Connect with us

Listas

10 músicas latinas que precisam tocar nas festas do BBB 18

Published

on

Não pode faltar uma festa de música latina no BBB 18

Chegou aquela época do ano em que o Brasil se divide entre quem acompanha o Big Brother Brasil e quem acha o programa o maior dos males da história da TV no mundo. Mas, confesse: mesmo sem gostar do formato é impossível não dar uma espiadinha nas festas badaladas do reality show.

Além da produção impecável, é lá onde acontecem os maiores barracos, nascem as histórias de amor e, principalmente, o BBB ganha trilha sonora.

Atenção Boninho! Chama o DJ e vamos esquentar o BBB com música latina! Aliás, que tal fazer uma festa todinha latina?! <3 <3

10 músicas latinas que precisam tocar no BBB 18

El Baño (Enrique Iglesias feat. Bad Bunny)

Porque se já teve pegação e casal sendo formado logo na primeira festa dessa edição, nada como uma música sexy como El Baño para deixar a casa do BBB ainda mais caliente!

Havana (Camila Cabello)

É impossível ir a qualquer festa e não cantar HAVANA UNA NA. No BBB a gente sabe que não vai ser diferente, né?

Échame La Culpa (Luis Fonsi feat. Demi Lovato)

Uma dupla dessas merece tocas em todas as festas do BBB e de qualquer lugar do mundo!

Machika (J Balvin feat. Anitta, Jeon)

Fica aí a dica para uma festa com temática “Idade das Pedras”, hein?

Déjala Que Vuelva (Piso 21 feat. Manuel Turizo)

Porque nem tudo na música latina atual é reggaetón! Que tal usar os Piso 21 e Manuel Turizo pra mostrar isso?

Robarte Un Beso (Carlos Vives e Sabastián Yatra)

Porque nem tudo na música latina atual é reggaetón! – Parte II

Perro Fiel (Shakira feat. Nicky Jam)

Porque não é uma festa latina (segura aí essa indireta!) não é uma festa latina (de novo! Beijos Boninho!) sem Shakira.

Me Rehúso (Danny Ocean)

A gente não consegue nunca tirar Me Rehúso da cabeça. Os brothers também não vão.

Corazón (Maluma feat. Nego do Borel)

Precisa explicar?

No Vaya A Ser (Pablo Alborán)

Vamos mostrar o que é cultura pra esse povo do Big Brother Brasil!

E aí, que música que você acha que não pode faltar no BBB 18?

Listas

5 motivos para não perder os shows da Laura Pausini no Brasil

Published

on

Laura Pausini traz ao Brasil a sua Fatti Sentire World Tour

Está chegando a hora, fãs da Laura Pausini. Vocês ouviram o que eu disse: está chegando a hora de mais uma turnê da Laura Pausini no Brasil e a gente está como?

A resposta é: impactados. Emocionados. Ansiosos. Emocionados. Saltitantes. Já dissemos emocionados?

Ah, sim, e separando o powerbank pra fazer mil Insta Stories e talvez alguns lives pra vocês no Instagram do LatinPop Brasil. #Dica: ativem as notificações!

Não que precise, mas ainda assim aí vão 5 motivos para você não perder de jeito nenhum os shows da Laura Pausini por aqui, seja ao vivo ou pelas nossas redes sociais.

5 motivos para não perder os shows da Laura Pausini no Brasil

Vamos a eles?

1 – Porque os clássicos nunca faltam…

Não é fácil montar uma setlist para uma artista 25 anos de carreira e mais hits do que é possível contar com os dedos da mão e dos pés juntos. A própria Laura Pausini admite isso. É um dos motivos pelo qual ela sempre faz alguns medleys  para cantar o maior número de músicas possíveis.

Mais alguns clássicos, ah, esses nunca faltam. VivimiTra Te e Il Mare, Invece No, La Solitudine… Essas você já pode ir praticando (isso se já não tem decoradas!)

2 – … e nem os novos hits!

Sabe o que isso quer dizer? Que você pode separar o lencinho para chorar horrores com SimiliNon È DettoLato Destro Del Cuore. Mas que também tem que ensaiar as coreografias do remix de Nadie Ha Dicho E.STA.A.TE. E vamos torcer para Innamorata entrar no setlist do Brasil, já que em toda a etapa latino-americana da turnê ela não apareceu.

