Conecte com a gente

Todo El Mundo... Literalmente

#EurovisionTime – As maiores filas do Eurovision

Publicado

em

A vitória de Salvador Sobral no Eurovision é um resultado histórico para a música portuguesa

Olá, amigos do LatinPop Brasil!

Sim, comecei minha introdução em português mesmo porque meu orgulho luso tá forte! Inacreditável o feito que Salvador Sobral conseguiu no último sábado. Foi emocionante, inusitado e merecido! Salvadorable conquistou a Europa e finalmente trouxe a vitória da “Eurovisão” a Portugal! <3

scoreboard eurovision 2017

E com pontuação histórica…

Se havia um país que tinha azar no ESC, esse era Portugal. Desde 1964, há exatos 53 anos, o país não sabia o que era vencer… E sua melhor colocação da história tinha sido um sexto lugar em 1996! Meu Deus!

Haviam muitas dificuldades a serem ultrapassadas: a barreira do idioma, da falta de vizinhos (só há a Espanha), a diáspora é fraca (há portugueses vivendo na França, na Suíça e na Espanha, mas são poucos!)…

Até o ano de 2006, Finlândia e Portugal seguravam a onda como os países com a maior “fila” para vencer o festival, e aí, o Lordi venceu, deixando Portugal com esse gosto amargo até chegarmos a 2017.

A vitória histórica dos irmãos Sobral

A vitória de Salvador Sobral foi comemorada como um feito grandioso no país, como se Portugal houvesse vencido a Eurocopa. A celebração foi muito parecida! Todos estão orgulhosos do feito do garoto e de sua irmã, Luísa, que escreveu Amar Pelos Dois.

Aliás essa é a primeira e única composição completamente feminina a vencer o Eurovision. Já tivemos diversas compositoras mulheres ganhando o festival, mas em colaboração com outros homens… Luísa compôs a canção sozinha. Aquele orgulho feminista que a gente tem que ostentar.

Depois de 53 anos, Portugal finalmente terá o gosto de organizar e sediar o Eurovision Song Contest pela primeira vez na sua história. Lisboa já é a cidade sede do ano que vem, definida pela RTP, a rede de TV do país que organiza o ESC.

A vitória de Portugal acabou eliminando de lavada essa maré de azar, mas acabou passando a tocha de “maior fila” para outro país. E é isso que iremos contar hoje aqui no Todo El Mundo… E agora, qual é o país “mais azarado” do Eurovision?

As maiores filas do Eurovision

Apesar de já ter vencido o EuroJunior duas vezes, Malta nunca levou o Eurovision de gente grande. Já são dois vice-campeonatos, em 2002 (Ira Losco, 7th Wonder) e 2005 (Chiara, Angel). Já pegou diversas vezes o top 10… Porém… Malta está no Eurovision desde 1971, ou seja, 46 anos participando sem vencer!

Logo em seguida, vem o 12 pontos da Grécia Chipre, que participa do ESC desde 1981. São 36 anos no Eurovision, e sua melhor colocação foi um quinto lugar na edição de 2004 (Lisa Andreas, Stronger Every Minute).

Sabemos que os escandinavos são super conceituados e já ganharam o Eurovision várias vezes (só aa Suécia foram seis). Mas há um pequeno território gélido lá no norte do planeta que jamais teve esse gosto, a Islândia, país que compete no Eurovision desde 1986 (há 31 anos).

Os islandeses já chegaram muito perto da vitória em duas ocasiões: em 1999 (com Selma, All Out of Luck) e 2009 (Yohanna, Is It True). Ok, em 2009 não foi tão perto assim mas não tinha como ganhar do Rybak né…

De todos os países que participam do festival atualmente (e que vem e vão), segue uma pequena lista de quem ainda não levou o Eurovision pra sua casa:

Malta, 1971
Chipre, 1981
Islândia, 1986
Bósnia-Herzegovina, Croácia e Eslovênia, 1993
Hungria, Lituânia, Polônia, Romênia e Eslováquia, 1994
ARI Macedônia, 1998
Albânia, Andorra e Bielorrússia, 2004
Bulgária e Moldávia, 2005
Armênia, 2006
República Tcheca, Geórgia e Montenegro, 2007
San Marino, 2008
Austrália, 2015

Vale lembrar que Bielorrússia, Bulgária e Armênia já sediaram o Junior Eurovision Song Contest, além de Malta que já citei anteriormente. E a próxima edição do JESC será em Tbilisi, na Geórgia, no dia 26 de novembro. Mas aí não conta.

