Conecte com a gente
Null

De Reina Para Reina

A evolução da tecnologia da reprodução da música e a maneira que a acompanhamos

Publicado

em

Con la Musica alla radio

Hola mis reinas!

Hoje é dia de viajar no tempo! Mas não necessariamente com música, e sim com a forma que nós a escutávamos.

Se você nasceu entre o final dos anos 80 e início dos anos 90, vai lembrar bem como escutar música era algo que fazíamos de maneira exclusiva. Exclusiva por que? Porque precisávamos sentar em frente a uma vitrola, colocar um disco de vinil, ajustar a agulha para o início da faixa que fosse escutar e apreciar o som. No máximo eram entre 4 e 5 faixas por lado do disco, ou seja, ao acabar de tocar um lado, tínhamos que parar o que estávamos fazendo pra virar o disco.

Com o passar dos anos, a chegada da fita K7 e rádios reprodutores do material facilitaram também a maneira de escutar música, inclusive era muito comum ver jovens na escola portando um Walkman que tocava fita, isso sim era sinônimo de ostentação naquela época. Desde então, com um aparelho portátil, ir ao trabalho, a escola ou a faculdade ouvindo música ficou mais fácil. Com a era do Discman não ouve muita diferença, a evolução dos tocadores de música evoluíram junto com a chegada do Compact Disc (CD), material que facilitava esse lance de “vira fita de um lado pro outro”, compactando todo o álbum do artista em um lado só, com mais espaço de armazenamento mais amplo, assim deixando o artista livre pra gravar mais faixas e lançar mais singles e incluir as versões que quisesse em seu álbum.

Por mais fácil que fosse carregar conosco as músicas que desejávamos ouvir, o dilema virou outro: MEU DEUS, QUAIS FITAS/CD’S EU VOU LEVAR HOJE PRA OUVIR FORA DE CASA?

Um relato pessoal

Eu passei por essa experiência na minha infância, mas quando cheguei no ensino médio e meus pais confiavam mais em mim pra sair de casa portando algo que era “mais caro”, eu comecei a levar pra escola juntamente com o meu discman meus cd’s na mochila e um par de pilhas AAA (que acabavam em menos de um dia, o que eu gastava de pilha, não era brincadeira).

Quando a acessibilidade à internet chegou para todos, ficou mais fácil ainda, e junto com ela chegaram também pequenos aparelhos MP3 que cabiam no máximo 50 músicas e nos deixava pensando “gente, nunca que vou conseguir ouvir tudo isso de música”. – Hoje em dia a história é outra.

Quando eu e você éramos adolescentes, sem Facebook e Twitter (no máximo tínhamos nosso e-mail e um perfil no Orkut e MSN), era comum passar o dia pesquisando músicas pra baixar em programas no Ares e LimeWire, gravando todas as músicas que considerávamos importantes no HD de um computador que portava 40 GB – quem nunca pegou um cavalo de tróia através do limewire que atire a primeira pedra!

Nesse período eu conseguia ouvir um álbum completo de qualquer artista e decorava facilmente as letras, pois a maioria dos cd’s vinham com elas impressas no encarte. Era mais fácil apreciar a música na sua essência, pois não nos restavam opções a não ser ouvir aqueles cd’s – lembrando que estamos falando de uma época que a internet era rara entre os amigos, quem tinha era considerado rico, ou seja, Youtube e serviços de Streaming nem passavam perto da nossa realidade.

Voltando pra 2017, agora nós temos smartphones que tem capacidade pra armazenar a discografia completa de todos os artistas que gostamos, ou seja, não existe mais aquele momento de indecisão sobre o que salvar na memória do celular, na dúvida, coloca tudo! Como diria Luciana Gimenez:

Temos Spotify, Deezer, Apple Music, TidalYoutube e etc, nem sempre precisamos ir até o computador fazer o download do álbum ou da faixa que desejamos escutar, basta apenas um toque no touchscreen do celular pra salvar uma playlist com todos os hits de sucesso de qualquer artista.

Talvez a extinção dos cd’s e dvd’s estejam mais próximos que possamos imaginar devido a essa facilidade que encontramos em ouvir música ou assistir um clipe, até no metrô fica fácil de você escolher o que deseja ouvir, basta selecionar o álbum e pronto! Download realizado! (desde que seu pacote 4G seja bom).

