Conecte com a gente

Listas

Como era o mundo da música latina antes do LatinPop Brasil

Publicado

em

Anahí volta aos palcos com Rumba

O LatinPop Brasil completa nesta sexta-feira, 9 de fevereiro, três aninhos de muitos bafos, notícias quentíssimas, entrevistas exclusivas e um sacode no mercado nunca antes visto no Brasil!

Bah… vocês devem achar que nós estamos muito exibidos, certo? Mas o LatinPop era a luz que faltava na indústria fonográfica latina. A lista de WoW Moments vividos nos últimos muitos dias é interminável!

Você se lembra de como era o mundo da música latina latino antes de 9 de fevereiro de 2015 (essa é a nossa data de aniversário!)? Então prepare-se para entrar na máquina do tempo com a gente!

Anahi ainda era da plebe

Anahi era noiva de Manuel Velasco, cantora, atriz e fazia jogos com os fãs que esperavam um novo projeto discográfico, turnês. Agora é primeira-dama e mamãe do pequeno Manuel.

Casamento da Anahi

 

😍👣

A post shared by Anahi (@anahi) on

Luis Fonsi era só um – ótimo – baladista

Você provavelmente nunca imaginava que veria Luis Fonsi arrasando em um reggaeton ao lado de Daddy Yankee!

Maluma who?

O Maluma era só um filé de borboleta conhecido – ejem – no Brasil por um dueto com o Lucas Lucco. Total segunda divisão.

Lucero, a Dona

A única chance de ver Lucero em ação no Brasil era alguma reprise vespertina do SBT.

Il Volo

A gente ainda não conhecia os problemas íntimos do Piero Barone, do Il Volo, durante as viagens de avião.

Revejam a participação do trio no Altas Horas AQUI.

Alfonso Herrera era só um ex-RBD

Sense8, O Exorcista… nada! Alfonso Herrera ainda lutava por um lugar ao sol em Hollywood e nem sonhava com os bejo caliente que teria que distribuir nessa vida.

Alvaro Soler

Tipo: quem era mesmo Alvaro Soler antes de 2015?

Pois é: na fila do pão ele era o famoso ninguém. Só depois disso é que ele nos conquistou com El Mismo Sol, Sofia e, agora, Animal.

Laura Pausini, a Innamorata

Quem imaginava Innamorata no repertório de Laura Pausini antes de 9 de fevereiro de 2015? Ninguém, afinal ela sequer preparava Simili, seu último álbum. O disco também trouxe a filhinha dela cantando! E agora já estamos na contagem regressiva por Fatti Sentire.

Ah, ela não tinha saído da gravadora nessa época. Sim, ela ficou alguns meses sem contrato, mas agora o acordo já está vigente e prontinho para novas aventuras.

CNCO?

A maior revelação da música latina esperaria quase um ano para nascer. Foi praticamente uma gestação entre a chegada do LatinPop Brasil e a vitória do quinteto no La Banda.

Você desconhecia hits como Tan Fácil, Quisiera e Reggaeton Lento.

Shippar Pablo López e Paula Fernandes?

Pera, isso é sério? Diretamente de 2014, nós perguntamos: alguém poderia imaginar o Pablo López e a Paula Fernandes cantando lindamente juntos e ainda nos fazendo amar o possível casal e protegê-lo até o fim?

Gravação do videoclipe de Dos Palabras, de Pablo López e Paula Fernandes, no Rio de Janeiro

Pablo López e Paula Fernandes na gravação de Dos Palabras

Fim de Violetta e começo de Sou Luna

Trocamos Violetta por Luna, Tini por Karol Sevilla. Sobrevivemos. E a menina Martina está aí fazendo total a Sandy  virando mulher debaixo dos nossos narizes. Também sobrevivemos.

Enrique Iglesias fazendo uma música mais viciante que Bailando

Depois de Bailando, o gato ainda deu a mão para o Nicky Jam explodir com El Perdón e fez todo mundo bailar hasta las diez com Duele El Corazón. Surra de hits!

A explosão latina no Brasil

Quem imaginava Jesse y Joy, Pablo Alborán, J Balvin, Maluma, Nicky Jam, Luis Fonsi, Daddy Yankee e a onda de música latina invadindo o Brasil há dois anos?

