Conecte com a gente
Null

Todo El Mundo... Literalmente

Artistas para ficar de olho no MTV EMA 2017

Publicado

em

Conheça os indicados ao EMA 2017, a premiação da MTV europeia

Hola, amigos de LatinPop Brasil!

Tá chegando a hora da premiação mais badalada da Europa: O MTV Europe Music Awards! O EMA 2017 será em Londres, na Inglaterra, e esse evento sempre traz um pedacinho de todas as MTVs não só da Europa, mas de Todo El Mundo também, o que o torna diferenciado.

Rita Ora será a hostess do EMA 2017

A cantora Rita Ora é a responsável pelo evento que trará vários shows incríveis: Shawn Mendes, The Killers, Demi Lovato, Liam Payne, Clean Bandit (e todos seus features… Zara Larsson sua maravilhosa!) e Kesha, entre vários outros que estão bombando nas paradas. Pois bem, eu aqui estou para mostrar alguns artistas que estão nas categorias Globais, e que você tem que dar uma chance. Vamos lá?

UM PEQUENO TOUR PELA EUROPA

Se você gosta de música pop no melhor estilo Justin Bieber ou Zayn, você tem que dar uma chance ao dinamarquês Christopher. Ele é um dos indicados ao prêmio de Melhor Artista da Dinamarca, tem um canal no YouTube com mais de 120 mil inscritos e se popularizou rapidamente nas redes sociais com o cover de Call Your Girlfriend, da Robyn. Ele já alcançou o topo das paradas na Dinamarca mais de duas vezes e seu último single, Naked, é imperdível!

Na Finlândia, o pop e eletrônico dominam a categoria (que naturalmente tem mais rock, afinal estamos falando de um dos polos do heavy metal né?). E não podemos deixar ela passar batido, se bem que acho bem difícil ignorar esse cabelo neon né? Estou falando da ALMA (não confundir com a Alma francesa, obrigada!), cantora que está conquistando aos poucos seu espaço nas paradas, participando do single All Stars, do Martin Solveig, e também do single Phases, com o americano French Montana.

A categoria de Melhor Artista da Suécia está muito disputada: temos a dupla Axwell \/ Ingrosso, as divas Tove Lo e Zara Larsson… E essa dupla de DJs que bota a pista pra ferver: Galantis! Com certeza você já ouviu alguma canção deles: Runaway (U & I), No Money, Hunter… A dupla formada por Christian Karlsson (um dos responsáveis pelo hit Toxic, da Britney Spears) e Linus Eklow (que está por trás de I Love It, grande canção das Icona Pop) já tem mais de 10 milhões de ouvintes no Spotify, sendo um dos grandes nomes do cenário do EDM atual.

A FORÇA DO EUROVISION

Os ex-participantes do Eurovision Song Contest estão participando em peso nessa edição do EMA. Só na Hungria, são três artistas: Magdi Ruszá (responsável por Unsubstantial Blues, no ESC 2007), Freddie (cantor de Pioneer, no ESC 2016) e Jóci Papai (que representou o país em 2017, com o pop étnico Origo).

A MTV da Bélgica deu merecidamente uma indicação a Loïc Nottet (que competiu em 2015 e alcançou o quarto lugar com Rhythm Inside) e seu debut com o álbum Selfocracy, que fez muito sucesso no país. Na França, o carismático Amir (que participou do Eurovision 2016 com J’Ai Cherché) faz parte da lista de indicados ao prêmio de Melhor Artista da França.

Na MTV Adria, que engloba os países balcânicos, temos a ex-Moje 3 Sara Jo (Sérvia 2013) disputando o prêmio de Melhor Artista Adriático com Nina Krajlic (Croácia 2016). E claro, não podemos ignorar nosso amigo Francesco Gabbani, que está entre os indicados da categoria Melhor Artista da Itália. Namastê Alê!

Bom, até agora só falamos da Europa, mas não tem só isso não! Tem também categoria de Melhor Artista do Brasil e de várias regiões da América Latina. Isso sem contar categoria asiática, que naturalmente é a papa títulos da categoria Global.

Na Coréia do Sul, vários idols do k-pop estão na disputa, mas o grande destaque vai para as meninas do Mamamoo. Decalcomanie é um dos hits do ano na Coréia, com essas gurias todas classudas e com essa coreografia MARA!

