Connect with us

Todo El Mundo... Literalmente

As Mulheres Maravilha da Música por Todo El Mundo

Published

on

Hola, amigos de LatinPop Brasil!

Estou de volta, e mais empolgada do que nunca pra falar de vários mulherões da po**a! Impossível não sair encantada do cinema após a sessão de Mulher Maravilha. É um filme muito marcante e que irá entrar para a história do cinema, não só pela protagonista ser uma heroína feminina (beijo, Gal Gadot, sua linda!), mas também pela diretora do filme ser uma mulher (outro beijo, Patty Jenkins).

Como o LatinPop Brasil fala de música, iremos falar de oito Mulheres Maravilha ao redor do mundo que cantam, encantam e merecem nossa atenção… Então, vamos conhecer melhor essas maravilhosas?

Lorde

Com apenas 17 anos, a neozelandesa Lorde alcançou o topo dos charts da Billboard e transcendeu por todo o mundo com seu hit Royals, em 2013. Mais do que isso, ela foi eleita a jovem mais influente do mundo pela revista Time, a vencedora do Grammy de “Canção do Ano” mais nova da história!

Se isso não é poder, não sei mais o que é! Ela está voltando as paradas com novos singles como Green Light e Perfect Places, de seu novo álbum que está pra chegar.

Luísa Sobral

Para alguns, ela pode ser apenas conhecida como “a irmã do Salvador Sobral”, que venceu o último Eurovision Song Contest, fazendo história por Portugal. Mas vejam bem… Luísa também é cantora, e foi a compositora de Amar Pelos Dois.

Em 62 anos de Eurovision, é a primeira vez que uma compositora feminina vence o festival com uma canção só dela em toda a história. E claro, méritos também dela de fazer parte da história portuguesa no festival, sendo a primeira canção vencedora do festival pelo seu país.

Ariana Grande

A cantora é uma das estrelas mais talentosas de sua geração. Uma voz incrível e uma legião de fãs adolescentes e juvenis que a segue, com três discos e muitos singles em charts da Billboard. Mas recentemente, Ariana Grande passou por uma situação muito triste: durante seu show, na cidade de Manchester, na Inglaterra, houve um atentado terrorista que matou cerca de 22 pessoas e feriu mais de cinquenta, incluindo crianças de 8 a 15 anos, o que é cruel o suficiente.

Ela organizou um evento para arrecadar fundos para ajudar a Cruz Vermelha Britânica e as famílias vítimas desse ataque terrorista, o “One Love Manchester”, show beneficente que ocorreu no último dia 4 de junho e que fora transmitido no Brasil pela Multishow e na Internet, via Twitter, Facebook e YouTube. O evento arrecadou cerca de 3 milhões de dólares, e Ariana Grande se tornou um ser muito maior do que já era!

Celine Dion

Esta senhora dispensa muitas apresentações em relação a sua música e a suas premiações… Ela já ganhou Eurovision, Oscar, Grammy e várias outras coisas. O que ninguém sabe é em 1999, no auge de sua carreira (depois do grande sucesso de My Heart Will Go On), ela teve que se ausentar dos palcos para cuidar de seu esposo, René Angelil, diagnosticado com um câncer de faringe, e também de ter um filho.

Ela gravou algumas canções e participou de eventos beneficentes como cantar no espetáculo de beneficência do 11 de setembro… Celine perdeu seu marido e seu irmão na mesma semana, em janeiro de 2016, mas ainda assim, manteve-se forte o suficiente para voltar aos palcos de seu show em Las Vegas, sendo ovacionada pelo público após se emocionar em suas canções. A Billboard a premiou com o Icon Awards, prêmio que valoriza os feitos de Celine para a música mundial.

Janice

Essa revelação sueca surgiu para a música em 2016, após passar por um drama pessoal: quatro anos após a morte de seu pai, Janice lançou seu primeiro single, Answer, que é uma carta de coração aberto falando sobre ele, muito emocionante. A moça é considerada pelo Dagens Nyheter, um dos maiores jornais suecos, como uma das maiores revelações para ficar de olho.

Seu single Don’t Need To foi um dos mais tocados no ano pela rádio sueca P3. Ela lançou recentemente o single Love You Like I Should, que tem mais de 300 mil loops no Spotify. Sua voz é comparada com a da lenda Billie Holiday. É pra ficar de olho mesmo!

Agnes Mo

A cantora indonésia é um dos maiores ícones da música local. Nascida em Jakarta, a cantora e atriz iniciou sua carreira aos seis anos, e possui sete discos em sua discografia, além de ser uma das atrizes mais premiadas do país. Atualmente, a cantora é uma das juradas no The Voice Indonesia.

Agnes foi uma das principais artistas a arrecadar fundos para ajudar as vitimas do tsunami de 2004 em Aceh, e o terremoto que atingiu a cidade de Java em 2006. Além disso, ela também já fez concertos para arrecadar fundos para investir em crianças que saíram da escola, para que elas voltem a estudar.

