993, Laura Pausini mostrou que era grande demais para ficar restrita ao mercado italiano. Ganhou o mundo! É famosa no Japão, na Rússia, nos Estados Unidos, na Europa inteira, América Latina de ponta a ponta. Difícil encontrar uma praça em que seu nome passe despercebido. Talvez porque não exista.  São mais de 70 milhões de discos vendidos ao redor do mundo para comprovar o seu sucesso global.

Laura é assim: simpática, carismática, talentosa e poliglota. Em suas andanças mundo afora,a cantora aprendeu a falar fluentemente vários idiomas, inclusive português, e não deixa barato: sempre que pode, lança uma música numa língua diferente. Quer percorrer o mapa mundi na voz de Laura Pausini? Aqui vai uma lista de músicas repleta de sucessos que vão além do italiano!

Buon compleanno, Laura Pausini!

Feliz cumpleaños! Happy birthday! Joyeux anniversaire! Feliz aniversário! Tanti auguri a te!

Italiano – La Solitudine (apresentação em Sanremo)

Inglês – It’s Not Goodbye 

Português – Inesquecível

Francês – Je Chante

Continuar Lendo
Anunciantes

Playlists

Anunciantes
X