E é isso. O ano nos prometia uma vitória latina? Sim, mas acabou sendo de quem a gente não esperava. E olha só, me surpreendeu bastante a Europa ter deixado a Itália em sexto lugar. Merecia um top 3, juntamente com o fantástico Kristian Kostov, que fez história para os búlgaros e alcançou um vice campeonato com sua Beautiful Mess.

Mas é isso. O #EurovisionTime terminou e agora o Todo El Mundo volta a sua programação normal. Até ano que vem em Lisboa, minha segunda casa que eu morro de saudades!

Um abraço e até a semana que vem!

Todo El Mundo... Literalmente

Dua Lipa: a rainha de Todo El Mundo em 2017

Publicado

em

Dua Lipa foi o destaque internacional em 2017

Hola, amigos de LatinPop Brasil!

Chegou aquele clima de fim de ano, hora de relembrar tudo o que passou, as coisas boas e aprender as lições com coisas ruins que vivemos no ano que se foi. E claro que com música as coisas ficam muito mais fáceis, não é?

Por isso que este Todo El Mundo especial de fim de ano não vai fazer uma playlist com as músicas que eu mais ouvi no ano, mas sim, reverenciar a artista do ano na minha humilde opinião: estou falando de Dua Lipa!

A cantora inglesa de ascendência albanesa lançou seu primeiro álbum solo em 2 de junho deste ano, após ter lançado alguns singles de sucesso como Be The One e Hotter Than Hell. Mas ela não esperava que seu disco de estréia traria tantos hinos para o público…

DUA LIPA E AS NOVAS REGRAS

Dua Lipa é a rainha de Todo El Mundo

fonte: Instagram @dualipa

A música que mais tocou no meu Spotify em 2017 foi New Rules, o single mais icônico da cantora até agora… E não é só a melodia pegajosa e sua belíssima voz que contagiaram o público: a letra tem muito, mas muito significado e dá a maior força pra você que levou um pé na bunda do crush/ex e que ainda não se livrou do embuste… É a história de muitas pessoas por aí, né?

New Rules alcançou o topo das paradas britânicas, belgas, irlandesas e holandesas. E continua subindo na Billboard Hot 100…

One, don’t pick up the phone

You know he’s only calling

‘Cause he’s drunk and alone

Two, don’t let him in

You have to kick him out again

Three, don’t be his friend

You know you’re gonna wake up in his bed in the mornin’

And if you’re under him

You ain’t getting over him

I got new rules, I count ‘em

A cantora trouxe muitas histórias de empoderamento e superação em seu disco, de forma sutil e como uma tacada de mestre, tão digna de Taylor Swift (que conta várias histórias sobre sua vida, seus relacionamentos e afins em suas canções com as mesmas intenções). Porém, temos a diferença de que nós, reles mortais, podemos nos identificar com a dor e o sofrimento que Dua mostra em suas canções (vide IDGAF).

E não é só de dor, de separação ou perda que ela fala não: em Lost in Your Light, dueto lindíssimo com o cantor de r&b Miguel, ela se mostra completamente vulnerável e apaixonada, uma ode belíssima aos casais que se amam perdidamente. Ou até mesmo Blow Your Mind (Mwah) que é pura sedução! Não é a toa que seu nome significa “amor” em albanês.

Dua Lipa também fez participações em canções, uma com Sean Paul e outra com Martin Garrix, além de ter sido premiada como Melhor Artista Novata em diversos award shows como o Europe Music Awards da MTV, a BBC Radio 1 Teen Awards e a NME Awards. E ainda ouviremos muito mais dela por aí, ainda mais que teremos um show dela no Brit Awards de 2018…

Alguém duvida que ela ditou as novas regras do mundo pop?

Ouça New Rules, o maior hit de Dua Lipa

Em nome da Equipe LatinPop Brasil, desejo a todos vocês um feliz ano novo, com muuuuitas realizações e muitas conquistas!

Um abraço e até a próxima!

Continuar Lendo

Todo El Mundo... Literalmente

Artistas para ficar de olho no MTV EMA 2017

Publicado

em

Conheça os indicados ao EMA 2017, a premiação da MTV europeia

Hola, amigos de LatinPop Brasil!

Tá chegando a hora da premiação mais badalada da Europa: O MTV Europe Music Awards! O EMA 2017 será em Londres, na Inglaterra, e esse evento sempre traz um pedacinho de todas as MTVs não só da Europa, mas de Todo El Mundo também, o que o torna diferenciado.

