Connect with us

Listas

Como era o mundo da música latina antes do LatinPop Brasil

Published

on

Anahí volta aos palcos com Rumba

O LatinPop Brasil completa nesta sexta-feira, 9 de fevereiro, três aninhos de muitos bafos, notícias quentíssimas, entrevistas exclusivas e um sacode no mercado nunca antes visto no Brasil!

Bah… vocês devem achar que nós estamos muito exibidos, certo? Mas o LatinPop era a luz que faltava na indústria fonográfica latina. A lista de WoW Moments vividos nos últimos muitos dias é interminável!

Você se lembra de como era o mundo da música latina latino antes de 9 de fevereiro de 2015 (essa é a nossa data de aniversário!)? Então prepare-se para entrar na máquina do tempo com a gente!

Anahi ainda era da plebe

Anahi era noiva de Manuel Velasco, cantora, atriz e fazia jogos com os fãs que esperavam um novo projeto discográfico, turnês. Agora é primeira-dama e mamãe do pequeno Manuel.

Casamento da Anahi

 

Luis Fonsi era só um – ótimo – baladista

Você provavelmente nunca imaginava que veria Luis Fonsi arrasando em um reggaeton ao lado de Daddy Yankee!

Maluma who?

O Maluma era só um filé de borboleta conhecido – ejem – no Brasil por um dueto com o Lucas Lucco. Total segunda divisão.

Lucero, a Dona

A única chance de ver Lucero em ação no Brasil era alguma reprise vespertina do SBT.

Il Volo

A gente ainda não conhecia os problemas íntimos do Piero Barone, do Il Volo, durante as viagens de avião.

Revejam a participação do trio no Altas Horas AQUI.

Alfonso Herrera era só um ex-RBD

Sense8, O Exorcista… nada! Alfonso Herrera ainda lutava por um lugar ao sol em Hollywood e nem sonhava com os bejo caliente que teria que distribuir nessa vida.

Alvaro Soler

Tipo: quem era mesmo Alvaro Soler antes de 2015?

Pois é: na fila do pão ele era o famoso ninguém. Só depois disso é que ele nos conquistou com El Mismo Sol, Sofia e, agora, Animal.

Laura Pausini, a Innamorata

Quem imaginava Innamorata no repertório de Laura Pausini antes de 9 de fevereiro de 2015? Ninguém, afinal ela sequer preparava Simili, seu último álbum. O disco também trouxe a filhinha dela cantando! E agora já estamos na contagem regressiva por Fatti Sentire.

Ah, ela não tinha saído da gravadora nessa época. Sim, ela ficou alguns meses sem contrato, mas agora o acordo já está vigente e prontinho para novas aventuras.

CNCO?

A maior revelação da música latina esperaria quase um ano para nascer. Foi praticamente uma gestação entre a chegada do LatinPop Brasil e a vitória do quinteto no La Banda.

Você desconhecia hits como Tan Fácil, Quisiera e Reggaeton Lento.

Shippar Pablo López e Paula Fernandes?

Pera, isso é sério? Diretamente de 2014, nós perguntamos: alguém poderia imaginar o Pablo López e a Paula Fernandes cantando lindamente juntos e ainda nos fazendo amar o possível casal e protegê-lo até o fim?

Gravação do videoclipe de Dos Palabras, de Pablo López e Paula Fernandes, no Rio de Janeiro

Pablo López e Paula Fernandes na gravação de Dos Palabras

Fim de Violetta e começo de Sou Luna

Trocamos Violetta por Luna, Tini por Karol Sevilla. Sobrevivemos. E a menina Martina está aí fazendo total a Sandy  virando mulher debaixo dos nossos narizes. Também sobrevivemos.

Enrique Iglesias fazendo uma música mais viciante que Bailando

Depois de Bailando, o gato ainda deu a mão para o Nicky Jam explodir com El Perdón e fez todo mundo bailar hasta las diez com Duele El Corazón. Surra de hits!

A explosão latina no Brasil

Quem imaginava Jesse y Joy, Pablo Alborán, J Balvin, Maluma, Nicky Jam, Luis Fonsi, Daddy Yankee e a onda de música latina invadindo o Brasil há dois anos?

A Maite Perroni só tinha lançado o álbum Eclipse de Luna

Não, pera. Isso continua igual!

Mas, ó, que baita reggaetonera temos agora, hein? Aliás, mulher no reggaetón: não falta mais!

FELIZ ANIVERSÁRIO, LATINPOP BRASIL!

Listas

Halloween – 8 músicas latinas para comemorar o Dia das Bruxas

Published

on

Será que a Shakira gosta do Halloween?

Todo ano é a mesma coisa: chega 31 de outubro e os patrulheiros da festa alheia começam com o discurso de que Halloween é uma celebração americana e não deveria ter qualquer impacto nos outros países. Mas hein? Que coisa chata!

O que diz a Wikipedia?

Dia das Bruxas (Halloween é o nome original na língua inglesa) é uma celebração observada em vários países, principalmente no mundo anglófono, em 31 de outubro, véspera da festa cristã ocidental do Dia de Todos os Santos. Ela começa com a vigília de três dias do Allhallowtide,[2] o tempo do ano litúrgico dedicado a lembrar os mortos, incluindo santos (hallows), mártires e todos os fiéis falecidos.

