Principal / Colunas / A Contracorriente / Chega! A televisão espanhola zomba do Eurovision e os números provam
Mirela e Manel Navarro na final do Objetivo Eurovision

Chega! A televisão espanhola zomba do Eurovision e os números provam

Isso não é uma coluna. Isso é um desabafo. E eu peço licença para, daqui, ecoar a indignação de todos os fãs do Eurovision. Sobretudo na Espanha.

Este texto deveria ter sido publicado logo depois da escolha de Manel Navarro para representar os espanhóis em Kiev. Mas a TVE escondeu os resultados.

Esse texto não deveria ser publicado agora, mas a TVE decidiu que em plena semana Eurovisiva era o momento de, finalmente, revelar os resultados da sua final nacional. Mas decidiram. Então aqui vai.

Basta. Já deu. A TVE está zombando do Eurovision e rindo da nossa cara.

Um pequeno contexto. Há três meses Televisión Española deu uma rasteira nos eurofãs: convocou para ser jurado do seu “Objetivo Eurovisión” o radialista Xavi Martínez. Excelente escolha, se não fosse um pequeno porém: Xavi vinha há semanas promovendo Manel Navarro, antes mesmo do anúncio dele como candidato a representar o país. Xavi declarou que Manel deveria ir ao Eurovision.

É como se, no futebol, apitasse uma final de Copa do Mundo entre Brasil e Argentina, um juiz “de casa”. De qualquer um dos lados, brasileiro ou argentino.

E tem mais: em um movimento que irritou ainda mais os seguidores do Festival, a TVE decidiu dar o poder de escolha ao jurado em caso de empate.

Entenderam ou querem que eu desenhe? Acho que não precisa. Mas vale a pena lembrar o papelão que foi o final do show.

Mas vamos lá? Porque isso agora, quando Manel Navarro já está em Kiev? Bom, porque a TVE achou que era hora certa de revelar os votos do público.

1. Mirela, 4.479 votos (2.523 chamadas, 1.731 SMS e 225 votos app).
2. LeKlein, 2.712 votos (1.471 chamadas, 1.105 SMS e 136 votos app).
3. Manel Navarro, 2.109 votos (890 chamadas, 1.095 SMS e 124 votos app).
4. Maika, 1.817 votos (932 chamadas, 844 SMS e 41 votos app).
5. Paula Rojo, 935 votos (653 chamadas, 262 SMS e 20 votos app).
6. Mario Jefferson, 535 votos (291 chamadas, 240 SMS e 4 votos app).

Mais do que o dobro de votos. Um jurado claramente parcial.

Chega TVE, já deu.

Vai pra casa e desiste do Eurovision.

Ou apaga tudo e recomeça. Demitam a senhora Toñi Prieto, chefe de entretenimento e o senhor Federico Llano, chefe de delegação. São eles os responsáveis pela vergonha. E pelas vaias a Manel Navarro ontem em Kiev.

Llano, aliás, fugiu. Disse que por “questões pessoais” não estaria este ano como Head Of Delegation. Este ano. Ano que vem ninguém duvida que ele volte. E continue a pagar mico ao redor da Europa (eurofãs sabem do que eu tô falando).

Que fique claro: a música da Mirela era bastante medíocre. Do It For Your Lover era a (menor pior) melhor das opções.

E o Manel não tem culpa nisso. Ele não é a vítima, mas também não é o vilão. Ele já disse: não era nessas condições que ele queria ir ao Eurovision.

Os culpados são a TVE e a Sony Music, que submeteu seu artista revelação a isso.

Ora, se TVE e Sony queriam tanto que Manel fosse a Kiev, que fizessem uma escolha interna. Não há vergonha nenhuma nisso. “Ah, mas ele não era conhecido o suficiente pra isso”. Foi a desculpa que deram para não escolher Ruth Lorenzo internamente em 2014.

Mas e daí? A TVE não seria a primeira e nem a única emissora a fazer isso. E não há nada de errado. Errado é armar um circo e submeter o público a isso. O público e um moleque de 20 anos, que, de verdade, está fazendo um trabalho excepcional de divulgação.

Mas deu TVE. Deu.

Muita boa sorte a Manel no sábado. Ele vai precisar. Ele merece.

Mas para a TVE… Pffff. Melhor nem falar.

Comentários

comentários

Ver também

Manel Navarro estreia o emotivo videoclipe de Keep On Falling

Depois do Eurovision, Manel Navarro estreia a emotiva Keep On Falling

Esqueçam o Manel Navarro de vibe juvenil e surf de Do It For Your Lover. O Manel Navarro de Keep …

X