Rita Ora será a hostess do EMA 2017

A cantora Rita Ora é a responsável pelo evento que trará vários shows incríveis: Shawn Mendes, The Killers, Demi Lovato, Liam Payne, Clean Bandit (e todos seus features… Zara Larsson sua maravilhosa!) e Kesha, entre vários outros que estão bombando nas paradas. Pois bem, eu aqui estou para mostrar alguns artistas que estão nas categorias Globais, e que você tem que dar uma chance. Vamos lá?

UM PEQUENO TOUR PELA EUROPA

Se você gosta de música pop no melhor estilo Justin Bieber ou Zayn, você tem que dar uma chance ao dinamarquês Christopher. Ele é um dos indicados ao prêmio de Melhor Artista da Dinamarca, tem um canal no YouTube com mais de 120 mil inscritos e se popularizou rapidamente nas redes sociais com o cover de Call Your Girlfriend, da Robyn. Ele já alcançou o topo das paradas na Dinamarca mais de duas vezes e seu último single, Naked, é imperdível!

Na Finlândia, o pop e eletrônico dominam a categoria (que naturalmente tem mais rock, afinal estamos falando de um dos polos do heavy metal né?). E não podemos deixar ela passar batido, se bem que acho bem difícil ignorar esse cabelo neon né? Estou falando da ALMA (não confundir com a Alma francesa, obrigada!), cantora que está conquistando aos poucos seu espaço nas paradas, participando do single All Stars, do Martin Solveig, e também do single Phases, com o americano French Montana.

A categoria de Melhor Artista da Suécia está muito disputada: temos a dupla Axwell \/ Ingrosso, as divas Tove Lo e Zara Larsson… E essa dupla de DJs que bota a pista pra ferver: Galantis! Com certeza você já ouviu alguma canção deles: Runaway (U & I), No Money, Hunter… A dupla formada por Christian Karlsson (um dos responsáveis pelo hit Toxic, da Britney Spears) e Linus Eklow (que está por trás de I Love It, grande canção das Icona Pop) já tem mais de 10 milhões de ouvintes no Spotify, sendo um dos grandes nomes do cenário do EDM atual.

A FORÇA DO EUROVISION

Os ex-participantes do Eurovision Song Contest estão participando em peso nessa edição do EMA. Só na Hungria, são três artistas: Magdi Ruszá (responsável por Unsubstantial Blues, no ESC 2007), Freddie (cantor de Pioneer, no ESC 2016) e Jóci Papai (que representou o país em 2017, com o pop étnico Origo).

A MTV da Bélgica deu merecidamente uma indicação a Loïc Nottet (que competiu em 2015 e alcançou o quarto lugar com Rhythm Inside) e seu debut com o álbum Selfocracy, que fez muito sucesso no país. Na França, o carismático Amir (que participou do Eurovision 2016 com J’Ai Cherché) faz parte da lista de indicados ao prêmio de Melhor Artista da França.

Na MTV Adria, que engloba os países balcânicos, temos a ex-Moje 3 Sara Jo (Sérvia 2013) disputando o prêmio de Melhor Artista Adriático com Nina Krajlic (Croácia 2016). E claro, não podemos ignorar nosso amigo Francesco Gabbani, que está entre os indicados da categoria Melhor Artista da Itália. Namastê Alê!

Bom, até agora só falamos da Europa, mas não tem só isso não! Tem também categoria de Melhor Artista do Brasil e de várias regiões da América Latina. Isso sem contar categoria asiática, que naturalmente é a papa títulos da categoria Global.

Na Coréia do Sul, vários idols do k-pop estão na disputa, mas o grande destaque vai para as meninas do Mamamoo. Decalcomanie é um dos hits do ano na Coréia, com essas gurias todas classudas e com essa coreografia MARA!

Vale também conhecer o BABYMETAL, o trio de garotas que arrasa no mais puro heavy metal japonês. Confesso que fiquei impressionada com o shock value, mas as meninas arrasam e muito!

Se algum artista que você gosta foi indicado ao EMA, deixa aqui nos comentários quem vocês querem ver levando a estatueta!

O EMA 2017 será no dia 12 de novembro, com transmissão ao vivo da MTV Brasil. Não percam!

Um abraço e até mais!

Continuar Lendo
Anunciantes

Playlists

Anunciantes
X