Connect with us

Entrevistas

Alejandro Sanz: “Trabalhar com música é vender a alma ao diabo”

Published

on

Alejandro Sanz está em campanha pelo fim da violência contra a mulher

É difícil imaginar que um profissional com quase três décadas de ofício consiga falar com tanta ternura sobre um trabalho exaustivo. Mas o primeiro minuto de conversa com Alejandro Sanz dissipa qualquer dúvida de que isso é possível.

Para quebrar o gelo, ele já começa a perguntar da temperatura em São Paulo. Sempre ativista, arremata ao saber que uma semana atrás fazia 34 graus e, depois, 15. “O clima está louco em todo lugar”.

Sanz, 48 anos, não escondeu uma pontinha de decepção por não ter trazido a Sirope Tour ao Brasil. Não dependeu dele e ficou claríssimo.

“Minha última turnê não passou pelo Brasil e eu senti muito. Eu preciso do calor de vocês, eu preciso voltar”, disse o artista.

Sua missão, no momento, é falar sobre um ano glorioso. Deixamos de lado os assuntos espinhosos para exaltar uma carreira impecável, que será reconhecida em 2017 em duas das principais premiações internacionais: o Grammy Latino e os Prêmios Ondas. Além disso, relembrar o sucesso o álbum Más, que completou 20 anos e ganhou um mega show comemorativo em junho.

Perguntado sobre o que mudou daquele Sanz para o atual, a primeira palavra que lhe vem à cabeça é sossego. E logo ele emenda: “Trabalhar com música é como vender a alma ao diabo”, confessa entre risos.

Em escassos dez minutos de conversa, a leveza deu o tom. Afinal, a hora é de celebração!

Ouça a entrevista com Alejandro Sanz na íntegra

Entrevistas

Ouça a íntegra da entrevista com El Profe, do Piso 21

Published

on

Piso 21 fala sobre Iza, novo single e machismo no reggaetón

Dia de estreia de Te Vi, dia de promoção para o Piso 21. Foi um empolgado El Profe, apelido de Juan David Huertas, de 34 anos, que teve a missão de falar para o Brasil sobre o novo single na última sexta-feira, 14 de dezembro.

Ele confirmou que se trata do início de uma nova etapa para a banda. 

“Ubuntu encerrou um capítulo muito bonito na nossa história, com vários singles de sucesso como Me Llamas, Te Amo, Besándote. Agora começamos uma nova história, com um som diferente do que fizemos antes. Neste single, quisemos mostrar algo bem típico da Colômbia, a champeta (…) com um vídeo que mostra o que somos, simples, com muita dança”, disse o músico.

A conversa logo enveredou para o Brasil. Amigos de Anitta, o quarteto acha a brasileira uma grande embaixadora da nossa cultura contemporânea, mas o sonho de um dueto está nas conversas com a gravadora:

“Iza. Vimos a performance incrível dela no Grammy Latino e conversamos com a nossa gravadora, a Warner Music, sobre ela. Queremos muito gravar com ela aí. Também gostamos muito do Luan Santana”.

El Profe se disse impressionado com a quantidade de mensagens que chegam dos fãs brasileiros e ressaltou que, antes de vir promover seu trabalho, o grupo precisava de uma base sólida musical.

“Nós temos muito respeito pelo Brasil, pela cultura e pela música de vocês. É um desafio chegar aí e precisávamos de todo um trabalho antes de ter o país como meta. Já fizemos esse trabalho. Agora é hora de ir. Não sei quando, nem para qual região, mas é nossa vontade levar o novo trabalho ao seu país”.

E se Iza é o dueto brasileiro sonhado, para quem já colaborou com tantos artistas, de gêneros tão diferentes ao longo da carreira, o objetivo mundial é ousado.

“Bruno Mars. Se pudesse escolher alguém, seria ele”, disse El Profe.

Machismo no gênero urbano, as letras românticas do grupo, o tema boyband e como eles se dividem sendo três vocalistas, além de uma carinhosa mensagem ao Brasil, também estiveram na pauta.

Ouça a íntegra da conversa com El Profe, do Piso 21

Veja Te Vi, o clipe do novo single do Piso 21

Continue Reading

Entrevistas

Piso 21: “Queremos gravar com a Iza no Brasil”

Published

on

Piso 21 fala sobre Brasil e o novo single, Te Vi

Dia de estreia de Te Vi, dia de promoção para o Piso 21. Foi um empolgado El Profe, apelido de Juan David Huertas, de 34 anos, que teve a missão de falar para o Brasil sobre o novo single.

Ele confirmou que se trata do início de uma nova etapa para a banda. 

“Ubuntu encerrou um capítulo muito bonito na nossa história, com vários singles de sucesso como Me Llamas, Te Amo, Besándote. Agora começamos uma nova história, com um som diferente do que fizemos antes. Neste single, quisemos mostrar algo bem típico da Colômbia, a champeta (…) com um vídeo que mostra o que somos, simples, com muita dança”, disse o músico.

A conversa logo enveredou para o Brasil. Amigos de Anitta, o quarteto acha a brasileira uma grande embaixadora da nossa cultura contemporânea, mas o sonho de um dueto está nas conversas com a gravadora:

“Iza. Vimos a performance incrível dela no Grammy Latino e conversamos com a nossa gravadora, a Warner Music, sobre ela. Queremos muito gravar com ela aí. Também gostamos muito do Luan Santana”.

El Profe se disse impressionado com a quantidade de mensagens que chegam dos fãs brasileiros e ressaltou que, antes de vir promover seu trabalho, o grupo precisava de uma base sólida musical.

“Nós temos muito respeito pelo Brasil, pela cultura e pela música de vocês. É um desafio chegar aí e precisávamos de todo um trabalho antes de ter o país como meta. Já fizemos esse trabalho. Agora é hora de ir. Não sei quando, nem para qual região, mas é nossa vontade levar o novo trabalho ao seu país”.

E se Iza é o dueto brasileiro sonhado, para quem já colaborou com tantos artistas, de gêneros tão diferentes ao longo da carreira, o objetivo mundial é ousado.

“Bruno Mars. Se pudesse escolher alguém, seria ele”, disse El Profe.

Machismo no gênero urbano, as letras românticas do grupo, o tema boyband e como eles se dividem sendo três vocalistas, além de uma carinhosa mensagem ao Brasil, também estiveram na pauta.

A entrevista na íntegra com El Profe, representante do Piso 21, você confere na próxima semana no LatinPop Brasil.

Veja Te Vi, o clipe do novo single do Piso 21

Continue Reading
Advertisement

Playlists

Advertisement
X