3 – Olar, você já ouviu essa mulher cantando?

Dispensa comentários. Aperte o play.

De nada.

4 – Ela sempre canta em português

Poucos artistas escutam tanto os fãs da Laura Pausini. Cada show é especial, pensado para o público local. Ela sabe o que cada país quer ouvir e faz questão de atender, na medida do possível. Isso quer dizer que sempre rola pelo o menos uma música em português pra a gente se apaixonar ainda mais pelo sotaque da Rainha da Itália.

5 – Você lembra o que ela fez em 2016? Então…

Em 2016, um rompimento de cabos atrasou o show que abria a turnê brasileira em São Paulo. O que Laura Pausini fez? Esperou pacientemente no camarim?

Nananinanão.

Ela foi pro palco, pediu desculpas pelo atraso e… Ficou. Bateu papo com os fãs, rebolou, fez piada, cantou. Não arredou o pé dali até confirmarem que os problemas tinham sido resolvidos e o show podia começar. Clica aqui pra relembrar tudo!

Bem-vinda de volta ao Brasil, Laura Pausini. Bem-vinda de volta à sua casa!

Laura Pausini Fatti Sentire World Tour – Laura Pausini no Brasil

São Paulo

Data: 20 e 21 de agosto
Local: Credicard Hall (Av. das Nações Unidas, 17955 – Vila Almeida, São Paulo – SP)
Horário: 21h30
Preço: de R$ 100 a R$ 700

Brasília

Data: 23 de agosto
Local: CCUG Centro de Convenções Ulysses Guimarães (St. de Divulgação Cultural 05 Eixo Monumental – Brasília, DF)
Horário: 21h00
Preço: de R$ 200 a R$ 400

Recife

Data: 25 de agosto
Local: Classic Hall (Av. Agamenon Magalhães, S/N – Salgadinho, Olinda – PE)
Horário: 22h00
Preço: Ingressos Esgotados

Curitiba

Data: 27 de agosto
Local: Teatro Positivo (R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido, Curitiba – PR)
Horário: 21h00
Preço: de R$ 400 a R$ 1100

Continue Reading

Listas

Dia Internacional dos Canhotos: os latinos que usam a mão esquerda

Published

on

Lucero é uma das latinas a comemorar o Dia Internacional dos Canhotos

Você sabia que em 13 de agosto é comemorado o Dia Internacional dos Canhotos? Estudos sugerem que entre 10% e 15% da população mundial utilize a mão esquerda para seus afazeres.

A curiosidade em torno das razões para uma pessoa nascer destra e outra canhota sempre existiu. Na Idade Média, acreditava-se que se uma pessoa tinha dominância pela mão direita ela era saudável e abençoada, enquanto os que preferiam a mão esquerda eram criaturas demoníacas e perversas.

Segundo um artigo publicado no portal IG, o canhotismo ainda é cheio de incógnitas para os cientistas. “Existem pesquisas que tentam entender o porquê do canhotismo ou do destrismo, mas nada pôde ser comprovado cientificamente”, diz o psicólogo especializado em Neurociências Márcio Toledo. Apesar disso, todos partem do princípio da teoria da lateralidade. “Ela pode ser definida como a preferência (e dominância) de cada pessoa por um dos lados do corpo – não só a mão”, afirma o psicólogo.

A lateralidade parte do princípio de que o corpo depende das atividades cerebrais para funcionar e, portanto, segue as ordens dele. O cérebro, por sua vez, é dividido em dois hemisférios: o direito e o esquerdo. O lado esquerdo dele coordena a parte direita do corpo, enquanto o direito coordena a parte esquerda do corpo.

Segundo a lateralidade, cada pessoa tem um maior comando por uma das partes do cérebro e é aí que se define quem é canhoto e quem é destro – os destros são comandados pelo lado esquerdo do cérebro e os canhotos pelo lado direito. Também há pessoas que têm a mesma dominância de comando dos dois hemisférios cerebrais e, portanto, têm a mesma facilidade em ambas as partes do corpo.

Complicado, não? O importante é que os britânicos começaram a celebrar essa minoria desde 1976 e como o LatinPop Brasil gosta de uma comemoração não vamos deixar a efeméride passar em branco, não é?

Veja 6 artistas latinos canhotos

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Continue Reading
Advertisement

Playlists

Advertisement
X