Conecte com a gente

Entrevistas

Entrevista: Ha*Ash fala sobre Brasil, mulheres na música e projeta novo disco

Publicado

em

Ha*Ash

Se existem nomes que perseguimos desde o início do site, em fevereiro de 2015, Ha*Ash certamente está na lista. Não apenas por reconhecer o poder do fã-clube das irmãs Hanna e Ashley no Brasil, mas principalmente por gosto pessoal.

Primera Fila: Hecho Realidad é um dos discos de cabeceira da nossa equipe. Talentosas e simpáticas, as americanas de origem mexicana emplacam hit após hit e são donas de algumas das letras mais densas do cenário latino atual, como Perdón, Perdón, Sé Que Te Vas, Lo Aprendi De Ti, Que Hago Yo, entre tantas outras que embalam nosso dia a dia.

O desejo ficou mais latente quando elas anunciaram, em maio, que estavam prontas para desembarcar no Brasil. Desde então, nossa busca por Ha*Ash ficou frenética, mas a agenda atribulada das irmãs impedia o contato. Tudo isso até duas semanas atras, quando a Sony Music Brasil, enfim, confirmou que elas teriam uma brecha para a sonhada entrevista, mas que só conseguiriam atender à demanda por email.

Em sua primeira entrevista para o Brasil, Hanna e Ashley reiteraram o desejo de virem ao país, falaram sobre suas inspirações musicais, o poder das mulheres neste mercado e confessaram: conquistar nossa terra é um desejo a ser realizado.

Leia na íntegra a entrevista do Ha*Ash ao LatinPop Brasil

LatinPop Brasil: Já são dois anos desde a estreia de Primera Fila: Hecho Realidad. Primeiro: por que vocês escolheram este nome para o projeto e qual é o balanço de todo o sucesso que ele trouxe para a carreira de vocês?
Ha*Ash: Escolhemos esse nome porque depois de muitos anos de preparação e trabalho, sabíamos que este era o disco com o qual consolidaríamos nossa carreira e que o melhor estava por vir, por isso se chama Hecho Realidad (Feito Realidade, na tradução livre para o português). O balanço, claro, é absolutamente positivo, recebemos mais do que imaginamos.

LatinPop Brasil: Ya son dos años desde el estreno de Primera Fila: Hecho Realidad. Primero: por que elegisteis este nombre para el proyecto y cuál es el balance de todo el éxito que él trajo para vuestra carrera?
Ha*Ash: Elegimos ese nombre porque después de muchos años de preparación y trabajo, sabíamos que este era el disco con el que consolidaríamos nuestra carrera y que lo mejor estaba por venir, por eso se llama Hecho Realidad, el balance por supuesto es absolutamente positivo, hemos recibido mas de lo que jamás hubiéramos imaginado.

LP: Perdón, Perdón se tornou o grande hit da carreira do Ha*Ash. De onde veio a inspiração para esta letra?
HA: De onde sempre vêm as grandes canções, das separações, dos corações decepcionados.

LP: Perdón, Perdón se ha convertido en el gran hit de la carrera de Ha*Ash. Donde vino la inspiración para esta letra?
HA:De donde vienen siempre las grandes canciones, de las rupturas, de los corazones decepcionados.

LP: Sé Que Te Vas conta uma história muito íntima e pessoal. Queremos saber um pouco dela e se todas as canções de vocês são autobiográficas?
HA: Nos inspiramos na história de amor dos nossos pais para esta canções. E a nossa vida pessoal se mostra em todas as canções, é a nossa maneira de desabafarmos.

LP:Sé Que Te Vas cuenta una historia muy íntima y personal. Queremos saber un poco de ella y si todas vuestras canciones son autobiográficas.
HA: Nos obligamos en la historia de amor de nuestros padre para esta canción. Y se asoma nuestra vida personal en todas nuestras canciones ya que es nuestra manera de desahogarnos.

LP: Primera Fila tem várias colaborações importantes, como Joy Huerta, Axel e Maluma. Existe algum dueto sonhado e ainda não realizado na carreira de vocês?
HA: Sempre existem artistas interessantes com os quais gostaríamos de colaborar, artistas de gerações anteriores à nossa e também artistas novos, com propostas que trazem novos ritmos à música. Para nós o importante não é o nome, mas o que artisticamente podemos somar mutuamente.

LP: Primera Fila cuenta con varias colaboraciones importantes, como Joy Huerta, Axel y Maluma. Hay algún dúo soñado e todavía no realizado por ustedes?
HA: Siempre hay artistas interesantes con los que nos gustaría colaborar, artistas de generaciones anteriores a la nuestra pero también artistas nuevos con propuestas que aportan sonidos nuevos a la música, para nosotras lo importante no es el nombre sino lo que artísticamente podamos sumarnos mutuamente.