Numa viagem recente à Joinvlle, onde “obriguei” a minha amiga Bruna Correa a fazer uma tour pelas lojas de CD da cidade pra ver se achava alguma raridade – pra quem não sabe eu sou viciado em colecionar cd‘s – encontrei uma loja, que segundo uma senhora muito simpática que nos atendeu, a loja era uma das pioneiras no Brasil em relação a vendas de discos de vinil, cd’s e dvd’s, ou seja, a loja acompanhou a evolução da tecnologia em reprodução de músicas. Naquele dia comprei novamente o dvd da Shakira “Live & Off the record” que eu já tinha, porém meses atrás havia quebrado sem querer e aproveitei pra perguntar se no ano de 2018 – ano em que eu retornaria a cidade – se a loja permaneceria no mesmo local para eu encomendar algumas raridades, onde ela conseguia trazer em um tempo curto e por um preço acessível.

A resposta me deixou boquiaberto: Provavelmente não! O motivo? “Ninguém mais compra cd’s, geralmente a galera mais jovem costuma baixar na internet, ou preferem pagar por serviços de streaming, eu não dou dois anos para o CD e o DVD em formatos físicos deixarem de ser um material de trabalho para as gravadoras, e tornarem apenas um item para colecionadores, pois muitos artistas já não lançam mais em primeira mão o álbum físico, e sim somente nesses serviços de reprodução de música”

Infelizmente tive que concordar, e isso me deixou pensativo em relação a maneira de ouvir música. Espero não estar sozinho nessa pois criamos um monte de playlists, com músicas aleatórias, e deixamos pra ouvir depois ou baixamos/salvamos vários álbuns na correria do dia a dia e esquecemos de escutá-los, ou quando os escutamos, nossa fone pode até estar no ouvido, mas nossos olhos e mentes estão focados no Facebook ou Whatsapp, impedindo de absorver a essência daquele material.

Eu relatei tudo isso aqui para alertar aos demais fãs da música, assim como eu, não porque os cds vão sumir do mercado (até porque a música precisa acompanhar a evolução da tecnologia) mas para nós não deixarmos o hábito de escutar música como algo supérfluo, a tecnologia avança e nós precisamos acompanhá-la sem ficar doido. Essa semana mesmo que passou, eu quase fiquei doido com TANTO lançamento no mundo latino e fora dele, que salvei tanta coisa no meu Spotify que até agora não sei por onde começar a ouvir. Precisamos aprender a nos programar pra tudo nessa vida, e por que pra ouvir música não?

Uma dica:

Cada dia da semana, ouça um álbum diferente ou separe uma playlist pequena pra ir ouvindo durante o dia, seja em casa ou no caminho do trabalho. Assim você vai ter mais tempo de apreciar os sons dos artistas que você mais gosta e não vai ficar perdido, ou com lançamentos atrasados (gente regrada é assim mesmo, tipo eu/risos).

Bom, por hoje é só, deixo com vocês uma música da Lucero, que, me faz lembrar um pouquinho dessa época que contei pra vocês.

Besos de lentejuelas!

Anunciantes

De Reina Para Reina

Era de Aquário – Os aquarianos da música latina!

Publicado

em

Shakira nasceu em 2 de fevereiro de 1977

Hola mis reinas!

Hoje é dia de falar daqueles que tem fama de não ter um coração, e sim um iceberg maior que o que derrubou o Titanic.

Ah! Os aquarianos! Tímidos, quietos e imprevisíveis.

Eles até podem fugir de expressões emocionais, mas é só uma impressão, podem não demonstrar, mas o seu interior é um vulcão prestes a entrar em erupção quando presenciam um ato de injustiça ou preconceito.

São pessoas totalmente humanitárias, pois gostam de ajudar o próximo (nem sempre gostam de mostrar pro mundo isso, levam a sério aquele ditado que “o que a mão direita faz, a esquerda não precisa saber”), são honestos, jogam limpo (quase transparente), dificilmente você presenciará um aquariano balançando a cabeça em sinal de “sim” para algo que não estão de acordo, seja na frente dos pais ou até mesmo do Papa!

A inteligência de um aquariano é invejável, muitos podem chamá-los de rebeldes, do contra, mas no fundo eles sabem beeeem o que estão fazendo, se você for contra eles, tenham certeza que no final de tudo eles irão olhar pra sua carinha e dizer “ôh meu anjo, eu avisei né?”

Era pra eu estar surpresa?

