Connect with us

Entrevistas

CNCO: “Despacito abriu as portas da música latina no mercado anglo”

Published

on

CNCO anuncia lançamento do novo disco

Há um ano e dois meses, a CNCO deu sua primeira entrevista a um veículo brasileiro. Foi ao LatinPop Brasil. Em junho de 2016, a gente conversou com Erick Brian Colón, o mais novo e único cubano do grupo. Naquela época, eles nem sequer tinham publicado o disco Primera Cita ainda.

Nem eles são capazes de acreditar na virada que a vida deu de lá para cá. Recordes, prêmios, shows lotados. Eles falam disso com a mesma dose de surpresa, naturalidade e humildade.

“(Nossa vida mudou) muitíssimo. Desde que a gente começou, a gente conseguiu coisas que jamais tínhamos imaginado”, contam Richard Camacho e Joel Pimentel, ao telefone direto de Miami. “Prêmios, colaborações com artistas que a gente admira desde pequeno como Yandel e Wisin e até mesmo o Enrique Iglesias. Nós somos super agradecidos às pessoas que acreditam em nós. São pessoas que se esforçam todos os dias para que a CNCO siga adiante.”

E a CNCO não para de seguir adiante. O remix de remix de Reggaetón Lento com as Little Mix agora está levando Erick, Joel, Richard, Christopher e Zabdiel a novos patamares. O culpado pela parceria, aliás, é uma pessoa em comum no passado das duas bandas, Simon Cowell. Ele foi o idealizador do La Banda e jurado do X Factor britânico. Em uma conversa com a Sony Music, surgiu a ideia de junta-los. O resto é história.

Mas se Simon revelou a CNCO e agora está levando a boyband para o mundo, Richard e Joel acharam outro culpado para a música latina estar bombando no mundo todo: Luis Fonsi.

“A música latina está ganhando muita força, muito mais depois de Despacito. O Luis Fonsi abriu muitas portas e ajudou a derrubar as paredes que existiam entre o anglo e o latino. E com isso a gente agora pode até trabalhar com nossos ídolos, que são artistas americanos”.

Agora a gente faz o que? Espera que eles desembarquem no Brasil em breve. Bombar por aqui já estão bombando. Prometer vir para aqui, já prometeram. Virão? Com certeza. E não vai demorar nada.

Ouça a entrevista completa com a CNCO

*** A equipe do LatinPop Brasil agradece a Sony Music Brasil, que possibilitou a realização desta entrevista.

Entrevistas

Álvaro Soler: “Gostaria muito de fazer algo em português”

Published

on

Álvaro Soler fala sobre Mar de Colores, Brasil e caso de amor com a Itália

Falta menos de um mês para a chegada de Mar de Colores, o segundo álbum da carreira meteórica de Álvaro Soler, e ele promete: novidades, duetos bombásticos e o início de uma nova etapa.

As novidades sobre o novo trabalho foram contadas com exclusividade ao LatinPop Brasil, primeiro veículo a falar sobre o artista na semana em que El Mismo Sol se posicionou entre as músicas mais tocadas na Itália, ainda em 2015. À época, o artista não tinha sequer verbete na Wikipedia e o fenômeno, ainda inexplicável, fez com que a própria gravadora entrasse em contato com o site para buscar mais informações sobre o cantor.

“Meu caso de amor com a Itália é algo que não consigo explicar até hoje”, contou o espanhol de origem alemã e que já viveu até no Japão.

Desde então, suas músicas ecoam por todas as partes do mundo, inclusive no Brasil. Na semana passada, por exemplo, La Cintura tocava no Aeroporto Internacional de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, onde eu embarcava para a Argentina.

O Brasil é um sonho e Soler não esconde: “Gostaria muito de fazer algo em português. Ainda não há nada planejado, mas seria uma boa desculpa para ir ao país. É um sonho que tenho”.

Neste bate-papo, você vai conferir ainda o que o jovem falou sobre as comparações com Ricky Martin, Juanes e Enrique Iglesias, os duetos do sonhos e muitas novidades.

Aperte o play!

Entrevista exclusiva com Álvaro Soler

Continue Reading

Entrevistas

Karol Sevilla fala sobre Brasil, Sou Luna e planos para o futuro

Published

on

Karol Sevilla é protagonista de Sou Luna

Karol Sevilla já está arrumando as malas para desembarcar no Brasil! Na próxima sexta-feira (27), a estrela da Disney fará, junto com o restante do elenco, o primeiro show da nova turnê de Sou Luna em São Paulo, encerrando uma etapa que, segundo ela, vai deixar saudades!

Eu voltaria a viver a Luna Valente, faria de novo“, disse a jovem de 18 anos ao LatinPop Brasil.

A mexicana falou sobre o show de 1h40 que passará por São Paulo e Rio de Janeiro no fim desta semana. E parece ansiosa por reencontrar seu público daqui.

“O show é totalmente diferente, cantamos muito mais, músicas dos três discos e contamos as três temporadas em 1h40. E vamos falar em português! Vai ser muito divertido, vão rir muito!”, continuou Karol.

“Os brasileiros são muito carinhosos (…) Estamos muito felizes por voltar ao Brasil, adoro como falam, amo o português”.

Sou Luna está na terceira e última temporada. O futuro? A artista deixa um enorme ponto de interrogação, mas avisa que está aberta a propostas na carreira musical também.

“O destino vai dizer que o que vou fazer no futuro. Subir um degrau de cada vez, como diz minha família. Gosto de atuar, de deixar de ser Karol por algum momento, mas o bichinho da música me pegou também”.

E vocês: preferem que a Karol Sevilla continue cantando ou atuando?

Confira o bate-papo completo com a estrela da Disney!

Turnê Sou Luna Ao Vivo no Brasil

São Paulo

Local: Credicard Hall (Av. das Nações Unidas, 17.955 – Santo Amaro – São Paulo (SP)
Data: 27 de julho (duas apresentações)
Horário: 15h e 19h
Preços: De R$60 a R$800
Ingressos: Pré-venda para clientes Credicard a partir do dia 8 de maio, no Tickets For Fun
Classificação: A entrada é livre, desde que acompanhada por pais ou responsável legal. De 14 anos em diante é permitida a entrada desacompanhados.

Rio de Janeiro

Local: Km de Vantagens Hall – Via Parque Shopping (Av. Ayrton Senna, 3000 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ)
Data: 29 de julho
Horário: 19h
Preços: De R$150 a R$750
Ingressos: A partir do dia 8 de maio, no Tickets For Fun
Classificação: A entrada é livre, desde que acompanhada por pais ou responsável legal. De 14 anos em diante é permitida a entrada desacompanhados.

Continue Reading
Advertisement

Playlists

Advertisement
X