Sia

Hoje em dia, todos nós conhecemos a Sia por seu look extravagante, sua parceria com a talentosa Maddie Ziegler (que dança nos clipes de Chandelier e Cheap Thrills, por exemplo) e suas composições sensacionais como Titanium (onde ela canta com David Guetta) e Diamonds (de Rihanna).

O que ninguém sabe é que ela comeu o pão que o diabo amassou para chegar onde está hoje: ela já sofreu depressão, era viciada em álcool e remédios para dor, e chegou até a escrever uma carta de suicídio, após sofrer a perda de seu primeiro namorado em 2001. Ela sofre da Doença de Graves, uma doença autoimune que afeta sua tireoide e que precisa de tratamento constante.

Mesmo com todos esses problemas, ela superou seus vícios, suas doenças e hoje em dia é uma das artistas mais influentes do mundo atual.

Ruslana

Para fechar a lista, a ucraniana que é ativista política, campeã do Eurovision de 2004 e uma das mulheres mais influentes na União Soviética. Ela recebeu o título de “Heroina da Ucrânia” e é uma das cidadãs honorárias de L’viv, sua terra natal.

Ela também é uma das embaixatrizes da UNICEF e ganhou em 2014 o prêmio honorário “International Women of Courage”, recebido pela Michelle Obama, primeira-dama na época. Já comentei sobre essa personagem maravilhosa no Todo El Mundo, vale a pena relembrar!

E com isso, celebramos o enorme sucesso da Mulher Maravilha no cinema, e dessas oito mulheres maravilhosas que fazem a diferença no mundo da música e do entretenimento.

Um abraço e até a próxima semana!

Todo El Mundo... Literalmente

Dua Lipa: a rainha de Todo El Mundo em 2017

Published

on

Dua Lipa foi o destaque internacional em 2017

Hola, amigos de LatinPop Brasil!

Chegou aquele clima de fim de ano, hora de relembrar tudo o que passou, as coisas boas e aprender as lições com coisas ruins que vivemos no ano que se foi. E claro que com música as coisas ficam muito mais fáceis, não é?

Por isso que este Todo El Mundo especial de fim de ano não vai fazer uma playlist com as músicas que eu mais ouvi no ano, mas sim, reverenciar a artista do ano na minha humilde opinião: estou falando de Dua Lipa!

A cantora inglesa de ascendência albanesa lançou seu primeiro álbum solo em 2 de junho deste ano, após ter lançado alguns singles de sucesso como Be The One e Hotter Than Hell. Mas ela não esperava que seu disco de estréia traria tantos hinos para o público…

DUA LIPA E AS NOVAS REGRAS

Dua Lipa é a rainha de Todo El Mundo

fonte: Instagram @dualipa

A música que mais tocou no meu Spotify em 2017 foi New Rules, o single mais icônico da cantora até agora… E não é só a melodia pegajosa e sua belíssima voz que contagiaram o público: a letra tem muito, mas muito significado e dá a maior força pra você que levou um pé na bunda do crush/ex e que ainda não se livrou do embuste… É a história de muitas pessoas por aí, né?

New Rules alcançou o topo das paradas britânicas, belgas, irlandesas e holandesas. E continua subindo na Billboard Hot 100…

One, don’t pick up the phone

You know he’s only calling

‘Cause he’s drunk and alone

Two, don’t let him in

You have to kick him out again

Three, don’t be his friend

You know you’re gonna wake up in his bed in the mornin’

And if you’re under him

You ain’t getting over him

I got new rules, I count ‘em

A cantora trouxe muitas histórias de empoderamento e superação em seu disco, de forma sutil e como uma tacada de mestre, tão digna de Taylor Swift (que conta várias histórias sobre sua vida, seus relacionamentos e afins em suas canções com as mesmas intenções). Porém, temos a diferença de que nós, reles mortais, podemos nos identificar com a dor e o sofrimento que Dua mostra em suas canções (vide IDGAF).

E não é só de dor, de separação ou perda que ela fala não: em Lost in Your Light, dueto lindíssimo com o cantor de r&b Miguel, ela se mostra completamente vulnerável e apaixonada, uma ode belíssima aos casais que se amam perdidamente. Ou até mesmo Blow Your Mind (Mwah) que é pura sedução! Não é a toa que seu nome significa “amor” em albanês.

Dua Lipa também fez participações em canções, uma com Sean Paul e outra com Martin Garrix, além de ter sido premiada como Melhor Artista Novata em diversos award shows como o Europe Music Awards da MTV, a BBC Radio 1 Teen Awards e a NME Awards. E ainda ouviremos muito mais dela por aí, ainda mais que teremos um show dela no Brit Awards de 2018…

Alguém duvida que ela ditou as novas regras do mundo pop?

Ouça New Rules, o maior hit de Dua Lipa

Em nome da Equipe LatinPop Brasil, desejo a todos vocês um feliz ano novo, com muuuuitas realizações e muitas conquistas!

