Connect with us

Listas

Como era o mundo da música latina antes do LatinPop Brasil

Published

on

Anahí volta aos palcos com Rumba

O LatinPop Brasil completa nesta sexta-feira, 9 de fevereiro, três aninhos de muitos bafos, notícias quentíssimas, entrevistas exclusivas e um sacode no mercado nunca antes visto no Brasil!

Bah… vocês devem achar que nós estamos muito exibidos, certo? Mas o LatinPop era a luz que faltava na indústria fonográfica latina. A lista de WoW Moments vividos nos últimos muitos dias é interminável!

Você se lembra de como era o mundo da música latina latino antes de 9 de fevereiro de 2015 (essa é a nossa data de aniversário!)? Então prepare-se para entrar na máquina do tempo com a gente!

Anahi ainda era da plebe

Anahi era noiva de Manuel Velasco, cantora, atriz e fazia jogos com os fãs que esperavam um novo projeto discográfico, turnês. Agora é primeira-dama e mamãe do pequeno Manuel.

Casamento da Anahi

 

Luis Fonsi era só um – ótimo – baladista

Você provavelmente nunca imaginava que veria Luis Fonsi arrasando em um reggaeton ao lado de Daddy Yankee!

Maluma who?

O Maluma era só um filé de borboleta conhecido – ejem – no Brasil por um dueto com o Lucas Lucco. Total segunda divisão.

Lucero, a Dona

A única chance de ver Lucero em ação no Brasil era alguma reprise vespertina do SBT.

Il Volo

A gente ainda não conhecia os problemas íntimos do Piero Barone, do Il Volo, durante as viagens de avião.

Revejam a participação do trio no Altas Horas AQUI.

Alfonso Herrera era só um ex-RBD

Sense8, O Exorcista… nada! Alfonso Herrera ainda lutava por um lugar ao sol em Hollywood e nem sonhava com os bejo caliente que teria que distribuir nessa vida.

Alvaro Soler

Tipo: quem era mesmo Alvaro Soler antes de 2015?

Pois é: na fila do pão ele era o famoso ninguém. Só depois disso é que ele nos conquistou com El Mismo Sol, Sofia e, agora, Animal.

Laura Pausini, a Innamorata

Quem imaginava Innamorata no repertório de Laura Pausini antes de 9 de fevereiro de 2015? Ninguém, afinal ela sequer preparava Simili, seu último álbum. O disco também trouxe a filhinha dela cantando! E agora já estamos na contagem regressiva por Fatti Sentire.

Ah, ela não tinha saído da gravadora nessa época. Sim, ela ficou alguns meses sem contrato, mas agora o acordo já está vigente e prontinho para novas aventuras.

CNCO?

A maior revelação da música latina esperaria quase um ano para nascer. Foi praticamente uma gestação entre a chegada do LatinPop Brasil e a vitória do quinteto no La Banda.

Você desconhecia hits como Tan Fácil, Quisiera e Reggaeton Lento.

Shippar Pablo López e Paula Fernandes?

Pera, isso é sério? Diretamente de 2014, nós perguntamos: alguém poderia imaginar o Pablo López e a Paula Fernandes cantando lindamente juntos e ainda nos fazendo amar o possível casal e protegê-lo até o fim?

Gravação do videoclipe de Dos Palabras, de Pablo López e Paula Fernandes, no Rio de Janeiro

Pablo López e Paula Fernandes na gravação de Dos Palabras

Fim de Violetta e começo de Sou Luna

Trocamos Violetta por Luna, Tini por Karol Sevilla. Sobrevivemos. E a menina Martina está aí fazendo total a Sandy  virando mulher debaixo dos nossos narizes. Também sobrevivemos.

Enrique Iglesias fazendo uma música mais viciante que Bailando

Depois de Bailando, o gato ainda deu a mão para o Nicky Jam explodir com El Perdón e fez todo mundo bailar hasta las diez com Duele El Corazón. Surra de hits!

A explosão latina no Brasil

Quem imaginava Jesse y Joy, Pablo Alborán, J Balvin, Maluma, Nicky Jam, Luis Fonsi, Daddy Yankee e a onda de música latina invadindo o Brasil há dois anos?

A Maite Perroni só tinha lançado o álbum Eclipse de Luna

Não, pera. Isso continua igual!

Mas, ó, que baita reggaetonera temos agora, hein? Aliás, mulher no reggaetón: não falta mais!

FELIZ ANIVERSÁRIO, LATINPOP BRASIL!

X