Acredita-se que muitas das tradições do Halloween originaram-se do antigo festival celta da colheita, o Samhain, e que esta festividade gaélica foi cristianizada pela Igreja primitiva. O Samhain e outras festas também podem ter tido raízes pagãs.Alguns, no entanto, apoiam a visão de que o Halloween começou independentemente do Samhain e tem raízes cristãs.

Entre as atividades de Halloween mais comuns, estão festas a fantasia, praticar “doce ou travessura”, decorar a casa, fazer lanternas de abóbora, fogueiras, jogos de adivinhação, ir em atrações “assombradas”, contar histórias assustadoras e assistir filmes de terror. Em muitas partes do mundo, as vigílias religiosas cristãs de Halloween, como frequentar os cultos da igreja e acender velas nos túmulos dos mortos, permanecem populares, embora em outros lugares é seja uma celebração mais comercial e secular. Alguns cristãos historicamente se abstém de carne no Dia das Bruxas.

Aqui no Brasil, a gente gosta de comemorar o Dia das Bruxas, afinal todos temos um pouquinho delas, não é mesmo? E mais: a gente não só comemora o Halloween, essa festa tão americana, como ainda comemora com música latina. Quer ver só como é possível?

8 temas para comemorar o Halloween com música latina

Brujeria (Son de Sol)

Antes Que Salga El Sol (Nacha Pop)

El Último Hombre Vivo (Parade)

Lo Que Comen Las Brujas (Nacho Vegas)

Drácula Ye Ye (Doctor Explosion)

La Chica Vampira (Papa Topo)

No Es Serio Este Cenmeterio (Mecano)

Déjà Vu (CD9)

Bônus: Tem RBD no Halloween? Sempre tem!

Continue Reading

Listas

5 razões que fazem da El Dorado World Tour, da Shakira, um programa imperdível

Published

on

Shakira vem ao Brasil em outubro

A semana é da Shakira, bebê!

A colombiana vem ao Brasil para dois shows apresentando a El Dorado World Tour em São Paulo (21/10), praça em que já tem o sold out, e Porto Alegre (23/10), onde ainda restam pouquíssimos ingressos à venda.

Não que a gente precise te dar motivos para achar que qualquer evento com a Shakira seja imperdível, mas se te resta alguma dúvida de que vale a pena desembolsar alguns reais para ver a musa em ação, aqui vão eles!

+ Leia Mais: Cantora é orientada a não falar sobre política no Brasil

5 razões para não perder a El Dorado World Tour, da Shakira

1 – A última vez foi há sete anos

A última apresentação de Shakira no Brasil, em turnê, foi no ano de 2011, com a The Sun Comes Out World Tour, que iniciou em 2010, após o lançamento de seus álbuns She Wolf e Sale el Sol. E se ela demorar mais esse tempo todo para voltar?

 

 

2 – Shak mamãe

Logo, se faz sete anos que ela veio pela última vez, esta será a primeira vez que veremos a Shakira mamãe de Milan e Sasha em ação ao vivo.

E, sim, vamos morrer de inveja daquele rebolado todo, daquele corpão todo, mesmo depois de dois filhos.

 

3 – Setlist

Já deram uma olhada no setlist? Vai ter surra de hinos, sim! Shakira soube mesclar muito bem seus sucessos mais antigos com o repertório atual do premiadíssimo El Dorado. De Estoy Aqui a Chantaje, você vai poder cantar de tudo!

4 – Saúde vocal

Vocês estão lembrados de que toda a turnê foi adiada em função de um gravíssimo problema vocal que afastou Shakira da música no fim do ano passado? Dúvidas de que ela está pleníssima a gente não tem, mas quem não quer conferir seu vozeirão ao vivo outra vez?

5 – Shakira, né mores?

Totalmente autoexplicativo. Rainha da música latina, diva internacional. Reconhecida nos quatro cantos do globo terrestre. De Barranquilla para o mundo.

E aí, quem vem?

El Dorado World Tour – Shakira no Brasil

São Paulo

Data: 21 de outubro de 2018 (domingo)
Local: Allianz Parque (Av. Francisco Matarazzo, 1705 – Água Branca, São Paulo /SP)
Horário: 15h30 (abertura dos portões)
Preço: R$ 120 a R$ 570 (valor não inclui taxa de conveniência)
Ingressos: http://www.livepass.com.br/ e www.myticket.com.br
Classificação etária: 16 anos desacompanhados. Menores de 16 anos apenas acompanhados dos pais/responsáveis legais

Porto Alegre

Data: 23 de outubro de 2018 (terça-feira)
Local: Arena do Grêmio (Av. Padre Leopoldo Brentano, 110 – Humaitá, Porto Alegre/RS)
Horário: 16h00 (abertura dos portões)
Preço: R$ 115 a R$ 490 (valor não inclui taxa de conveniência)
Ingressos: http://www.livepass.com.br/ e www.myticket.com.br
Classificação etária: 16 anos desacompanhados. Menores de 16 anos apenas acompanhados dos pais/responsáveis legais

Continue Reading
Advertisement

Playlists

Advertisement
X