Vale também conhecer o BABYMETAL, o trio de garotas que arrasa no mais puro heavy metal japonês. Confesso que fiquei impressionada com o shock value, mas as meninas arrasam e muito!

Se algum artista que você gosta foi indicado ao EMA, deixa aqui nos comentários quem vocês querem ver levando a estatueta!

O EMA 2017 será no dia 12 de novembro, com transmissão ao vivo da MTV Brasil. Não percam!

Um abraço e até mais!

Todo El Mundo... Literalmente

Dua Lipa: a rainha de Todo El Mundo em 2017

Publicado

em

Dua Lipa foi o destaque internacional em 2017

Hola, amigos de LatinPop Brasil!

Chegou aquele clima de fim de ano, hora de relembrar tudo o que passou, as coisas boas e aprender as lições com coisas ruins que vivemos no ano que se foi. E claro que com música as coisas ficam muito mais fáceis, não é?

Por isso que este Todo El Mundo especial de fim de ano não vai fazer uma playlist com as músicas que eu mais ouvi no ano, mas sim, reverenciar a artista do ano na minha humilde opinião: estou falando de Dua Lipa!

A cantora inglesa de ascendência albanesa lançou seu primeiro álbum solo em 2 de junho deste ano, após ter lançado alguns singles de sucesso como Be The One e Hotter Than Hell. Mas ela não esperava que seu disco de estréia traria tantos hinos para o público…

DUA LIPA E AS NOVAS REGRAS

Dua Lipa é a rainha de Todo El Mundo

fonte: Instagram @dualipa

A música que mais tocou no meu Spotify em 2017 foi New Rules, o single mais icônico da cantora até agora… E não é só a melodia pegajosa e sua belíssima voz que contagiaram o público: a letra tem muito, mas muito significado e dá a maior força pra você que levou um pé na bunda do crush/ex e que ainda não se livrou do embuste… É a história de muitas pessoas por aí, né?

New Rules alcançou o topo das paradas britânicas, belgas, irlandesas e holandesas. E continua subindo na Billboard Hot 100…

One, don’t pick up the phone

You know he’s only calling

‘Cause he’s drunk and alone

Two, don’t let him in

You have to kick him out again

Three, don’t be his friend

You know you’re gonna wake up in his bed in the mornin’

And if you’re under him

You ain’t getting over him

I got new rules, I count ‘em

A cantora trouxe muitas histórias de empoderamento e superação em seu disco, de forma sutil e como uma tacada de mestre, tão digna de Taylor Swift (que conta várias histórias sobre sua vida, seus relacionamentos e afins em suas canções com as mesmas intenções). Porém, temos a diferença de que nós, reles mortais, podemos nos identificar com a dor e o sofrimento que Dua mostra em suas canções (vide IDGAF).

E não é só de dor, de separação ou perda que ela fala não: em Lost in Your Light, dueto lindíssimo com o cantor de r&b Miguel, ela se mostra completamente vulnerável e apaixonada, uma ode belíssima aos casais que se amam perdidamente. Ou até mesmo Blow Your Mind (Mwah) que é pura sedução! Não é a toa que seu nome significa “amor” em albanês.

Dua Lipa também fez participações em canções, uma com Sean Paul e outra com Martin Garrix, além de ter sido premiada como Melhor Artista Novata em diversos award shows como o Europe Music Awards da MTV, a BBC Radio 1 Teen Awards e a NME Awards. E ainda ouviremos muito mais dela por aí, ainda mais que teremos um show dela no Brit Awards de 2018…

Alguém duvida que ela ditou as novas regras do mundo pop?

Ouça New Rules, o maior hit de Dua Lipa

Em nome da Equipe LatinPop Brasil, desejo a todos vocês um feliz ano novo, com muuuuitas realizações e muitas conquistas!

Um abraço e até a próxima!

Continuar Lendo

Todo El Mundo... Literalmente

OPINIÃO: Precisamos falar sobre Rock In Rio. E de Pabllo Vittar também.

Publicado

em

Edição do Rock In Rio é cancelada por falta de recursos

Hola, amigos de LatinPop Brasil!

Enquanto aqui estou, sentada na escrivaninha preparando esse texto pra vocês, o nosso amigo colunista Filipe Lima está assistindo ao Rock In Rio in loco, esperando pelo show do Bon Jovi. Eu espero que a jornada seja incrível, pois assim como ele, eu também já fui ao RiR (mas em 2013, assistir Muse, Florence + The Machine e 30 Seconds To Mars). É uma experiência inesquecível e espero que seja para ele também!