Um abraço e até a próxima!

Continue Reading

Todo El Mundo... Literalmente

Artistas para ficar de olho no MTV EMA 2017

Published

on

Conheça os indicados ao EMA 2017, a premiação da MTV europeia

Hola, amigos de LatinPop Brasil!

Tá chegando a hora da premiação mais badalada da Europa: O MTV Europe Music Awards! O EMA 2017 será em Londres, na Inglaterra, e esse evento sempre traz um pedacinho de todas as MTVs não só da Europa, mas de Todo El Mundo também, o que o torna diferenciado.

Rita Ora será a hostess do EMA 2017

A cantora Rita Ora é a responsável pelo evento que trará vários shows incríveis: Shawn Mendes, The Killers, Demi Lovato, Liam Payne, Clean Bandit (e todos seus features… Zara Larsson sua maravilhosa!) e Kesha, entre vários outros que estão bombando nas paradas. Pois bem, eu aqui estou para mostrar alguns artistas que estão nas categorias Globais, e que você tem que dar uma chance. Vamos lá?

UM PEQUENO TOUR PELA EUROPA

Se você gosta de música pop no melhor estilo Justin Bieber ou Zayn, você tem que dar uma chance ao dinamarquês Christopher. Ele é um dos indicados ao prêmio de Melhor Artista da Dinamarca, tem um canal no YouTube com mais de 120 mil inscritos e se popularizou rapidamente nas redes sociais com o cover de Call Your Girlfriend, da Robyn. Ele já alcançou o topo das paradas na Dinamarca mais de duas vezes e seu último single, Naked, é imperdível!

Na Finlândia, o pop e eletrônico dominam a categoria (que naturalmente tem mais rock, afinal estamos falando de um dos polos do heavy metal né?). E não podemos deixar ela passar batido, se bem que acho bem difícil ignorar esse cabelo neon né? Estou falando da ALMA (não confundir com a Alma francesa, obrigada!), cantora que está conquistando aos poucos seu espaço nas paradas, participando do single All Stars, do Martin Solveig, e também do single Phases, com o americano French Montana.

A categoria de Melhor Artista da Suécia está muito disputada: temos a dupla Axwell \/ Ingrosso, as divas Tove Lo e Zara Larsson… E essa dupla de DJs que bota a pista pra ferver: Galantis! Com certeza você já ouviu alguma canção deles: Runaway (U & I), No Money, Hunter… A dupla formada por Christian Karlsson (um dos responsáveis pelo hit Toxic, da Britney Spears) e Linus Eklow (que está por trás de I Love It, grande canção das Icona Pop) já tem mais de 10 milhões de ouvintes no Spotify, sendo um dos grandes nomes do cenário do EDM atual.

A FORÇA DO EUROVISION

Os ex-participantes do Eurovision Song Contest estão participando em peso nessa edição do EMA. Só na Hungria, são três artistas: Magdi Ruszá (responsável por Unsubstantial Blues, no ESC 2007), Freddie (cantor de Pioneer, no ESC 2016) e Jóci Papai (que representou o país em 2017, com o pop étnico Origo).

A MTV da Bélgica deu merecidamente uma indicação a Loïc Nottet (que competiu em 2015 e alcançou o quarto lugar com Rhythm Inside) e seu debut com o álbum Selfocracy, que fez muito sucesso no país. Na França, o carismático Amir (que participou do Eurovision 2016 com J’Ai Cherché) faz parte da lista de indicados ao prêmio de Melhor Artista da França.

Na MTV Adria, que engloba os países balcânicos, temos a ex-Moje 3 Sara Jo (Sérvia 2013) disputando o prêmio de Melhor Artista Adriático com Nina Krajlic (Croácia 2016). E claro, não podemos ignorar nosso amigo Francesco Gabbani, que está entre os indicados da categoria Melhor Artista da Itália. Namastê Alê!

Bom, até agora só falamos da Europa, mas não tem só isso não! Tem também categoria de Melhor Artista do Brasil e de várias regiões da América Latina. Isso sem contar categoria asiática, que naturalmente é a papa títulos da categoria Global.

Na Coréia do Sul, vários idols do k-pop estão na disputa, mas o grande destaque vai para as meninas do Mamamoo. Decalcomanie é um dos hits do ano na Coréia, com essas gurias todas classudas e com essa coreografia MARA!

Vale também conhecer o BABYMETAL, o trio de garotas que arrasa no mais puro heavy metal japonês. Confesso que fiquei impressionada com o shock value, mas as meninas arrasam e muito!

Se algum artista que você gosta foi indicado ao EMA, deixa aqui nos comentários quem vocês querem ver levando a estatueta!

O EMA 2017 será no dia 12 de novembro, com transmissão ao vivo da MTV Brasil. Não percam!

Um abraço e até mais!

Continue Reading
Advertisement

Playlists

Advertisement
X