A Maite Perroni só tinha lançado o álbum Eclipse de Luna

Não, pera. Isso continua igual!

Mas, ó, que baita reggaetonera temos agora, hein? Aliás, mulher no reggaetón: não falta mais!

FELIZ ANIVERSÁRIO, LATINPOP BRASIL!

Listas

Dia Internacional Contra a Homofobia: 5 latinos fora do armário

Publicado

em

Ricky Martin faz aniversário em 24 de dezembro

17 de maio é o Dia Internacional Contra a Homofobia. Poderia ser o dia da celebração do amor, simplesmente, sem distinção de gênero. Para comemorar a data, o LatinPop Brasil vai lembrar cinco cantores latinos que assumiram sua homossexualidade e empunham a bandeira contra o preconceito.

5 artistas latinos que saíram do armário

Ricky Martin

É, certamente, o caso mais icônico. Em 2010, Ricky Martin assumiu em sua biografia o que todo mundo já especulava: apesar de já ter se relacionado com mulheres, ele viveu uma luta interna durante anos até definir sua preferência sexual. Atualmente, é um dos principais militantes da causa no mundo artístico.

Vanesa Martin

Seria uma questão de sobrenome? Brincadeiras a parte, a cantora espanhola assumiu sua homossexualidade no ano passado, em uma entrevista sincera a Risto Mejide. Os rumores de um romance com Malú, essa não assumida, nunca foram confirmados.

Christian Chávez

Christian Chávez assumiu sua homossexualidade em 2007, logo depois de se despedir do fenômeno RBD. À época, vazaram fotos dele ao lado do então marido, o canadense BJ Murphy, e desde então ele é um dos representantes da causa na América Latina: “A vida me deu um microfone não só para cantar, mas também para falar desse assunto”, disse anos depois em entrevista ao Extra.

Kany Garcia

Foi no início deste ano, precisamente no Dia de San Valentin, que Kany Garcia decidiu mostrar publicamente a quem dedicava suas canções de amor: Jocelyn Troche, e recebeu uma chuva de apoio de amigos, entre eles seu conterrâneo Ricky Martin, e fãs. “A verdade é que a resposta das pessoas foi linda. Sou abençoada”, disse recentemente à People.

Tiziano Ferro

A Itália também tem seu representante na lutra contra a homofobia. No mesmo ano da revelação de Ricky Martin, o intérprete de Incanto contou tudo no livro Trent’Anni e una Chiacchierata con Papà. Nas páginas autobiográficas, ele falou sobre bulimia, isolamento paranóico e a dificuldade de se aceitar homossexual com uma sinceridade alarmante.

 

Continuar Lendo

Listas

Tanti auguri a te, Laura Pausini! Buon compleanno!

Publicado

em

Laura Pausini volta ao Brasil ainda este mês

Hoje é dia de festa para Laura Pausini! A cantora mais internacional da Itália completa 44 anos mais linda e famosa do que nunca e vivendo um ano glorioso com o lançamento de Fatti Sentire, com direito a tour mundial e singles bombando mundo afora.

Desde que surgiu no Festival de Sanremo, em 1993, Laura Pausini mostrou que era grande demais para ficar restrita ao mercado italiano. Ganhou o mundo! É famosa no Japão, na Rússia, nos Estados Unidos, na Europa inteira, América Latina de ponta a ponta. Difícil encontrar uma praça em que seu nome passe despercebido. Talvez porque não exista.  São mais de 70 milhões de discos vendidos ao redor do mundo para comprovar o seu sucesso global.

Laura é assim: simpática, carismática, talentosa e poliglota. Em suas andanças mundo afora,a cantora aprendeu a falar fluentemente vários idiomas, inclusive português, e não deixa barato: sempre que pode, lança uma música numa língua diferente. Quer percorrer o mapa mundi na voz de Laura Pausini? Aqui vai uma lista de músicas repleta de sucessos que vão além do italiano!

Buon compleanno, Laura Pausini!

Feliz cumpleaños! Happy birthday! Joyeux anniversaire! Feliz aniversário! Tanti auguri a te!

Italiano – La Solitudine (apresentação em Sanremo)

Inglês – It’s Not Goodbye 

Português – Inesquecível

Francês – Je Chante

Continuar Lendo
Anunciantes

Playlists

Anunciantes
X