Se você tem muitos amigos aquarianos, pode ter certeza que algo em comum entre eles é a sensação de “distância”, eles podem parecer distantes, mas isso não significa que eles se importam menos com você, e sim que precisam do tempo deles, pois jogar conversa fora e muito grude, não é com eles. Saiba respeitar o espaço de um aquariano, ou ele facilmente enjoará de tanta cobrança (sério, nunca exija atenção de um aquariano em excesso).

Eles gostam de se divertir com os amigos (são bem seletivos, viu?), lutar pelas causas que acreditam, de conversas cultas e são ótimos ouvintes!

Evitem limitá-los, deixá-los constrangidos, contrariá-los, ou quebrar promessas – é um caminho sem volta.

A melhor música latina que define o signo de Aquário é:

Aceitem ou não.

Agora vamos às nossas estrelas latinas que nasceram sob esse signo!

Os aquarianos mais amados da música latina!

Shakira2 de Fevereiro de 1977

A rainha da música latina é aquariana, com certeza toda essa imparcialidade que seu signo oferece, a ajudou muito a chegar onde está, meus discos, minhas regras! Quero mudar? Vou mudar! Morena, ruiva, loira , opiniões… o que tenho a ver?

Karol G14 de Fevereiro de 1991

A revelação feminina de maior êxito desses últimos meses também é aquariana, Carolina Giraldo, ou melhor, Karol G, também é conterrânea da Shakira, porém a garota apostou num estilo totalmente diferente do comum entre as mulheres dessa geração da música latina: o reggaeton – cenário dominado por homens, e ela arriscou sem medo!

 

Maluma28 de Janeiro de 1994

O Pretty boy (também colombiano, mas gente??) crush de nós todos é o aquariano mais sexy dessa lista, o boy coberto de tatuagem adora uma polêmica (olar Felices los 4), amado por muitos, odiado por outros por  ̶s̶u̶p̶o̶s̶t̶a̶m̶e̶n̶t̶e̶ ̶e̶n̶c̶o̶l̶h̶e̶r̶ ̶a̶ ̶m̶ã̶o̶ ̶p̶r̶a̶ ̶A̶n̶i̶r̶a̶ (e ele liga?, aquariano, meus anjos) Vocês estão lidando com um aquariano…

Daddy Yankee3 de Fevereiro de 1977

O rei do reggaeton, porto-riquenho com orgulho, é outro que adora uma polêmica e liga pra isso? Não. O cara é um dos artistas mais ouvidos nas plataformas de streaming no mundo, sinal que tem sido muito bem aprovado. Ele tá com 40 anos gente, não aceito isso não!! Deve ser a Gasolina – Risos.

Baby K5 de Fevereiro 1983

Nascida em Singapura, mas naturalizada italiana, a loira (que já foi morena, belíssima) alcançou o êxito ao gravar a faixa “Killer” com Tiziano Ferro e até hoje está bombando nas rádios da Itália e do mundo com os hits “Roma-Bangok” e “Voglio ballare con te“, faixas que tem participações ilustres de Giusy Ferreri, Lali, e Andrés Dvicio.

 

Gloria Trevi15 de Fevereiro de 1968

Mexicaníssima, nascida em Monterrey, essa faz juz ao signo! Rebelde até demais, polêmica, quebrou tabus durante os anos 90, usou looks provocativos, pousou para calendários sem nenhuma peça de roupa (era impossível uma oficina mecânica no México não ter um pôster seu – nua – mostrando tudo), suas performances não é pra qualquer garota. Um dos seus maiores hits é “Pelo Suelto“, canção que fala que, independente do que aconteça, ela vai andar com ele ao vento sim!

Besos de lentejuelas!

Continuar Lendo

De Reina Para Reina

Apostando em um amor antigo, sem medo! – Com aquela pitada de música latina!

Publicado

em

Non È Detto, o novo single da Laura Pausini, chega em janeiro

Hola mis reinas!

Começamos a semana com lembranças boas, momentos que foram tão inesquecíveis que sempre que a nossa mente traz para o presente, chega a dar aquela dorzinha de leve no coração.


Como diria Shakira:

“Hay amores que se vuelven resistentes a los daños, como el vino que mejora con los años, asi crece lo que siento yo por tí”

Tenho certeza, que ao ler esse trecho de Hay amores e escutá-la, você lembrou “daquela pessoa”.

