Connect with us

El Baúl De Los Recuerdos

8 músicas chicletes do Operación Triunfo

Published

on

Semana passada estava escrevendo sobre as músicas de 10 anos atrás… e, em determinado momento, citei Antes Muerta Que Sencilla, da Maria Isabel, a menina que conquistou o Operación Triunfo Junior e Eurojunior de 2014.

A música foi porta de abertura para eu relembrar algumas performances das primeiras edições do Operación Triunfo, quando ainda era transmitido pelo canal TVE e eu tinha oportunidade de acompanhar.

Essas apresentações podem ser consideradas engraçadas, bregas ou que apenas grudam na cabeça e não necessariamente são ruins. Depende muito do ponto de vista de cada um.

1- Para começar, Davinia, uma das finalistas da terceira edição do programa, cantando Como Quieres Que Te Quiera. A canção foi uma das concorrentes a representar o Eurovisión em 2004, e, posteriormente, integrou seu primeiro álbum. A música não tem problema nenhum, gosto até da voz dela, mas acho bem engraçado esse refrão trava-língua.

“Como quieres que te quiera
si el que quiero que me quiera
no me quiere como quiero que me quiera”

2- A próxima aqui citada chegou mais longe no Eurovisión, conquistando a sétima posição. Estou falando da Rosa, vencedora da primeira edição do Operación Triunfo, interpretando Europe´s Living a Celebration. Só está aqui porque acho divertido relembrar a coreografia e o figurino. 2002 era um período muito próximo do final dos anos 1990. Muita coisa mudou em um curto espaço de tempo.

3- Sigo agora falando de uma das músicas mais intermináveis e grudentas do Operación Triunfo 2, é a vez de Noelia, de Nino Bravo, cantada na ocasião por Miguel Nandez. Não esqueço até hoje seu refrão:

“Noelia, Noelia, Noelia,
Noelia, Noelia,
Noelia, Noelia, Noelia,
Noelia, Noelia”

4 – Dessa mesma edição do programa, duas músicas que cito aqui porque não consigo jamais esquecer das nossas versões brasileiras: uma delas é Toda La Vida, com Manuel Carrasco, que na versão tupiniquim virou P. Da Vida, do Dominó, mas que a Fafá de Belém também canta.

5- E a outra é Si Tu Eres Mi Hombre, com Ainhoa, no Brasil temos O Amor E O Poder, da Rosana.

Sim, a primeira é original em italiano, Tutta La Vita, de Lucio Dalla, e a segunda em inglês, The Power Of Love, que já citei em algum momento aqui na coluna.

6- Continuando, ainda na segunda temporada de Operación Triunfo, Tony Santos foi um dos participantes mais populares do programa e o que eu menos gostava. Não entendo até hoje como ele chegou tão longe, ficando em sétimo lugar na classificação geral. Ele foi o que mais vendeu seu single (Un Hombre Así), possibilitando gravar o primeiro disco.

7- Lunae, que não é o vinho Salton, foi o trio formado por Tessa, Elena Gadel e Marey. Elas não conseguiram vender singles solos suficientes para gravar um disco, mas juntas, formaram o grupo. Não durou muito, mas Hipnotizadas vai estar sempre na minha memória… hipnotizada, grudada na minha mente.

“No no puede parar, el ritmo se apodera de mi cabeza”

8- Para finalizar, o auge da breguice e do chiclete na cabeça, a mais divertida de todas e memorável: Maria José, do Enrique Anaut. Ele já foi um dos primeiros eliminados do OT 2 e sua canção a que menos vendeu, mas tenho certeza que é a mais lembrada da época pelo bem ou pelo mal. A introdução dessa música quase me fez lembrar da introdução de It´s Raining Men.

 

X