LP: O álbum segue produzindo singles e a turnê tem sold out por toda América Latina. Vocês já pensam, apesar de todo o sucesso atual, no seguinte projeto?
HA: Vamos começar a preparar um novo disco para 2017.

LP: El álbum sigue produciendo singles y la tour sigue en sold out por Latinoamérica. Ustedes ya piensan, a pesar de todo el éxito, en ex siguiente proyecto?
HA: Vamos a empezar a preparar disco nuevo para el 2017.

LP: Quais são as referências musicais de vocês?
HA: Shania Twain , Dixie chicks, Garth brooks, mecano, Juan Gabriel.

LP: Cuales son vuestros referentes en la música?
HA: Shania Twain , Dixie chicks, Garth brooks, mecano, Juan Gabriel.

LP: Vocês são irmãs e companheiras de trabalho. Como fazem para conciliar estas relações tão diferentes?
HA: É muito fácil, tudo parte do amor, admiração e, sobretudo, do respeito que sentimos uma pela outra.

LP: Sois hermanas y compañeras de trabajo. Como hacéis para llevar bien estas relaciones tan distintas?
HA: Es muy fácil, todo parte del amor , admiración y sobre todo del respeto que sentimos una por la otra.

LP: No Brasil, atualmente, os duetos femininos são a moda, como Maiara & Maraísa, que cantam o amor e o poder da mulher. Como Ha*Ash analisa este movimento de empoderamento das mulheres na música?
HA: Isso não é novo, na música existem mulheres muito fortes e que são modelo a seguir há muitos anos. A lista é enorme, começando por Tina Turner que, com seu talento, superou todas as circunstâncias adversas de sua vida.

LP: En Brasil, ahora mismo, los dúos femeninos están de moda, como Maiara & Maraisa, que cantan el amor y el poder de la mujer. Como Ha*Ash analiza este movimiento de empoderamiento de las mujeres en la música?
HA: Esto no es nuevo, en la música existen mujeres muy fuertes y que son un modelo a seguir desde hace muchos años, la lista es enorme, comenzando por Tina Turner que con su talento superó todas las circunstancias adversas de su vida.

LP: Falando de Brasil… há pouco tempo vocês falaram sobre a possibilidade de um show em nosso país. Já podemos sonhar com esse momento? Haverá concerto de Ha*Ash em Brasil?
HA: É um grande sonho e prioridade levar nossa turnê o mais breve possível.

LP: Hablando de Brasil… hace poco ustedes hablaron de la posibilidad de un concierto en nuestro país. Ya podemos soñar con este momento? Habrá concierto de Ha*Ash en Brasil?
HA: Es un gran sueño y prioridad llevar nuestra gira lo antes posible.

LP: O que vocês conhecem de música brasileira e da nossa cultura? Com quem gostariam de cantar?
HA: Gostamos de Caetano Veloso e Anitta.

LP: Que conocéis de la música y de la cultura brasileña? Con quienes les gustaria cantar?
HA: Nos gusta caetano veloso y Anitta.

LP: Quais os sonhos ainda não realizados por vocês duas?
HA: Seguir conquistando novos territórios como o Brasil.

LP: Cuales son los sueños todavía no cumplidos de las dos?
HA: Seguir conquistando nuevos territorios como Brasil.

LP: Deixem uma mensagem aos fãs brasileiros!
HA: Feliz Natal e Feliz 2017. Esperamos poder ir muito em breve para conhecer seu charmoso país, saudar e agradecer pessoalmente nossos fãs.

LP: Dejad un mensaje a los fans brasileños!
HA: Feliz navidad y feliz 2017. Esperemos poder ir muy pronto, conocer su hermoso país, saludar y agradecer en persona a todos nuestros fans.

Entrevistas

[Exclusivo] Lali Espósito: “Em Brava, eu quero falar da mulher que eu sou”

Publicado

em

Lali fala o novo disco, Brava, os fãs brasileiros e muito mais

Entrevistas por telefone geralmente são rápidas e objetivas. Sem o olho no olho, o bate-papo não anda como pessoalmente. Não com a Lali. A conversa (sim, porque é mais uma conversa do que uma entrevista em si) de quase meia hora é natural. É como em um bate-papo entre conhecidos em um café qualquer.

Lali fala de tudo, fala porque é inteligente e porque gosta“Eu não tenho problemas para falar“, ela mesma brinca.