A questão é que tanto eu quanto o Filipe fomos acompanhar shows de bandas de rock, mas nem sempre vemos bandas de rock na line-up. Aí vêm sempre aqueles “donos da verdade nas redes sociais” reclamando de que “ai, tá faltando o rock no Rock In Rio”, “ah mas não é um festival de rock? Então porque tem Ivete Sangalo/Fergie/Justin Timberlake/insira qualquer artista pop?”.

Mais chato que o tio do pavê, só essa história do ROCK no Rock In Rio

Olha só… O Roberto Medina, que cuida do evento há mais de trinta anos, NUNCA teve a intenção de criar um festival DE ROCK. A intenção era trazer um grande evento de escala gigante para o Brasil, e com o tempo ele se tornou um dos maiores festivais de música no mundo, indo até para Lisboa, Madri e Las Vegas.

Conseguimos o mais difícil. O Rock in Rio proporciona experiências inesquecíveis pra todos os públicos. Nos palcos têm metal, pop, rock, MPB, tem de tudo. – Roberto Medina, fundador do Rock In Rio

Então Fefe, porque o nome ROCK In Rio? O nome nada tem a ver com o gênero musical. Ele tem a ver com o verbo “To Rock”, ou seja, “agitar no Rio”, “balançar no Rio”.

Desde 1985 o Rock in Rio não vive só de rock. Nomes como James Taylor, Ivan Lins, Rod Stewart e Pepeu Gomes fizeram parte da primeira edição do RIR, que foi na antiga Cidade do Rock, e nenhum deles é roqueiro ou canta rock. George Michael e Moraes Moreira em 1991, e a noite teen de 2001 marcada por Sandy & Junior, Britney Spears e N’SYNC, só reforçam que o Rock in Rio não é, e nunca foi um festival de ROCK, e sim um festival de música para todos os gêneros. Aliás, um dos maiores festivais de música do mundo.

fonte: rockinrio.com

Muito bem, passada a polêmica (que já devia ter sido superada por muitos dos roqueiros chatos que ainda ficam se apegando ao nome, e não, eu não chamei todos os roqueiros de chatos, ok? Sem tretas, afinal de contas também amo rock!)…

Precisamos falar sobre Pabllo Vittar

Chegueeeeeei, tô preparada pra atacar!

Para os amigos que afirmaram que Pabllo foi a primeira artista ícone gay a se apresentar no RiR, me desculpem, mas vocês estão errados. George Michael, Freddie Mercury (finado vocalista do Queen), Adam Lambert (atual vocalista do Queen), Elton John, Cássia Eller, Rob Halford (vocalista do Judas Priest), Lance Bass (um dos integrantes do NSYNC), entre muitos outros artistas gays, assumidos ou não, passaram antes de Vittar nos palcos do Rock In Rio. Porém…

Nossa amiga Vittar é sim pioneiríssima. É a primeira artista brasileira DRAG a pisar nos palcos do Rock In Rio. Mesmo não sendo uma das atrações principais, ela conseguiu ofuscar o show fraco (pra não dizer lamentável) da americana Fergie, trazendo todo seu gingado e agitando a galera no hit da cantora, Glamorous, e na sua parceria com Major Lazer, Sua Cara (e que vamos combinar, podia entrar a Anitta ali que faria mais bonito do que a Fergie). Ela simplesmente foi brilhante.

Eu não considero Pabllo Vittar a drag com a voz mais bonita do mundo, temos vários exemplos de artistas drag que cantam melhor do que ela (Gloria Groove e Adore Delano que o digam, né), mas não se pode diminuir o feito dela, por não ter sido a primeira artista gay a participar do RIR. Ela fez muito E pode ter aberto portas para novos artistas drag/trans a participarem de eventos como esse. Quem sabe, no Lollapalooza ela não ganha um show só dela e uma sonhada parceria com a Anitta ao vivaço? Então parem de diminuir o feito da moça, que ela vai é jogar todo o sucesso na sua cara!

Agora é hora de aproveitar o resto dos shows do RIR… da TV de casa. É o que me resta. E torcer muitíssimo pro Red Hot vir pro Lollapalooza né?

Um abraço, e até a próxima!

Continuar Lendo
Anunciantes

Playlists

X