Cada um tem uma história de amor muito particular, mal ou bem resolvida, não sei! Mas que vem aquele aperto no peito é certeiro quando o nome dele, ou dela, é tocado.

A vida é cheia de encontros e desencontros, e nesse meio, encontramos o nosso grande amor, momentos felizes, intensos, com paixão e hormônios à flor da pele, onde desejamos que aquilo seja eterno (mas eterno de verdade! e não “eterno enquanto dure”). Né #Brumar?

Nunca entramos num relacionamento pensando como e quando ele irá acabar, pra que isso Brasil? Mas infelizmente, o destino afasta as pessoas umas das outras, elas são arrancadas das nossas vidas de diversas maneiras, seja ela infidelidade, uma oportunidade de trabalho em outro país, a não aceitação do relacionamento pelos pais, e o preconceito encarado por amar uma pessoa do mesmo gênero, ou até mesmo por mau- caratismo.

Tudo isso pode colaborar para que tenhamos que abrir mão de um grande amor, e como nós ficamos? Tristes e esperançosos.

Eu – Kaio – sou da opinião que existe uma pessoa predestinada a nós, a famosa “alma gêmea”, e que independentemente das circunstâncias e das voltas que o mundo dá, ambos ficarão juntos de alguma forma. Se você pensa diferente, por favor, não semeie palavras na vida de quem pensa assim, elas são joio na vida dos que nos cercam, por isso haja com cautela ao comentar algo sobre um relacionamento que não é seu. Se liga nessa cena maravilhosa de “Alma Gêma” exibida em 2005 pela Rede Globo.

Não importa quando e como, duas almas que se amam, estão predestinadas a ficarem juntas.

Quando o assunto é ex-relacionamento, existe uma grande rejeição daqueles que nos cercam, justamente por saber tudo que aconteceu entre o casal, é motivo de piada pra muitos, dói viu gente? Colocar em prática a empatia é muito bom e conserva os dentes (principalmente porque o que acontece de verdade entre duas pessoas, só elas sabem, o que os demais ficam sabendo é o que falamos, e criam uma opinião pessoal sobre aquela situação).

Hoje, eu vim trazer um pouco de encorajamento a você, que por orgulho ou medo, tem medo de apostar em alguém que já amou muito um dia por insegurança.

Eu sei que experiências pessoais não devem ser aplicadas a um grupo de pessoas, pois cada um tem sua história, seus medos, traumas e condições que impossibilitam de uma possível investida.

Se você está passando por uma situação que se encaixe nesse texto, eu gostaria de dizer algumas coisas:

  • Acredite em você, às vezes não enxergamos em nós mesmos o nosso potencial em todos os âmbitos da nossa vida, mas não podemos deixar de lado que temos uma personalidade única e destacável em meio à multidão, somos únicos, e as pessoas que nos amam,amam justamente porque admiram as nossas peculiaridade.
  • Sentiu saudade, liga, manda mensagem, você não estará passando por trouxa, você apenas está lutando pelo que deseja, e ninguém tem absolutamente nada a ver com isso, deixa que digam, que pensem, que falem!
  • Mate o orgulho, não deixe que ele crie um bloqueio entre você e a pessoa que você ama, às vezes, ela(e) está apenas esperando um passo seu, e algum dos dois tem que dar um passo a frente e quem sabe é esse o momento de colocar as cartas na mesa?
  • Dê quantas chances forem necessárias, havendo respeito de ambas as partes, tudo é negociável.
  • Diálogo é primordial entre as duas partes, sentar e conversar, olhos nos olhos, abrir o jogo, reconhecer os próprios erros e pedir perdão (gente, pedir perdão em tempos de orgulho, é sinal de nobreza, seja nobre).

Laura Pausini tem uma música, que fala sobre isso, sobre reatar um relacionamento que deu errado, de encarar a situação, e voltar para o seu grande amor de uma maneira destemida, apostando na mudança de ambos (pois não adianta só um mudar né, bebê?). Por favor, assistam ao clipe e depois leiam a tradução caso você não compreenda o idioma, vale a pena!

Italiano

Tradução AQUI.

Espanhol

Tradução AQUI.

É isso minhas rainhas! Arrisque, um NÃO não nos matará, até um pé na bunda te impulsiona pra frente né?

Besos de lentejuelas!

E dica da tia novamente: Nunca desista dos seus sonhos, por mais que te digam que você nunca conseguirá.

Continuar Lendo
Anunciantes

Playlists

X