Falar de música, dos projetos, dos fãs. E são os fãs e o seu novo projeto, Brava, alguns dos seus assuntos favoritos. A empolgação da estrela argentina com a nova fase é evidente: ela está tão ansiosa quanto seus lalitos pela saída do disco.

Eu escrevo as minhas próprias letras. E quando você escreve, você fica atento em ser honesto com aquilo que quer cantar. (…) O meu estilo, o pop, permite que você brinque com as possibilidades e os gêneros. Por sorte a música latina está muito forte e estamos aproveitando esse momento, estou me encontrando nestes sons novos. (…) ‘Brava’ é um passo novo para mim artisticamente, em relação ao meu som.

Até aí fácil falar. Só que a Lali é a Lali. Entre os “pronto” que gosta de soltar para os fãs, ela também se engaja em temas mais complicados. É o caso da descriminalização do aborto na Argentina, que ela defende abertamente. Também é o caso do feminismo, assunto que lhe causou alguma dor de cabeça depois de declarações confusas.

“É claro que eu não gosto (da maneira que algumas músicas latinas falam da mulher). Mas brigar com isso não adianta nada. Do meu lugar musical, eu busco justamente o contrário. Quero falar da mulher que eu sou, falar de mulheres que não se dedicam à música, mas que se sentem representadas quando uma mulher fala sobre ser mulher. É claro que me preocupa que o meu sobrinho de 5 anos ouça algumas letras, mas isso faz parte de uma indústria e a indústria sempre teve de tudo. As pessoas fazem as suas escolhas.”

A conversa (não foi mesmo “só” uma entrevista) continua com assuntos mais fáceis. E uma promessa especial para os fãs brasileiros.

“O Brasil é o primeiro país na lista para encontrarmos uma data. Vamos encontrar essa data com a turnê”.

Está gravado Lali. Também está gravado o convite para assistir ao seu show no Brasil na primeira fila. Pode ter certeza que estarei lá. Aliás, estaremos. Porque os seus fãs estão ansiosos por esse dia que não demora a chegar.

Ouça a entrevista completa do LatinPop Brasil com a Lali Espósito

Continuar Lendo

Entrevistas

Com Ricky Martin na mira, Francinne apresenta hoje EP em São Paulo

Publicado

em

Francinne lança o EP La Rubia

Não é preciso ser catedrático em emoções para perceber que Francinne flutua com o reconhecimento de seu trabalho. Está estampado no sorriso e no olhar da gaúcha, que por conta da proximidade com países hermanos acabou se apaixonando pela música latina.

E não é marketing de quem escolheu esse caminho para a trajetória artística: La Rubia, realmente, consome o mercado como pouco se vê no Brasil. Dos consagrados Ricky Martin, Alejandro Sanz e Thalia até às revelações Natti Natasha e Karol G, ela ouve de tudo. E sonha, algum dia, cantar ao lado do borícua:

“Seria um featuring lacrador”, contou Francinne por telefone ao LatinPop Brasil.

Ela acaba de colocar no mercado o EP La Rubia, em que traz toda a sonoridade do reggaetón para o mercado brasileiro. No momento, Perigosa é sua faixa favorita: “Mas amanhã será outra, depois outra, vai do momento”.

O trabalho será apresentado nesta quarta-feira, 9, no badalado Paris 6, em São Paulo. Ao seu lado, a loira terá Wanessa Camargo e Luisa Sonza. Um timaço de mulheres que representam uma inversão de mercado:

“As mulheres conseguiram mostrar sua força com união, o mercado virou. A gente pode tudo, pode falar sobre tudo nas músicas”, disse a cantora que tem como single atual Corpo Caliente.

Francinne terminou o bate-papo falando sobre a perseverança, nunca desistir do sono, em um recado cheio de ternura para os fãs. O sonho dela?

“Enaltecer a música latina no Brasil”.

Ouça La Rubia, o novo EP da Francinne

 

Serviço – Show Francinne – Lançamento do EP ‘La Rubia’

Dia: Quarta-feira – 09/05

Local: Paris 6 Burlesque

Endereço: Rua Augusta, 2809 – Cerqueira César – São Paulo

Abertura da casa: 20h

Horário/ início do show: 21h

Duração do show: 75 minutos

Capacidade da casa: 230 lugares

Valor: R$ 50,00

Formas de pagamento: Dinheiro, Cartões de crédito/débito: American Express / Cabal / Diners / Good Card /Hipercard / Mastercard / Visa / Aura / Elo / Sorocred.

Não aceita cheque.

Classificação etária: 14 anos

Ingressos antecipados: no site do Ingresso Rápido, na bilheteria do teatro Procópio Ferreira (terça a domingo, da

Continuar Lendo
Anunciantes

Playlists

Anunciantes
X